Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6802
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 7-Jul-2011
metadata.dc.creator: DIAS, Rosa Maria
metadata.dc.contributor.advisor1: VIEIRA, José Luiz Fernandes
Title: Comparação do perfil nutricional de crianças soropositivas e soronegativas para o HIV
Citation: DIAS, Rosa Maria. Comparação do perfil nutricional de crianças soropositivas e soronegativas para o HIV. 2011. 67 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
metadata.dc.description.resumo: Introdução: Crianças infectadas pelo vírus HIV por transmissão vertical comumente apresentam desnutrição energético-protéica (DEP), ou síndrome do emaciamento que precedem outras manifestações da doença, comprometendo seu desenvolvimento normal. Objetivo: investigar o perfil nutricional de crianças soropositivas para o vírus HIV, comparando às saudáveis e ao padrão de referência. Métodos: estudo descritivo do tipo transversal de 90 crianças com idade de 5 a 9 anos, distribuídas em dois grupos, pareados por sexo e idade: um constituído por 30 crianças soropositivas e outro por 60 crianças saudáveis. A avaliação nutricional foi feita por antropometria, segundo os índices de altura para idade (A/I), peso para idade (P/I) e Índice de Massa Corporal para idade (IMCI), analisados segundo as novas curvas propostas pela Organização Mundial de Saúde (WHO,2007). Dados adicionais foram obtidos por meio de um formulário de entrevista semi estruturado, respondido pelos pais e ou responsáveis pela criança. Na análise estatística foram utilizados os testes qui-quadrado e exato de Fisher com nível de significância de 5%. Resultados: A maioria das crianças era do sexo masculino (60%). Todas as soropositivas faziam uso de TARV. As mães, de ambos os grupos, soropositivas (73,4%) e soronegativas (65,0%) tinham escolaridade até 8 anos e viviam com até 3 salários mínimos e somente 3,3% fizeram TARV durante a gestação e parto. A avaliação do estado nutricional apontou percentual elevado de baixo peso para idade (13,3%) nas crianças soropositivas e de baixa estatura para idade ou retardo de crescimento, nos dois grupos, sendo mais acentuado entre as soropositivas (23,3%). Em todas as idades e em ambos os grupos foram observados déficits estaturais em centímetros, em relação aos respectivos valores referenciais, embora os mesmos não se apresentem de forma regular e crescente com o aumento da idade. O IMCI indicou adequação de peso para altura e sobrepeso em ambos os grupos. Conclusão: as crianças soropositivas apesar de ter perdido velocidade de crescimento e alcançado menor estatura, lograram adequar seu peso apresentando condição nutricional favorável.
Abstract: Background: Children affected by the HIV virus through vertical transmission commonly present energetic-protein malnutrition (EPM), or wasting syndrome that precedes other manifestations of the disease, compromising their normal development. Objective: to investigate the nutritional profile of serum positive to HIV virus children, comparing them to healthy children and to the reference patterns. Methods: cross-sectional descriptive study of 90 children aged 5 to 9 years, divided into two groups, matched by sex and age: one consisting of 30 seropositive children and another of 60 healthy children. The nutritional evaluation was made by anthropometry, according to the indexes of height to age (HA), weight to age (WA) and Body Mass Index to Age (BMIA), analyzed by the new curves proposed by the World Health Organization (WHO, 2007). Additional data were obtained through a semi structured interview form answered by parents or guardians of the child. In the statistical analysis, Chi-square and Exact of Fischer tests were used, with significance level of 5%. Results: Most children were masculine (60%). All HIV-positive children were using ART. The mothers of both groups, HIV positive (73.4%) and seronegative (65.0%), had education up to 8 years and lived with up to 3 minimum wages, and only 3.3% took ART during pregnancy and childbirth. The evaluation of nutritional status showed a high percentage of low weight to age (13.3%) in seropositive children, and low height to age or growth retard in both groups, mainly among HIV-positive (23.3%). In all ages and in both groups, height deficits in centimeters were observed, in relation to the corresponding reference values, although they do not present in a regular and crescent way with increasing of age. The IMCI indicated adequacy of weight to height and overweight in both groups. Conclusion: Despite serum positive children have lost speed of growth and reached lower stature, they adjusted their weight, presenting favorable nutritional status.
Keywords: HIV (Vírus)
Nutrição
Avaliação nutricional
Crianças
Belém - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::PEDIATRIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Medicina Tropical
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ComparacaoPerfilNutricional.pdf883,46 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons