Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/6538
Tipo: Artigo de Periódico
Data do documento: Out-2014
Autor(es): COTTENS, Kelly Ferreira
SILVA, Ubiratã de Assis Teixeira da
VENTURA, Robson
RAMOS, Fabrício Menezes
OSTRENSKY, Antonio
Título: Cultivo de larvas de Ucides cordatus (LINNAEU, 1763) sob diferentes intensidades luminosas
Título(s) alternativo(s): Rearing of Ucides cordatus (LINNAEU, 1763) larvae under different light intensities
Citar como: COTTENS, K.F. et al. Cultivo de larvas de Ucides cordatus (LINNAEU, 1763) sob diferentes intensidades luminosas. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte, v. 66, n. 5, p. 1464-1470, out. 2014. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/abmvz/v66n5/0102-0935-abmvz-66-05-01464.pdf>. Acesso em: 13 abr. 2015. <http://dx.doi.org/10.1590/1678-6675>.
Resumo: O caranguejo-uçá, Ucides cordatus, é uma espécie típica dos manguezais brasileiros e tem grande importância econômica para as populações litorâneas tradicionais. O presente trabalho investigou a influência da intensidade luminosa sobre a sobrevivência e a taxa de desenvolvimento larval de U. cordatus. Três intensidades luminosas foram avaliadas: claro - 710 lux, penumbra - 210 lux e escuro - 1 lux, em duas condições de cultivo, individual e coletivo. Houve diferenças significativas entre as taxas de sobrevivência das larvas zoea e as três intensidades luminosas avaliadas (p<0,05). As maiores taxas de ecdise para o estágio de megalopa foram obtidas no tratamento claro (42% nos cultivos coletivos e 30% nos cultivos individuais). No tratamento escuro, a metamorfose para megalopa foi de apenas 16% nos cultivos coletivos e de 7% nos cultivos individuais. Estes resultados indicam que a manutenção das larvas em baixas intensidades luminosas afeta negativamente a sobrevivência larval de U. cordatus.
Abstract: Ucides cordatus is an edible crab species typical of Brazilian mangroves, and traditionally represents an important economic resource for many coastal populations. The present study investigated the influence of light intensity on the survival and rate of larval development of U. cordatus. Three different levels of luminosity were evaluated: 710 (Light), 210 Lux (Shaded) and 1 Lux (Dark), both in individual and collective cultivation conditions. Significant differences were found for survival of zoea larvae under the different light intensities (P<0.05). The greatest survival rates as well as rates of ecdysis to the megalopa stage were obtained under Light conditions (42% in collective cultures and 30% in individual cultures). In Dark conditions events of metamorphosis to megalopa stage was observed only in 16% of collective cultures and 7% of individual cultures. The result indicates that low light intensities may negatively affect larval survivorship during U. cordatus larval cultivations.
Palavras-chave: Crustáceo
Caranguejo-uçá
Ucides cordatus
Desenvolvimento larval
Larvicultura
Intensidade luminosa
Sobrevivência
Ucides cordatus
ISSN: 0102-0935
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
Aparece nas coleções:Artigos Científicos - INEAF

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Artigo_CultivoLarvasUcides.pdf185,62 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons