Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5645
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 20-Jun-2011
Authors: SILVA, Andressa Santa Brigida da
First Advisor: SOUSA, Pergentino José da Cunha
First Co-Advisor: BARBOSA, Wagner Luiz Ramos
Title: Avaliação da atividade antinociceptiva e anti-inflamatória de Mikania lindleyana DC: validação do uso na medicina popular
Other Titles: Antinociceptive and anti-inflammatory activity evaluation of Mikania lindleyana DC.: validation of popular use in medicine
Sponsor: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: SILVA, Andressa Santa Brigida da. Avaliação da atividade antinociceptiva e anti-inflamatória de Mikania lindleyana DC: validação do uso na medicina popular. 2011. 107 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Saúde, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas.
Resumo: Mikania lindleyana (Asteraceae), popularmente conhecida como sucuriju, é uma espécie nativa da região amazônica, cujo chá das folhas é a principal forma de uso popular para tratamento de gastrite, infecção, dor e inflamação. Para validar a forma e a alegação de uso decidiu-se avaliar a toxicidade aguda e as atividades antinociceptiva e anti-inflamatória do extrato bruto aquoso liofilizado de Mikania lindleyana devidamente identificada (EAML), bem como investigar sua composição química. Na análise fitoquímica do EAML detectou-se a presença de saponinas, proteínas, aminoácidos, fenóis, taninos, ácidos orgânicos e flavonoides. Por cromatografia em camada delgada (CCD) foram observadas zonas de fluorescência azul características de ácido o-cumárico. Por cromatografia liquida acoplada à espectrometria de massa (CLAE-DAD-EM) foram encontrados compostos altamente glicosilados. O EAML na dose de 5000mg/kg não provocou morte nos animais. No teste de contorções abdominais, o EAML (nas doses 125, 250, 500, 750, 1000 e 1500mg/kg) promoveu redução no número de contorções de maneira significante e dose-dependente. A dose efetiva mediana (DE50) de 692,6 mg/kg não prolongou o tempo de latência sobre a placa quente. No teste de formalina, o EAML reduziu o tempo no qual os animais permaneceram lambendo a pata injetada com formalina nas duas fases sendo este efeito revertido pelo antagonista opioide naloxona. A dose de 692,6 mg/kg inibiu a formação de eritema, mas não o edema provocado por dextrana. A mesma dose inibiu a formação do edema por carragenina a partir da 2ª hora e reduziu a migração de neutrófilos para a cavidade peritonial. Estes resultados sugerem que o EAML, nas doses utilizadas, apresenta atividade antinociceptiva na qual pode haver a participação do sistema opioide e, apresenta atividade anti-inflamatória que pode ser atribuída à ação sobre mediadores inflamatórios, como PGs, e, ainda sobre moléculas de adesão, cuja participação de citocinas pode ser crucial.
Abstract: Mikania lindleyana DC. (Asteraceae), popularly named sucuriju, is a common plant in Brazilian Amazonia. Ethnopharmacological studies show a diversity of uses of this species such in treatment of gastritis, infection, pain and inflammation. To validate the claim form and use was decided to study the acute toxicity and the antinociceptive and anti-inflammatory activities in experimental animal models and the chemical composition of lyophilized crude aqueous extract of Mikania lindleyana (AEML). The phytochemical screening of AEML showed the presence of saponins, proteins, amino acids, phenols, tannins, organic acids and flavonoids. On the thin layer chromatography (TLC) blues fluorescence characteristics of the coumaric acid were identifieds. The analisis on high-performance liquid chromatography coupled to mass spectrometry (HPLC-DAD-MS) seems compounds highly glycosylated. The dose 5000mg/kg of EAML did not cause death in animals. The AEML, at doses 125, 250, 500, 750, 1000 and 1500mg/kg, significantly inhibited (in a dose-dependant way) the number of contortions induced by acetic acid on writhing test. The median effective dose (ED50) of 692.6 mg/kg did not prolong the latency-time in the hot plate. The AEML showed activity in both first and second phase of formalin-induced licking response decreasing of the lick paw of mice, where this effect was reversed by the opioid antagonist naloxone. The AEML was able to inhibite the erythema formation when compared to control group, but did not inhibite the paw edema formation induced by dextran. The AEML inhibited the paw edema carrageenan-induced from 2nd hour and reduced neutrophil migration to peritoneal cavity. Our results indicate that AEML demonstrate an antinociceptive effect with probable involvement of the opioid system, and anti-inflammatory activity through inhibition of prodution of inflammatory mediators as PGs, and also on adhesion molecules with involvement of cytokines.
Keywords: Mikania lindleyana
Sucuriju
Atividade antinociceptiva e anti-inflamatória
Cromatografia em camada delgada
Cromatografia líquida de alta eficiência
Cromatografia líquida acoplada com espectômetro de massa
Toxicidade
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA::FARMACOGNOSIA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA::ANALISE TOXICOLOGICA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências da Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Farmacêuticas (Mestrado) - PPGCF/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AvaliacaoAtividadeAntinociceptiva.pdf1,28 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons