Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5617
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 28-Mar-2011
metadata.dc.creator: SILVA, Cléia Tereza Lamarão da
metadata.dc.contributor.advisor1: CARVALHO, José Carlos Tavares
metadata.dc.contributor.advisor-co1: SOUSA, Pergentino José da Cunha
Title: Avaliação biológica dos extratos obtidos das sementes de Vatairea guianensis (Aublet).
Other Titles: Evaluation of organic extracts of seeds obtained Vatairea guianensis Aubl.
Citation: SILVA, Cléia Tereza Lamarão da. Avaliação biológica dos extratos obtidos das sementes de Vatairea guianensis (Aublet). 2011. 118 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Saúde, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas.
metadata.dc.description.resumo: As plantas medicinais são ampla e culturalmente utilizadas de forma empírica na Amazônia no tratamento de diversas doenças. Grande parte dessas plantas ainda não foi investigada cientificamente sobretudo quanto aos aspectos relacionados as atividades biológicas. A espécie selecionada neste trabalho é Vatairea guianensis, utilizada na medicina tradicional para tratar infecções de pele como as micoses cutâneas. Este trabalho avaliou a atividade antibacteriana in vitro dos extratos hidroetanólico, henicosânico, clorofórmico e metanólico obtidos das sementes de Vatairea guianensis pelo método da microdiluição em caldo para obtenção da Concentração Inibitória Mínima (CIM) e Concentração Bactericida Mínima (CBM), frente a bactérias Gram-positivas (Staphylococus aureus e Enterecoccus faecalis) e Gram-negativas (Pseudomonas aeruginosa e Salmonella sp). Avaliou-se também a atividade cicatrizante sobre feridas cutâneas abertas em ratos pela aplicação tópica do extrato hidroetanólico, representados pelos grupos G1 controle positivo (fibrinase); G2 controle negativo (sol salina); e grupos experimentais, (G3 dose 500mg/kg; G4 250mg/kg; G5 100mg/kg) por sete dias e a toxicidade aguda por via oral. A análise histológica do processo cicatricial foi avaliada, por meio de técnica convencional incluindo coloração HE e Picrossírius para observação das características histomorfológicas da reação inflamatória e análise descritiva da deposição de colágeno,respectivamente. Todos os extratos demonstraram atividade antimicrobiana contra todos os microrganismos testados com CIM que variaram de 3,12μg/mL a 50μg/mL e CBM com valores 6,25μg/mL a 100μg/mL. A análise histológica mostrou que o extrato hidroetanólico diminuiu a intensidade da reação inflamatória nos grupos G3 e G1, estimulou a síntese de colágeno tipo III em G1, G3 e G4 e aumentou a síntese de colágeno em G2 e G5. O experimento com extrato hidroetanólico obtido das sementes de Vatairea guianensis pareceu retardar o processo cicatricial nas doses de 500 e 250mg/kg em feridas abertas o que pode ser um efeito positivo por impedir a formação de cicatriz hipertrófica, sugerindo assim um efeito modulatório por parte do extrato. A avaliação da toxicidade aguda em camundongos revelou que o extrato hidroetanólico apresentou baixa toxicidade por via oral.
Abstract: Medicinal plants are widely used and culturally in the amazon to treat various diseases.Much of these plants has not been scientifically invesgated especially on the aspects related to biological activitie.The species selected in this work is Vatairea guianensis, used in traditional medicine to treat skin infections such as cutaneous mycoses. This study evaluated the antibacterial activity in vitro of hydroethanolic extract, hexane, chloroform and methanol Vatairea guianensis seeds by microdilution method for obtaining the minimum inhibitory concentration (MIC) and minimum bactericidal concentration (MBC) against Gram positive (Staphylococcus aureus and Enterecoccus faecalis) and Gram negative bacteria (Pseudomonas aeruginosa and Salmonella sp). The study also evaluated the healing activity on open wounds in rats by topical aplication of the hydroethanolic extract, represented by G1 positive control (fibrinase), G2 negative control (saline) and experimental groups( G3 dose 500mg/kg, G4 250mg/kg,G5 100mg/kg) for seven days and the acute oral toxicity. Histological analysis of the healing process was evaluated by means of conventional technique including color HE and Picrossirius for observation of the inflammatory reaction histomorphological characteristics and descriptive analysis of collagen deposition, respectively. All extracts showed antibacterial activity against all tested microorganisms with an MIC ranging from 3,12μg/mL to 50μg/mL and MBC values 6,25μg/mL to 100μg/mL. In histological analysis, the hidroethanolic extract decreased the intensity of inflammation in the groups G1 and G3, stimulates the synthesis of collagen type III em G1, G3 and G4 and increased collagen synthesis in G2 and G5. The experiment with the hydroethanolic extract obtained from seeds of Vatairea guianensis appeared to slow down the healing process effect by preventing the formation of hypertrophic scar, suggesting a modulatory effect by extract. The acute toxicity evaluation in mouse revealed that the hydroethanlic extract showed low toxicity by the oral proceedings.
Keywords: Plantas medicinais
Vatairea guianensis
Atividade antimicrobiana
Atividade cicatrizante
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA::FARMACOGNOSIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências da Saúde
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Farmacêuticas (Mestrado) - PPGCF/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AvaliacaoBiologicaExtratos.pdf15,93 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons