Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6344
Compartilhar:
Type: Tese
Issue Date: 15-Dec-2014
Authors: RANIERI, Leilanhe Almeida
First Advisor: EL-ROBRINI, Maâmar
Title: Morfodinâmica costeira e o uso da orla oceânica de Salinópolis (Nordeste do Pará)
Sponsor: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
Citation: RANIERI, Leilanhe Almeida. Morfodinâmica costeira e o uso da orla oceânica de Salinópolis (Nordeste do Pará). 2014. 195 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Geociências, Belém, 2014. Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica.
Resumo: Os aspectos morfodinâmicos relacionados à erosão ou acresção da linha de costa são alguns dos assuntos analisados na gestão das zonas costeiras que vêem sendo tratada em todo mundo no sentido de monitorar e proteger essas zonas. Esta tese objetiva analisar o comportamento da morfodinâmica costeira de Salinópolis, relacionando-o ao uso da orla oceânica. A área de estudo foi compartimentada em três setores: Oeste (praias da Corvina e do Maçarico), Central (praia do Farol Velho) e Leste (praia do Atalaia). A metodologia consistiu na: (a) aquisição e tratamento de imagens multitemporais (1988-2001-2013) do satélite Landsat 5 TM, 7 ETM e 8 OLI; (b) aplicação de entrevistas/questionários com banhistas, (c) aquisição de dados de campo durante as estações chuvosa (26, 27, 28/04/2013) e menos chuvosa (04, 05, 06/10/2013); e (d) análise laboratorial para o tratamento dos dados adquiridos em campo (topografia das praias estudadas, amostragem de sedimentos superficiais das mesmas e com o uso de armadilhas, e medições oceanográficas de ondas, marés, correntes e turbidez). Foram feitas as representações gráficas dos perfis topográficos das praias, calculados os parâmetros estatísticos granulométricos de Folk & Ward (1957), as taxas do transporte sedimentar nas praias e os parâmetros morfométricos de Short & Hesp (1982), estes últimos foram calculados com o intuito de relacioná-los aos estados morfodinâmicos de praias propostos por Wright & Short (1984) e Masselink & Short (1993). Para a classificação da costa oceânica de Salinópolis em termos de uso e ocupação foi utilizado o decreto nº 5.300 de 7 de dezembro de 2004. A partir das pesquisas sobre a urbanização na costa e das obras situadas nos ambientes costeiros foi utilizada uma matriz proposta por Farinaccio & Tessler (2010) que lista uma série de impactos ambientais, e o quadro de geoindicadores do comportamento da linha de costa proposto por Bush et al. (1999), para a identificação de locais com vulnerabilidade à erosão ou acresção. Para as condições oceanográficas em cada praia e periculosidade ao banho nas mesmas, foram integralizados os dados de ondas, de correntes, de morfodinâmica praial e questionários aplicados com banhistas. Atualmente, a orla oceânica de Salinópolis possui diferentes características quanto à utilização e conservação, abrangendo desde a tipologia de orlas naturais (Classe A) até orlas com urbanização consolidada (Classe C). A primeira ocorre nos extremos da área de estudo e, a segunda, na região da sede municipal. Quatro tipos de praias foram identificados segundo a exposição marítima e o grau das condições oceanográficas: tipo 1 (Maçarico), tipo 2 (Corvina), tipo 3 (Farol Velho) e tipo 4 (Atalaia). O trecho de costa com maiores impactos ambientais e com elevada erosão costeira localiza-se na praia do Farol Velho. O grau de periculosidade ao banho foi de 4 (praia do Maçarico) a 7 (praia do Atalaia) – médio a alto grau de risco. As praias de Salinópolis apresentam declives suaves (< 1,5°), grandes variações na linha de costa entre as estações do ano (9,6 a 88, 4 m) e volume sedimentar variável dependendo do grau de exposição das praias ao oceano aberto. Predominou o estado morfodinâmico dissipativo (Ω>5,5) para estas praias, mas com ocorrência do estado de banco e calha longitudinais (4,7<Ω<5,5) no setor oeste. As macromarés na área de estudo apresentaram altura máxima de 5,3 m (Setor Central, durante a estação menos chuvosa) e mínima de 4 m no mesmo setor, durante a estação chuvosa. As correntes longitudinais foram mais intensas no setor leste (>0,45 m/s) durante as duas estaçoes do ano. As alturas de ondas foram também maiores no setor leste (máximo de 1,05 m durante a maré enchente na estação menos chuvosa) e os períodos de ondas foram mais curtos (<4,5 s) no setor oeste. A média granulométrica obtida dos sedimentos coletados na face praial apresentou escala mais freqüente entre 2,6 a 2,8 phi, indicando a predominância de areia fina. O grau de seleção predominante dos sedimentos foi de 0,2 a 0,5 phi (muito bem selecionados e bem selecionados), e da assimetria foi de positiva (0,10 a 0,30) e de aproximadamente simétrica (-0,10 a 0,10). O grau de curtose variou desde muito platicúrtica (<0,67) a muito leptocúrtica (1,50 a 3,00). Foram observados eventos de acresção sedimentar da estação chuvosa a menos chuvosa. De 22/07/1988 a 28/08/2013 (25 anos) também houve predomínio de acresção, onde o avanço médio linear da linha de costa foi de 190,26 m. O recuo médio linear obtido para toda área de estudo foi de -42,25 m. Áreas com maior erosão são pontuais: divisas das praias da Corvina e Maçarico, e Farol Velho e Atalaia. Os traps portáteis indicaram uma maior quantidade de sedimentos transportados longitudinalmente na estação menos chuvosa (Mín. 280 g/m3: enchente, setor oeste; Máx. 1098 g/m3: vazante, setor leste). Nos traps de espraiamento, o balanço entre a quantidade de sedimentos entrando e saindo nas praias foi menor no setor central (Mín. 80 g/m3: vazante, estação menos chuvosa; Máx. 690 g/m3: enchente, estação menos chuvosa). A circulação costeira sedimentar é proveniente, principalmente, do efeito das marés, com direção governada pela enchente e vazante dos rios que atravessam a costa. Os dados indicam o transporte longitudinal de sedimentos da ilha de Atalaia e rio Sampaio para o setor oeste e as margens das faixas praiais.
Abstract: The morphodynamic aspects related to erosion or accretion of the coastline are some of the topics analyzed in the management of coastal zones being discussed around the world in order to monitor and protect these zones. This thesis aims to analyze the behavior of the coastal morphodynamics of the Salinópolis, relating to the use of ocean margin. The study area was compartmentalized into three sectors: Western (Corvina and Maçarico beaches), Center (Farol Velho beach) and Eastern (Atalaia beach). The methodology consisted of: (a) acquisition and processing of multi-temporal images (1988-2001-2013) of the Landsat 5 TM, 7 ETM and 8 OLI; (b) application of interviews/questionnaires with bathers, (c) acquisition of field data during the rainy season (April 26th, 27th and 28th, 2013) and less rainy (04<th, 05th and 06th, 2013) ; and (d) laboratory analysis for processing the data acquired in the field (beaches topography, sampling of surface sediments of the same and with the use of traps, and oceanographic measurements of waves, tides, currents and turbidity). In Laboratory were made graphics of topographic profiles of beaches, calculated granulometric statistical parameters of Folk & Ward (1957), the rates of sediment transport on beaches and morphometric parameters of Short & Hesp (1982), the latter were calculated in order to relate them to the morphodynamic states of beaches proposed by Wright & Short (1984) and Masselink & Short (1993). For the classification of the oceanic coast of the Salinópolis in terms of use and occupation was used decree n° 5.300/2004. From the research about urbanization on the coast and works located in coastal environments was used a matrix proposed by Farinaccio & Tessler (2010) which lists a number of environmental impacts, and the geoindicators table of behavior of the coastline proposed by Bush et al. (1999), to identify places with vulnerability to erosion or accretion. For the oceanographic conditions at each beach and dangerous to bath in them were integrated the data of waves, currents, beach morphodynamics and questionnaires applied with bathers. Currently, the oceanic coast of Salinópolis has different characteristics regarding the use and conservation, ranging from the type of natural coast (Class A) until coast with consolidated urbanization (Class C). The first occurs at the extremes of the study area and the second in the district area. Four types of beaches were identified according to maritime exposure and the degree of oceanographic conditions: type 1 (Maçarico), type 2 (Corvina), type 3 (Farol Velho) and type 4 (Atalaia). The part of coast with major environmental impacts and high coastal erosion is located on the Farol Velho beach. The degree of danger to the bath was 4 (Macarico beach) to 7 (Atalaia beach) - medium to high degree of risk. The Salinópolis beaches have gentle slopes (<1.5°), large variations in the coastline between seasons of the year (9.6 to 88 4 m) and variable sediment volume depending on the degree of exposure to the open ocean. Dissipative morphodynamic state (Ω>5.5) prevailed at these beaches, but with the occurrence of the the longshore bar and trough state (4.7 <Ω <5.5) in the western sector. The macrotidals in the study area showed maximum height of 5.3 m (Center Sector during the less rainy season) and a minimum of 4 m in the same sector during the rainy season. The longshore currents were more intense in the eastern sector (> 0.45 m / s) during the two seasons of the year. The wave heights were also higher in the eastern sector (maximum of 1.05 m during the flood tide in the less rainy season) and wave periods were shorter (<4.5 s) in the western sector. The mean grain size obtained from sediments collected on the beaches had more frequent scale between 2.6 to 2.8 phi, indicating the predominance of fine sand. The predominant degree of sorting of sediment was 0,2 to 0,5 phi (very well sorted and well sorted), and asymmetry was positive (0.10 to 0.30) and nearly symmetrical (-0.10 to 0.10). The degree of kurtosis ranged from very platykurtic (<0.67) to very leptokurtic (1.50 to 3.00). Sediment accretion events were observed of the rainy season to less rainy season. From 07/22/1988 to 08/28/2013 (25 years) also predominated accretion, where the average linear advancement of the coastline was 190.26 m. The average linear retreat obtained for the entire study area was -42.25 m. The eroding areas are point: currencies from the beaches of Corvina and Maçarico, and Farol Velho and Atalaia. Portable traps indicated a greater quantity of sediment transported longitudinally in the less rainy season (minimum 280 g/m3: flood, west sector; maximum 1098 g/m3: ebb, east sector). In the traps applied in the swash zone, the balance of sediment entering and leaving the beaches was lower in the center sector (minimum 80 g/m3: ebb, maximum 690 g/m3: flood; less rainy season). The coastal sediment movement is derived mainly from effect of the tides, which are oriented toward the direction of the ebb and flow of the estuary crossing the coast. The data indicate the longshore transport of sediment from the Atalaia island and Sampaio River to the west sector and the beaches margins.
Keywords: Geomorfologia
Sedimentos (Geologia)
Mudanças costeiras
Costa - Proteção
Erosão de praias
Sensoriamento remoto
Monitorização ambiental
Radar nas geociências
Salinópolis - PA
Pará - Estado
Amazônia Brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOFISICA::SENSORIAMENTO REMOTO
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Geociências
Program: Programa de Pós-Graduação em Geologia e Geoquímica
Appears in Collections:Teses em Geologia e Geoquímica (Doutorado) - PPGG/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_MorfodinamicaCosteiraUso.pdf11.59 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons