Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/6849
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorOLIVEIRA, Livia da Silva-
dc.date.accessioned2015-08-27T15:35:03Z-
dc.date.available2015-08-27T15:35:03Z-
dc.date.issued2008-
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Livia da Silva. Refinamento da representação de raízes no modelo de biosfera SiB2 em área de floresta na Amazônia. Orientador: José Henrique Cattanio. 2008. 66 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Belém, 2008. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/6849. Acesso em: .pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6849-
dc.description.abstractThe objective of this research was to study the sensitivity of the surface flows and soil hydrology in relation to the representation and distribution of roots in the biosfera model for upland forest in the “Amazônia”. The purpose was to evaluate the impact on the representativeness of the energy surface flows, considering the Amazon region seasonality supported by intensive measures carried through in a biological reserve (Biological Reserve in “Cuieiras” River, near Manaus). Eight simulations were conducted with the model of biosphere SiB2 (Simple Biosphere Model - version 2), where each simulation scenario represented a different scenery of roots distribution in a 4.0 m depth, divided in three layers: 0.5 m , 1.5 m and 2.0 m. The roots were distributed favoring the root’s concentration in the surface layer, after that, the intermediate layer and, finally, a concentration of roots below 2.0 m deep. The simulations were conducted for the period of 2003 to 2006, emphasizing the year of 2005 to evaluate the effect of the roots representation in the energy flows (latent heat - LE and sensitive heat - H) and carbon dioxide flow (F_CO2). From the integrated analysis of simulated flows with observational data, measured in the experimental site, was possible to perceive that a reduction in the rainfall for the year of 2005, although to have been lesser in the central part of the Amazon, led the decline in soil moisture, showing that the forest passed for a considerable period of water stress. The model represented the available energy with values very close to those observed, varying seasonally in agreement with the data measured in 2005. However, LE is overestimated during the rainy season, but it shows together with the CO2 flow, the reduction with soil moisture in the dry season period, while H is overestimated by 20 W.m-2 during all the simulated period. These results show that, apparently, the consideration of surface roots are more appropriate for regions with short dry season, as characterized the study area, and deep roots should promote the modeling of the processes of the surface areas with more pronounced dry season. With the results showing that it has necessity to get more information of soil physical properties, appropriate to the region conditions, so that other refinements are effective in distinguishing the behavior of tropical forests under different regimes of water availability in the soil.pt_BR
dc.description.sponsorshipFAPEAM - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas-
dc.description.sponsorshipGrupo GEOMA-
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.publisherMuseu Paraense Emílio Goeldi-
dc.publisherEmpresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-
dc.rightsAcesso Aberto-
dc.subjectDistribuição de raízespt_BR
dc.subjectModelo de biosferapt_BR
dc.subjectUmidade do solopt_BR
dc.subjectFloresta tropicalpt_BR
dc.subjectSiB2pt_BR
dc.subjectReserva Biológica do Cuieiras - AMpt_BR
dc.subjectManaus - AMpt_BR
dc.subjectAmazonas - Estadopt_BR
dc.subjectAmazônia brasileirapt_BR
dc.titleRefinamento da representação de raízes no modelo de biosfera SiB2 em área de floresta na Amazôniapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasil-
dc.publisher.departmentInstituto de Geociências-
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.publisher.initialsMPEG-
dc.publisher.initialsEMBRAPA-
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLO::FISICA DO SOLO-
dc.contributor.advisor1CATTANIO, José Henrique-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1518769773387350-
dc.contributor.advisor-co1CÂNDIDO, Luiz Antonio-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7705103746743754-
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6912144200733455-
dc.description.resumoO objetivo desta pesquisa foi estudar a sensibilidade dos fluxos de superfície e hidrologia do solo em relação à representação e distribuição de raízes no modelo de biosfera para uma floresta de terra firme na Amazônia. A finalidade foi avaliar o impacto na representatividade dos fluxos de energia considerando a sazonalidade da região amazônica, usando como suporte medidas intensivas realizadas em uma reserva biológica (Reserva Biológica do Cuieiras, em Manaus). Foram realizadas oito simulações com o modelo de biosfera SiB2 (“Simple Biosphere Model” – versão 2) , onde cada simulação representou um cenário diferente de distribuição de raízes em uma profundidade de 4 m de solo, dividido em três camadas: 0,5 m, 1,5 m e 2,0 m. As raízes foram distribuídas privilegiando a concentração de raízes na camada superficial, em seguida, na camada intermediária e, por fim, uma concentração de raízes abaixo de 2,0 m de profundidade. As simulações foram realizadas para o período de 2003 a 2006, enfatizando o ano de 2005 para avaliar o efeito da representação de raízes nos fluxos de energia (calor latente – LE e calor sensível – H) e de dióxido de carbono (CO2). A partir da análise integrada dos fluxos simulados com dados observacionais medidos no sítio experimental foi possível perceber que uma redução na precipitação no ano de 2005, apesar de ter sido menor na parte central da Amazônia, implicou na diminuição da umidade do solo, mostrando que a floresta passou por um período de estresse hídrico maior do que os outros anos analisados. O modelo representou a energia disponível com valores muito próximos aos observados, variando sazonalmente em concordância com os dados medidos em 2005. No entanto, LE é superestimado durante a estação chuvosa, mas mostra juntamente com o fluxo de CO2, a redução com a umidade do solo na estação seca, enquanto H é superestimado em até 20 W m-2 durante todo o período simulado. Estes resultados mostram que, a consideração de raízes rasas é mais apropriada para regiões que possuem estação seca curta, conforme se caracteriza a área de estudo, e raízes profundas devem favorecer a modelagem dos processos para superfície de áreas com estação seca mais pronunciada. Com isto os resultados revelam que há necessidade de obter mais informações de propriedades físicas do solo, apropriadas às condições da região, para que outros refinamentos sejam efetivos na distinção do comportamento de florestas tropicais sob diferentes regimes de disponibilidade de água no solo.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Ambientais-
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Ambientais (Mestrado) - PPGCA/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_RefinamentoRepresentacaoRaizes.pdf1,39 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons