Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/5738
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 8-Jan-2010
Authors: BORGES, Rubilene Pinheiro
First Advisor: SOUZA, Carlos Barbosa Alves de
Title: Estratégias de modelagem de Go/No-go e verificação de sua necessidade para ocorrência de simetria em macacos-prego (Cebus apella)
Other Titles: Shaping strategies for the Go/No-go procedure and the verification of its necessity for symmetry in capuchin monkey (Cebus apella)
Sponsor: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
Citation: BORGES, Rubilene Pinheiro. Estratégias de modelagem de Go/No-go e verificação de sua necessidade para ocorrência de simetria em macacos-prego (Cebus apella). 2010. 23 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Belém, 2010. Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento.
Resumo: A aprendizagem de relações condicionais bidirecionais (simetria) tem sido raramente demonstrada em não-humanos. Recentemente três estudos apresentaram dados positivos de repertórios comportamentais de simetria em pombos. Estes estudos apontaram como possíveis variáveis determinantes da emergência de simetria: 1) O treino misto de relações arbitrárias e de identidade simultaneamente e com um mesmo conjunto de estímulos; 2) O sujeito não ter sido exposto a treino prévio de qualquer tipo de relação com os mesmos estímulos; e 3) A utilização do procedimento de discriminação condicional sucessiva (Go/No-go). O presente estudo buscou averiguar a necessidade do uso de Go/No-go, aplicando as demais variáveis (treino misto e não exposição prévia), para a obtenção da emergência de simetria. Este estudo avaliou em dois macacos-prego (Cebus apella) a aprendizagem de relações arbitrárias e de identidade de estímulos apresentados na mesma sessão experimental e a emergência de simetria, utilizando dois procedimentos. Um sujeito (M18) foi treinado em tarefa de Go/Nogo com tentativas mistas de relações arbitrárias e relações de identidade, com o mesmo conjunto de estímulos. O sujeito passou por dois treinos Go/No-go que não foram bem sucedidos em estabelecer controle condicional. Um outro sujeito (M27) foi treinado em uma tarefa de emparelhamento ao modelo com atraso zero com tentativas mistas de relações de identidade e arbitrárias, com mesmo conjunto de estímulos. Esse segundo procedimento buscou averiguar a necessidade do uso do procedimento Go/No-go para a obtenção da emergência de simetria. As sessões de treino eram compostas por oito tentativas de identidade (quatro relações) e oito tentativas de relações arbitrárias (duas relações), apresentadas em seqüência randômica. Todas as tentativas tinham três escolhas entre as comparações. Posteriormente, M27 foi submetido a três testes (todos com reforço programado para todas as tentativas). O treino de linha de base mista (identidade e arbitrária) ocorreu em 14 sessões. O primeiro teste foi de simetria, em uma sessão de oito tentativas para cada uma das quatro relações de identidade, duas arbitrárias e duas de teste, totalizando 64 tentativas, cujo critério de desempenho era acertar sete das oito tentativas de cada relação. M27 teve 2 erros em uma das relações de identidade e acertou todas as demais, inclusive as de simetria. Para averiguar se havia uma coerência do controle de estímulos, foi feito o segundo teste no qual as respostas de escolha entre as comparações não podiam mais ser condicionais ao modelo, uma vez que se utilizou um mesmo estímulo novo no lugar dos modelos para todas as tentativas, tanto de linha de base quanto de teste. M27 cometeu três erros ao todo. Esse resultado pode indicar que havia uma relação de controle, não prevista: como dois pares de estímulos se alternavam na função S- em todas as tentativas, M27 pode ter aprendido a rejeitar esses dois pares de estímulos independente do modelo apresentado. De modo a averiguar se de fato não havia controle por seleção de acordo com o modelo, foi feito um teste apenas com duas comparações com as mesmas outras configurações do primeiro teste. M27 errou seis das 32 tentativas de linha de base de identidade, seis das 16 arbitrárias e seis das 16 de simetria. Os acertos foram, portanto, acima da linha do acaso, o que confirma parcialmente a hipótese acima e pode indicar a presença de um controle misto condicional e discriminativo entre os estímulos de comparação.
Abstract: The learning of bidirectional conditional relations (symmetry) has rarely been demonstrated in non-human. Recently, three studies presented positive data from behavioral repertoires of symmetry in pigeons. These studies indicated some variables as possible determinants of the emergence of symmetry: 1) Intermixed training of arbitrary and identity relations at the same time and with the same set of stimuli, 2) Non-exposition to prior training of any kind of relationship with same stimuli, and 3) The use of the successive conditional discrimination (Go/No-go). This study aimed to determine the need for the use of Go/No-go, using the other variables (intermixed training and no prior exposure), to obtain the emergence of symmetry. This study evaluated in two capuchin monkeys (Cebus apella) the learning of arbitrary and identity relations of stimuli presented in the same experimental session and the emergence of symmetry, using two procedures. One subject (M18) was trained in Go/No-go task with mixed arbitrary and identity trials, with the same set of stimuli. The subject went through two Go/No-go training that have not been successful in establishing conditional control. Another subject (M27) was trained in a 0-delayed matching-to-sample task with mixed arbitrary and identity trials, with the same set of stimuli too. This second procedure aimed to determine the need to use the procedure Go/No-go to obtain the emergence of symmetry. Training sessions were composed of eight identity trials (four relations) and eight arbitrary trials (two relations), presented in random sequence. All trials had three choices as comparisons. Subsequently, M27 was submitted to three tests (all of the trials had programmed reinforcement). The intermixed baseline training (identity and arbitrary) occurred in 14 sessions. The first test of symmetry was a session of eight trials for each of the four relations of identity, two arbitrary, and two test trials in a total of 64 trials, and the performance criterion was seven correct trials out of eight for each relation. M27 had 2 errors in a identity relation and reached the criterion for all the others, including those of symmetry. To determine whether there was a consistency of stimulus control, the second test was made in which the choices between the comparisons could no longer be conditional to the model, since was used one single new stimulus as sample at all time in both baseline and test trials. M27 made three errors global. This result may indicate that some kind of unprogrammed stimulus control, developed: as the same two pairs of stimuli alternated in the S- function in all trials, M27 may have learned to reject the two pairs of stimuli independently of the sample presented. In order to verify if indeed there was no control for selection according to the sample, it was ran a test with only two comparisons with the same settings of the first test. M27 made six errors in 32 identity baseline trials, six in 16 arbitrary trials and six in the 16 symmetry trials. The correct responses were therefore above chance level, which partly confirms the hypothesis above and may indicate the presence of a mixed stimulus control between conditional and discriminative stimuli for comparison.
Keywords: Primata
Comportamento
Comportamento animal
Macaco-prego
Cebus apella
Equivalência de estímulos
Go/No-go
Simetria
Relações arbitrárias e de identidade de estímulos
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
Program: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
Appears in Collections:Dissertações em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Mestrado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EstrategiasModelagemGoNoGo.pdf1.03 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons