Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6703
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 12-Mar-2015
Authors: HEINEN, Isabella Vivianny Santana
First Advisor: BARROS, Roberto de Almeida Pereira de
Title: A crítica da modernidade em Nietzsche: o último homem e o tipo escravo
Sponsor: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: HEINEN, Isabella Vivianny Santana. A crítica da modernidade em Nietzsche: o último homem e o tipo escravo. 2015. 135 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Filosofia.
Resumo: A presente pesquisa aspira desenvolver uma possibilidade de interpretação da modernidade através da perspectiva do último homem de Nietzsche e sua reverberação no tipo escravo. Tendo em vista que, segundo a assimilação de Nietzsche da modernidade, esta traduziria o momento de ininterruptas relações constituídas principalmente através dos juízos valorativos. Diante do exposto, coloca-se em foco a motivação para essa pesquisa: investigar de que forma o último homem apresentado em Assim falou Zaratustra efetiva uma linha filosófica que adota sua prática em um tipo moderno e, por isso mesmo gregário, tomando forma cabal na figura do escravo de Nietzsche, na A genealogia da moral?. Para tanto, pretende-se analisar a noção de modernidade enquanto processo de igualação (nivelamento) do homem, a partir de seus textos capitais, a saber, Para além do bem e do mal, cuja obra Nietzsche procura de modo detalhado mostrar o rosto da modernidade e sua constituição decadente. Do mesmo modo, na sua obra A genealogia da moral, faz todo um estudo da procedência e das forças que estão em jogo na fomentação e constituição dos valores. Dessa maneira, a pesquisa torna-se importante não só por desenvolver uma análise teórica conceitual do autor, que apresenta elementos teóricos e filosóficos que ajudam a pensar as questões da modernidade, mas também por querer aprender com Nietzsche que a tarefa do pensamento é um exercitar a crítica, bem como a criação de outras posturas interpretativas diante do mundo.
Abstract: This research aims to develop a possibility of interpretation of modernity through the perspective of the last man from Nietzsche and its reverberation in the slave type. Considering that, according to the assimilation of Nietzsche modernity, this would translate the moment of uninterrupted relations established mainly through value judgments. Given the above, it puts into focus the motivation for this research: to investigate how the last man presented in This way spoke Zarathustra effectives a philosophical line that takes practice in a modern type and, therefore gregarious, taking full form of Nietzsche’s slave, in The genealogy of morals?. To this end, we intend to analyze the notion of modernity as a process of equalization (leveling) of man, from his major texts, namely Beyond good and evil, whose work Nietzsche seeks to show in detail the face of modernity and its decadent constitution. Similarly, in his book The genealogy of morals, he makes a study of the origin and the forces that influences the constitution of values. Thus, the search becomes important not only for developing a conceptual theoretical analysis of the author, which presents theoretical and philosophical elements that help to think about the issues of modernity, but also because it wants to learn from Nietzsche thinking is to exercise the criticism, as well as the creation of other interpretive positions about the world.
Keywords: Filosofia alemã
Nietzsche, Friedrich, 1844-1900. O último homem - Crítica e interpretação
Crítica da modernidade
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::FILOSOFIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em Filosofia
Appears in Collections:Dissertações em Filosofia (Mestrado) - PPGFIL/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_CriticaModernidadeNietzsche.pdf1.2 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons