Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6297
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 22-Sep-2014
metadata.dc.creator: OLIVEIRA, Merynilza Santos de
metadata.dc.contributor.advisor1: SEIBT, Cezar Luís
Title: Ser-para-a-morte na apropriação de si em Heidegger: pressupostos para a educação
Citation: OLIVEIRA, Merynilza Santos de. Ser-para-a-morte na apropriação de si em Heidegger: pressupostos para a educação. 2014. 80 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2014. Programa de Pós-Graduação em Educação.
metadata.dc.description.resumo: O texto ora apresentado efetiva a discussão principal dos conceitos ser-para-a-morte e si-próprio da filosofia do filósofo Heidegger, embasado no livro Ser e Tempo, tendo por intuito entender como o ser-para-a-morte implica na apropriação do si-próprio. O embasamento metodológico utilizado é o da fenomenologia-hermenêutica, criada pelo próprio autor para dar conta de suas conceituações, formando o conjunto de sua obra. A escrita é desenvolvida em três capítulos. O primeiro faz um apanhado geral sobre o pensamento de Heidegger, refazendo o percurso de seu filosofar, esclarecendo a utilização dos conceitos, por meio de exaustivas explicações, que vão desde o ser, perpassando pelo Dasein, até o ser-para-a-morte, sendo também um alicerce para as próximas etapas. Já o segundo capítulo trata mais fortemente do ser-para-a-morte no enlace com a literatura, na obra “A morte de Ivan Ilitch” de Liev Tolstói, demonstrando na experiência da personagem a apropriação de si, ao encarar a sua morte prematuramente, depois de ser interpelado pela angústia, compreendendo ser-para-amorte. No terceiro capítulo, será feita a síntese das questões debatidas com ênfase no si-próprio, concebendo os conceitos heideggerianos, como cuidado, impessoalidade, silêncio, utilizados na compreensão de uma educação em Heidegger.
Abstract: The text presented effective discussion of the main concepts being-toward-death and self-esteem of the philosopher Heidegger's philosophy, based on the book Being and Time, with the aim to understand how the being-toward-death implies ownership of selfesteem. The methodological basis used is that of phenomenology, hermeneutics, created by the author himself to realize their concepts, forming the body of his work. Writing is developed in three chapters. The first is an overview of Heidegger's thought, retracing the route of his philosophizing, explaining the use of concepts through comprehensive explanations, ranging from the self, passing by Dasein, to the being-fordeath ; is also a foundation for the next steps. The second chapter is more strongly beunto- death in the link with the literature, the book "The Death of Ivan Ilyich" by Leo Tolstoy, demonstrating the experience of the character of the settlement itself, to face his dying prematurely after being challenged by anxiety, comprising be-unto-death. In the third chapter a summary of the issues discussed with emphasis on self-esteem, conceiving the Heideggerian concepts such as care, impersonality, chatter, used in understanding education in Heidegger will be taken.
Keywords: Filosofia
Heidegger, Martin, 1889-1976
Educação
Self (Psicologia)
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO::FUNDAMENTOS DA EDUCACAO::FILOSOFIA DA EDUCACAO
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências da Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Educação (Mestrado) - PPGED/ICED

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_SerMorteApropriacao.pdf1,09 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons