Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5676
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 1-Nov-1995
Authors: PONTES, Altem Nascimento
First Advisor: RIJO, Luiz
Title: Comparação dos efeitos do eletrojato equatorial nos dados magnetotelúricos bi e tridimensionais
Sponsor: FADESP - Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa
PETROBRAS - Petróleo Brasileiro S.A.
Citation: PONTES, Altem Nascimento. Comparação dos efeitos do eletrojato equatorial nos dados magnetotelúricos bi e tridimensionais. 1995. 114 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Centro de Geociências, Belém, 1995. Curso de Pós-Graduação em Geofísica.
Resumo: Este trabalho trata da comparação dos efeitos do eletrojato equatorial nos dados magnetotelúricos bi e tridimensionais. Ele compõe-se fundamentalmente de duas partes: Na primeira, que consiste na comparação dos efeitos dos modelos bi e tridimensionais (linha de corrente e eletrojato gaussiano), determinamos as dimensões que deve apresentar uma estrutura tridimensional para que a resposta magnetotelúrica proveniente dessa estrutura, nas polarizações YX e XY, possa ser substituída pela resposta magnetotelúrica proveniente de uma estrutura bidimensional nos modos TE e TM respectivamente, para a resistividade aparente e fase. Os resultados mostram, para um embasamento condutivo ou resistivo, que é necessário aumentar a dimensão da estrutura tridimensional na direção principal acima de dezesseis vezes, em relação à dimensão inicial, para que a resposta magnetotelúrica proveniente dessa estrutura na polarização YX, possa ser substituída pela resposta magnetotelúrica proveniente de uma estrutura bidimensional no modo TE; no caso da polarização ser XY, essa substituição ocorrerá, no modo TM bidimensional, se aumentarmos a dimensão da estrutura tridimensional na direção principal acima de vinte e seis vezes em relação à dimensão inicial. Na segunda parte, que consiste na determinação dos efeitos do eletrojato equatorial Onwumechilliano, posicionamos a estrutura tridimensional a 10 km, 100 km, 300 km, 500 km, 1000 km e 1500 km, respectivamente, de distância do eletrojato. Dessa forma, determinamos a distância na qual os efeitos do eletrojato equatorial Onwumechilliano sobre as sondagens magnetotelúricas são praticamente desprezíveis. Verificamos que, posicionando a estrutura tridimensional a 1500 km de distância da fonte, para embasamento condutivo, o eletrojato não afeta as sondagens magnetotelúricas. Quando o embasamento é resistivo, o eletrojato afeta as sondagens magnetotelúricas, mesmo posicionando-se a estrutura tridimensional a 1500 km de distância da fonte. De um modo geral, constatamos que o eletrojato equatorial afeta as sondagens magnetotelúricas para freqüências inferiores a 10-2 Hz, tanto na resistividade aparente quanto na fase e em ambas as polarizações, principalmente, quando o embasamento é resistivo. Observamos também que o efeito galvânico é mais pronunciado na polarização YX que na XY.
Abstract: This work deals with the comparison between the effects of the equatorial electrojet in two and three-dimensional magnetotelluric data. It is composed of two parts: in the first part, which consists in comparing the effects of two-dimensional with three-dimensional models (current line and gaussian electrojet), we determine the dimensions that a three-dimensional structure should have so that the MT response of that structure, in YX and XY polarizations, can be replaced by the MT response of a 2D structure in TE and TM modes, for apparent resistivity and phase. The results show that the dimension of the 3D structure in the main direction must be over 16 times its length in the initial dimension, so that the MT response of that structure in YX polarization can be replaced by the MT response at a 2D structure in TE mode. If the polarization is XY the main dimension must be 26 times the initial dimension. In the second part, which consists in determining the effects of the Onwumechillian equatorial electrojet, we placed the 3D structure at 10 km, 100 km, 300 km, 500 km, 1000 km and 1500 km, from the electrojet. In this way we determine the distance at which the effects of the Onwumechillian equatorial electrojet on the MT soundings are practically negligible. We observe that, for a conductive basement, the equatorial electrojet does not affect the MT soundings if the 3D structure is placed at 1500 km from the source. When the basement is resistive, the electrojet affects the MT soundings even if the structure is at 1500 km away from the source. We verified that the equatorial electrojet affects the MT soundings in frequencies under 10-2Hz, in both resistivity and phase and in both polarizations. We also observed that the galvanic effect is stronger on the YX than on the XY polarization.
Keywords: Prospecção - Métodos geofísicos
Método magnetotelúrico
Eletrojato equatorial
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOFISICA::GEOFISICA APLICADA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Geociências
Program: Programa de Pós-Graduação em Geofísica
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Geofísica (Mestrado) - CPGF/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ComparacaoEfeitosEletrojato.pdf19,19 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons