Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6186
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 31-Mar-2014
metadata.dc.creator: CARMO, Lilian Lobato do
metadata.dc.contributor.advisor1: SARMENTO-PANTOJA, Tânia Maria Pereira
Title: “Vidas singulares. Estranhos poemas”: um estudo sobre a infâmia em Eneida e em Lygia Fagundes Telles
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: CARMO, Lilian Lobato do. “Vidas singulares. Estranhos poemas”: um estudo sobre a infâmia em Eneida e em Lygia Fagundes Telles. 2014. 85 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Letras e Comunicação, Belém, 2014. Programa de Pós-Graduação em Letras.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho pretende investigar a forma em que a literatura apropria-se da figura social do indivíduo infame a partir das crônicas e do conto presentes nos livros A Estrutura da Bolha de Sabão, de Lygia Fagundes Telles e Aruanda, de Eneida de Moraes, respectivamente. Ao pensar no que qualificaria a infâmia, será utilizado como conceito norteador o de Michel Foucault, presente no ensaio A vida dos homens Infames. O que se pretenderá mostrar, portanto, será o registro literário do estigma de um sujeito alhures, uma figura repelida e excluída do convívio social por fugir ao controle das convenções e até mesmo das leis institucionalizadas pelo Estado. Perde, por isso, tanto o direito à liberdade física quanto o de narrar sua própria vida – esta passou a ser contada por registros clínicos, boletins policiais, ou mesmo sentenças jurídicas. Espera-se, através desta pesquisa, mostrar a forma na qual as narrativas literárias utilizam de personagens sociais de seu tempo também para questionar a moral e a conduta imposta por dispositivos de poder e discursos autoritários vislumbrando, assim, o texto literário como instrumento de resistência social.
Abstract: This work intend to investigate the way that the literature appropriates the social figure of the individual infamous as from the short stories and chronicles present in the books A Estrutura da Bolha de Sabão, by Lygia Fagundes Telles and Aruanda, by Eneida de Moraes, respectively. To think what would qualify infamy, will be used as the guiding concept by of that Michel Foucault, in the essay A Vida dos Homens Infames. What we pretend to show, therefore, is the literary record of the stigma of a subject elsewhere, a figure repelled and excluded from society to escape the control of conventions and even institutionalized by the state laws. Losing the right to physical freedom well as to narrate his own life - this has to be told by clinical records, police reports, or even legal sentences. It is hoped, through this research, to show the way in which literary narratives use social characters of their time also to question the morality and conduct imposed by power devices and authoritarian speech, envisioning thus the literary text as an instrument of social resistance.
Keywords: Eneida, 1903-1971. Aruanda
Telles, Lygia Fagundes, 1923- . A estrutura da bolha de sabão
Literatura brasileira
Resistência (Psicologia)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA BRASILEIRA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Letras e Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Letras
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Letras (Mestrado) - PPGL/ILC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_VidasSingularesEstranhos.pdf771,54 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons