Por favor, use este identificador para citar o enlazar este ítem: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/5980
Tipo: Artigo de Periódico
Fecha de publicación : abr-2007
Autor(es): COONEY, Paul John
Título : Argentina’s quarter century experiment with neoliberalism: from dictatorship to depression
Otros títulos : Experimento de um quarto de século de Neoliberalismo na Argentina: da ditadura à depressão
Citación : COONEY, Paul. Argentina’s quarter century experiment with neoliberalism: from dictatorship to depression. Revista de Economia Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 11, n. 1, p. 7-37, jan./abr. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rec/v11n1/a01v11n1.pdf>. Acesso em: 10 jul. 2014. <http://dx.doi.org/10.1590/S1415-98482007000100001>.
Resumen: Em 2002, a Argentina atingiu um novo marco histórico, ao experimentar o maior default da dívida externa, não somente pela sua própria história, mas também do mundo. Para compreender como a Argentina deixou de ser um país mais desenvolvido de terceiro mundo até experimentar a crise de 2001, entrando depois numa depressão em 2002, com mais da metade da população abaixo da linha de pobreza, precisamos fazer uma avaliação das políticas econômicas durante o último quarto de século na Argentina. A virada ao neoliberalismo começou durante a ditadura no ano 1976, tendo se aprofundado no governo Menem e sempre apoiada pelo FMI. Este trabalho tentará identificar porque a crise ocorreu naquele momento, e também, compreender as mudanças subjacentes na economia política durante duas décadas na Argentina, as quais que desencadearam duas ondas de desindustrialização, uma explosão da dívida externa e uma deterioração bem marcante no padrão de vida para a maioria dos argentinos.
Resumen : Argentina set a new historical mark in 2002, having experienced the largest debt default by any country ever. In order to understand how Argentina could go from one of the most developed countries of the Third World, to experiencing the crisis of 2001 and then enter a depression in 2002 with over half the population living in poverty, requires an evaluation of the last quarter century of economic policies in Argentina. The shift toward neoliberalism began during the dictatorship of 1976, deepened during the Menem administration, and was supported throughout by the IMF. This paper aims to identify why the crisis occurred when it did, but also to understand how the underlying shifts in the political economy of Argentina over more than two decades led to two waves of deindustrialization, an explosion of foreign debt and such a marked decline in the standard of living for the majority of Argentinians.
Palabras clave : Política econômica
Neoliberalismo
Desenvolvimento econômico
Sistema econômico capitalista
Economia internacional
Dívida externa
Fundo Monetário Internacional
Argentina - País
ISSN : 1415-9848
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Aparece en las colecciones: Artigos Científicos - ICSA

Ficheros en este ítem:
Fichero Descripción Tamaño Formato  
Artigo_ArgentinaQuarterCentury.pdf250,23 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este ítem está sujeto a una licencia Creative Commons Licencia Creative Commons Creative Commons