Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6085
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Issue Date: Sep-2008
metadata.dc.creator: MAIA, Ana Áurea Barreto
ANGÉLICA, Rômulo Simões
NEVES, Roberto de Freitas
Title: Estabilidade térmica da zeólita A sintetizada a partir de um rejeito de caulim da Amazônia
Other Titles: Thermal stability of the zeolite A synthesized after kaolin waste from Amazon region
Citation: MAIA, A. A. B.; ANGELICA, R. S.; NEVES, R. F. Estabilidade térmica da zeólita A sintetizada a partir de um rejeito de caulim da Amazônia. Cerâmica, São Paulo, v. 54, n. 331, p. 345-350, jul./set. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/ce/v54n331/a1254331.pdf>. Acesso em: 31 jul. 2014. <http://dx.doi.org/10.1590/S0366-69132008000300012>.
metadata.dc.description.resumo: Zeólita A foi calcinada nas temperaturas de 200, 400, 600, 800 e 1000 °C/2 h para estudar sua estabilidade térmica. A síntese foi feita a partir de um rejeito de beneficiamento de caulim para a produção de papel de uma empresa mineradora localizada na região Amazônica. A caracterização da zeólita A calcinada nas diferentes temperaturas foi realizada por difração de raios X e microscopia eletrônica de varredura. A zeólita A permaneceu estável até 600 °C, havendo apenas variações nas intensidades dos picos em função da temperatura. A 800 °C o padrão de difração apresentado pelo material continuava sendo da zeólita A mas com ausência de alguns picos. A 1000 °C foi constatado que o produto de calcinação era constituído de nefelina, mulita e provavelmente sodalita. Essa zeólita também foi aquecida em mais duas temperaturas, 900 e 950 °C, com o objetivo de confirmar os dois picos exotérmicos observados em curva de análise térmica diferencial. Os produtos de calcinação nessas temperaturas eram constituídos de nefelina, sodalita e mulita.
Abstract: Zeolite A was calcined at 200, 400, 600, 800 and 1000 °C for 2h to evaluate its thermal stability. The zeolite A was synthesized using kaolin waste from kaolin processing industries for paper coating located in the Amazon region. Both zeolite A and further calcined products were characterized by X-ray diffraction analysis and scanning electron microscopy. The zeolite A structure remained stable up to 600 °C, where only small variations in peak intensities were observed. At 800 °C the diffraction pattern still exhibited zeolite A but with the absence of some peaks. At 1000 °C nepheline, mullite and probably sodalite were formed. The zeolite A was also heated at 900 and 950 °C to check the two exothermic peaks observed in the DTA curve. The X-ray diffraction analysis indicated the presence of nepheline, sodalite and mullite.
Keywords: Síntese
Estabilidade térmica
Zeólita A
Zeolitos
Caulim
Rejeito de caulim
Beneficiamento de minério
Amazônia brasileira
ISSN: 0366-6913
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Artigos Científicos - IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_EstabilidadeTermicaZeolita.pdf395,1 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons