Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5589
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 17-Oct-2003
metadata.dc.creator: CASTRO, Paulo Henrique Gomes de
metadata.dc.contributor.advisor1: FERRARI, Stephen Francis
Title: Propondo um problema de forrageio como meio de enriquecer o cativeiro: um estudo comparativo de duas espécies de primatas brasileiros (Callithrix penicillata e Saguinus imperator)
Other Titles: Proposing a foraging problem as a way of enriching captivity: a comparative study of two brazilian primate species (Callithrix penicillata and Saguinus imperator)
Citation: CASTRO, Paulo Henrique Gomes de. Propondo um problema de forrageio como meio de enriquecer o cativeiro: um estudo comparativo de duas espécies de primatas brasileiros (Callithrix penicillata e Saguinus imperator). 2003. 45 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2003. Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento.
metadata.dc.description.resumo: O presente estudo analisou a influência de um simples aparelho que simulou o forrageamento ativo por insetos, funcionando como um alimentador enigmático denominado puzzle, sobre o comportamento de duas espécies de calitriquíneos (Callitrichinae, Primates) mantidos em cativeiro no Centro Nacional de Primatas (CENP). Buscou-se comparar a reação das duas espécies frente ao aparelho proposto, e verificar a viabilidade deste artifício no enriquecimento ambiental das condições de cativeiro para estes primatas. Foram utilizados três casais de Saguinus imperator, conhecido por sagui imperador e três casais de Callithrix penicillata, conhecido por mico estrela, as comparações foram feitas entre as espécies e entre os sexos. Foram gravadas através de vídeo cassete seções de observação com duração de três horas, divididas em dois períodos, um controle (ausência do puzzle) e outro experimental (presença do puzzle), com um total de 36 horas de observação para cada casal. As sessões de controle foram usadas para calcular a linha base do orçamento de atividade para comparações com padrões de comportamento durante as sessões experimentais. As fitas foram transcritas, e todos os eventos de comportamento foram cronometrados, e registrados as medidas da freqüência e duração de eventos. Nas duas espécies a manipulação do puzzle não alcançou uma proporção de tempo muito elevada, porém demonstrou uma diferença clara entre as duas espécies, ocupando 3,96% do tempo total dos micos e 1,99% do tempo dos saguis. Os micos gastaram com repouso, durante as seções experimentais, 17% menos tempo em comparação com a situação controle. Considerando que a ociosidade reduziu em menos de 7% nos saguis, com a atividade geral aumentada em 10%. Entre os sexos, notou-se uma inversão, onde as fêmeas de sagui tiveram um aumento de 18% na ociosidade e queda de 14% na atividade, enquanto as fêmeas de mico tiveram uma diminuição nas duas categorias de pouco menos de 10%. Os machos responderam mais ao puzzle, os saguis aumentaram em 58% a atividade e diminuíram em 23% a ociosidade, os micos aumentaram a atividade em 4% e diminuíram a ociosidade em menos de 10%. Todos os animais aprenderam a manipular o equipamento e capturar os insetos, sendo que os micos tiveram um maior êxito no número de larvas capturadas, superando aos saguis em cerca de 54% de seu índice. As fêmeas tiveram mais êxitos em ambas as espécies, porém superficialmente nos micos. Em contraste, nos saguis as fêmeas foram 16% mais prósperas que os machos. O puzzle foi eficiente em enriquecer o ambiente cativo dos animais e estimular o comportamento manipulativo, sendo um instrumento importante na busca do bem estar para as duas espécies.
Abstract: This study analysed the influence of a simple insect foraging puzzle on the behaviour of two callitrichine species (Callitrichinae, Primates) maintained in captivity at the National Primate Centre (CENP), in Ananindeua, in the Brazilian state of Para. In addition to comparing the two species, the study aimed to evaluate the viability of the puzzle as a strategy of environmental enrichment for these primates in captivity. Three adult pairs of each species – the pencil-tufted marmoset (Callithrix penicillata) and the emperor tamarin (Saguinus imperator) – were included in the study, which also focussed differences between genders. Observations were conducted through the video-taping of three-hour sessions, divided into control (puzzle absent) and experimental (puzzle present) periods, with a total of 36 hours of observation for each pair. Control sessions were used to calculate baseline activity budgets for comparisons with behaviour patterns during experimental sessions. Tapes were transcripted, and all behaviour events were timed, providing measures of both the frequency and duration of events. The puzzle did not have a major effect on general activity budgets, but its effect was clearly different in each species, with manipulation of the puzzle accounting for 3.96% of the time of the marmosets, but only 1.99% of that of the tamarins. During experimental sessions, the marmosets spent 17% less time at rest in comparison with their baseline budget, whereas rest was reduced by less than 7% in the tamarins, with general activity increasing 10%. These changes varied considerably when comparing genders, however – male tamarins presented a 58% increase in general activity and a 23% reduction in rest, whereas these values were 4% and 10%, respectively, in male marmosets. Female tamarins presented an opposite pattern, with rest increasing 18% and general activity falling 14%, while female marmosets had a reduction in both categories by a little less than ten percent. All the animals learned to manipulate the puzzle and capture insects, although the marmosets were far more persistent, capturing 54% more insects, on average, than the tamarins. Females were more successful in both species, but only marginally so in the marmosets. In the tamarins, by contrast, females were 16% more successful than males. Overall, the puzzle proved to be efficient as a means of enriching the captive environment of both species, by stimulating manipulative behaviour and reducing inactivity.
Keywords: Primata
Ecologia animal
Forrageamento ativo
Saguinus imperator
Callithrix penicillata
Sagui-de-tufos pretos
Sagui imperador
Puzzle
Animal em cativeiro
Comportamento animal
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA COMPARATIVA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_PropondoProblemaForrageio.pdf629,48 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons