Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5369
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 2013
metadata.dc.creator: KHAYAT, Bruna Cláudia Meireles
metadata.dc.contributor.advisor1: RODRÍGUEZ BURBANO, Rommel Mario
Title: Avaliação de polimorfismos de genes metabolizadores de xenobióticos em pacientes com fissura labiopalatina atendidos no Estado do Pará
Other Titles: Xenobiotic metabolising gene polymorphisms evaluation in oral cleft patients treated in Pará State
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
Citation: KHAYAT, Bruna Cláudia Meireles. Avaliação de polimorfismos de genes metabolizadores de xenobióticos em pacientes com fissura labiopalatina atendidos no Estado do Pará. 2013. 67 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2013. Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular.
metadata.dc.description.resumo: Fissura lábio palatina ou orofaciais é um dos mais frequentes defeitos congênitos existentes e vários estudos relacionam essa malformação a causas multifatoriais. Entre as diversas causas ambientais estão os hábitos etílicos e tabagistas maternos, assim como o uso de agrotóxico. A resposta do embrião humano a agentes teratogênicos é bem conhecida. Porém, sabe-se que organismos diferentes metabolizam de maneira distinta um mesmo componente químico, isto se deve a características genéticas intrínsecas relacionadas a diferentes funcionamentos enzimáticos. Tais diferenças podem ser investigadas a partir da análise de polimorfismos em genes relacionados ao metabolismo destes xenobióticos, que podem assim estar relacionados à etiogênese de fissuras lábio palatinas. O Objetivo do nosso estudo foi analisar polimorfismos em sete genes, PON1 (rs662), PON1 (rs854560), MTHFD1, CYP2E1, EPHX1, ABCB1, AHR, onde uma análise correlativa com fatores ambientais, como exposição a agrotóxicos foi realizada, a fim de avaliar se existe ou não influência das diferentes variantes polimórficas e tais interações ambientais na etiogênese das fissuras lábio palatinas. O número total de amostras analisadas foi de 166 indivíduos, sendo 83 pacientes acometidos por fissura, com idade média de 7 anos (DP 5 anos) e 83 mães dos mesmos. Em nossas amostras, o gênero masculino foi 64% do total de acometidos.; uma ficha para a coleta de dados epidemiológicos foi desenvolvida para o estudo; o material biológico coletado para análise foi sangue. A análise estatística foi realizada com os softwares bioEstat 5.3, SPSS 12.0 e PLINK 1.07. Nosso resultado consiste de quatro análises diferentes, para cada polimorfismo. Inicialmente, observamos as diferenças entre as frequências genotípicas encontradas nos acometidos e nas mães destes e aquelas das populações de indivíduos hígidos. Isto visando encontrar diferenças entre estes genótipos que possam justificar a gênese das FLP, frente à exposição das mães, e intrauterinamente, dos filhos ao agrotóxico. Num segundo momento, verificamos se houveram diferenças entre os genótipos maternos e dos acometidos, que pudessem representar diferenças significativas entre estes dois grupos de indivíduos (pois as mães, independentemente da exposição ao agrotóxico, poderiam ter FLP, caso o genótipo fosse de elevada importância) e que possam ter relação com a FLP. Em uma terceira análise, observamos se os genótipos encontrados nos indivíduos que apresentam FLP, estão relacionados à exposição relatada aos agrotóxicos, como fator etiológico destas más formações. Em ultima análise, visamos, por análise de regressão, verificar se a característica genotípica desses alvos de estudo, possa ter influenciado no fenótipo do tipo de fissura, seja somente labial, seja palatal ou labiopalatal. A distribuição dos tipos de fissuras entre os acometidos foi de 12% para fissuras somente labiais, 19% para fissuras somente palatais e 69% das fissuras em nosso grupo amostral atingiam o lábio e o palato.
Abstract: Orofacial cleft palate or lip is one of the most common birth defects and several existing studies that relate to multifactorial causes malformation. Among the various environmental causes are the ethyl and maternal smoking habits, as well as the use of pesticides. The response of human embryo teratogenic agents is well known. However, it is known that different organisms metabolize differently the same chemical component, this is due to intrinsic genetic characteristics related to different enzymatic runs. Such differences can be investigated from the analysis of polymorphisms in genes related to metabolism of these xenobiotics, which may well be related to etiogênese palatine cleft lip. The objective of our study was to analyze polymorphisms in seven genes, PON1 ( rs662), PON1 ( rs854560 ), MTHFD1, CYP2E1, EPHX1, ABCB1, AHR, where a correlative analysis with environmental factors such as exposure to pesticides was performed in order to assess whether there is influence of different polymorphic variants and environmental interactions in such etiogênese of cleft Lip and Palate. The total number of samples analyzed were 166 subjects, 83 patients affected by cleft, with an average age of 7 years (SD 5 years) and 83 mothers of the same. In our samples, the males was 64 % of the total affected. A plug for the collection of epidemiological data was developed for the study, the biological material collected for analysis was blood. Statistical analysis was performed using the BioStat 5.3, SPSS 12.0 software and plink 1:07. Our result is four different analyzes for each polymorphism. Initially, we observed differences between genotypic frequencies found in affected and mothers of these populations and those of healthy individuals. This aimed to find differences among genotypes that may justify the genesis of FLP, after exposure of mothers and intrauterinamente of the children to pesticides. Secondly, we looked at whether there were differences between the affected and maternal genotypes, which could represent significant differences between these two groups of individuals (as the mothers, regardless of exposure to pesticides could have FLP if the genotype was of high importance) and which may be related to the FLP. In a third analysis, we observed that the genotypes found in individuals with FLP, are related to the reported pesticide exposure as an etiological factor of these malformations. Ultimately, we aim, through regression analysis to determine whether the genotypic characteristics of these targets of study, may have influenced the phenotype of the type of cleft, lip only be either palate or cleft lip. The distribution of types of cracks between affected was 12% only for chapped lips, only 19% to 69% palate and the cracks in our sample group reached the lip and palate.
Keywords: Fissura palatina
Fenda labial
Polimorfismo genético
Praguicidas
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA::GENETICA HUMANA E MEDICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Teses em Neurociências e Biologia Celular (Doutorado) - PPGNBC/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_AvaliacaoPolimorfismosGenes.pdf749,53 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons