Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6792
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2012
metadata.dc.creator: FREITAS, Milena Sousa
metadata.dc.contributor.advisor1: ISHIKAWA, Edna Aoba Yassui
Title: Investigação de Leishmania SP em carrapatos de cães de bairros de Imperatriz-MA, através da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR)
Citation: FREITAS, Milena Sousa. Investigação de Leishmania SP em carrapatos de cães de bairros de Imperatriz-MA, através da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR). 2012. 52 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2012. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
metadata.dc.description.resumo: A Leishmaniose é uma doença causada pelo protozoário Leishmania sp, podendo acometer homem e animais dependendo da espécie do parasita, São transmitidos pelos flebotomíneos fêmeas, insetos do gênero Lutzomyia, que ao exercer o hematofagismo inoculam as formas promastigota infectantes, mas recentemente, tem sido levantado hipóteses sobre a transmissão por carrapatos. Segundo a vigilância epidemiológica de Imperatriz-MA a cidade é endêmica tanto para Leishmaniose Tegumentar (LT) quanto para a Leishmaniose Visceral (LV). Este trabalho teve como objetivo principal investigar a presença de DNA de Leishmania sp em carrapatos coletados de cães atendidos em petshop e Centro de Controle de Zoonoses do município de Imperatriz utilizando a técnica de PCR. O DNA foi extraído a partir de 640 carrapatos fêmeas e testadas utilizando o primer que amplifica o gene de mini-exon de Leishmania sp. Os carrapatos foram coletados de 41 cães de diferentes bairros da cidade de Imperatriz. A maioria dos carrapatos foram identificados como Rhipicephalus sanguineus. Os seguintes sinais clínicos sugestivos de leishmaniose foram observados nos cães: onicogrifose em 53,65% (22/41); úlceras em 63,41% (26/41), a perda de cabelo e inapetência em 39,02% (16/41). Cento e setenta carrapatos (26,56%) coletados de 16 cães apresentaram DNA de Leishmania do subgênero Viannia, responsável pela forma cutânea da doença. Não foi detectado nenhum DNA de Leishmania infantum chagasi. Carrapatos infectados foram coletados de ambos os cães sintomáticos e assintomáticos. Embora ainda não tenha sido demonstrado que os carrapatos possam transmitir Leishmania aos cães sob condições naturais, o resultado deste estudo tem vários aspectos importantes, pois é um método não-invasivo de detecção, capaz de diferenciar os grupos de parasitas em circulação, em especial se os animais não têm lesões, pode ser um indicador biológico em locais onde não é feito uma investigação sorológica e nem entomológica, podendo dar suporte aos programas de vigilância de saúde local.
Abstract: Leishmaniasis is a disease caused by the protozoan Leishmania, can affect humans and animals depending on the species of the parasite, transmitted by sandflies are female insects of the genus Lutzomyia, that in exercising hematophagism inoculated infective promastigote forms, but recently has been raised hypotheses about the transmission by ticks. According to the epidemiological surveillance of Imperatriz-MA is a city endemic for both Cutaneous Leishmaniasis (LT) and for Visceral Leishmaniasis (VL). This study aimed to investigate the presence of Leishmania spp in ticks collected from dogs presented to petshop and Zoonoses Control Centre of the Municipality of Imperatriz using the PCR technique. DNA was extracted from 640 female ticks and tested using the primer which amplifies the mini-exon gene of Leishmania sp. Ticks were collected from 41 dogs of different neighborhoods of Imperatriz. Most ticks were identified as Rhipicephalus sanguineus. The following clinical signs of leishmaniasis in dogs were observed: onychogryphosis in 53.65% (22/41); ulcers 63.41% (26/41), hair loss and loss of appetite in 39.02% (16 / 41). One hundred and seventy ticks (26.56%) of 16 dogs had collected DNA from Leishmania subgenus Viannia, responsible for the cutaneous form of the disease. DNA was not detected none of Leishmania infantum chagasi. Infected ticks were collected from both symptomatic and asymptomatic dogs. Although it has not been shown that ticks can transmit Leishmania to dogs under natural conditions, the outcome of this study has several important because it is a non-invasive method of detection, able to differentiate groups of parasites in circulation, particularly if animals do not have lesions, may be a biological indicator in places where there is an investigation done serological and entomological not and can support the programs of the local health surveillance.
Keywords: Leishmaniose
Leishmania
Reação em cadeia da polimerase
Carrapato
Prevalência
Imperatriz - MA
Maranhão - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Medicina Tropical
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_InvestigacaoLeishmaniaCarrapatos.pdf937,67 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons