Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/6906
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2011
metadata.dc.creator: SOUSA, Vanesa Gomes de
metadata.dc.contributor.advisor1: BRIENZA JÚNIOR, Silvio
Title: Comportamento silvicultural e dinâmica de serapilheira em plantios de duas espécies florestais na Amazônia oriental brasileira
metadata.dc.description.sponsorship: Carbon Positive Gerenciamento de Projetos Brasil Ltda
Citation: SOUSA, Vanesa Gomes de. Comportamento silvicultural e dinâmica de serapilheira em plantios de duas espécies florestais na Amazônia oriental brasileira. Orientador: Silvio Brienza Júnior. 2011. 111 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Belém, 2011. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/6906. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O desmatamento na Amazônia brasileira já alterou cerca de 750 milhões de hectares e desse total, 20% encontra-se com algum nível de degradação. A reincorporação ao processo produtivo das áreas alteradas com o reflorestamento de espécies tropicais, de valor comercial, é uma alternativa para minimizar os impactos ambientais, com benefícios ecológicos, aumento da oferta de madeira e diminuição da pressão sobre as florestas naturais remanescentes. No entanto, um dos grandes empecilhos para o reflorestamento é a falta de conhecimentos científicos sobre o crescimento de espécies nativas e exóticas. Diante disto, este trabalho teve como objetivo avaliar a eficiência de diferentes sistemas de plantios com espécies florestais nativa e exótica para recuperação de áreas alteradas. O trabalho foi realizado no município de Dom Eliseu, estado do Pará, em três sistemas de uso da terra: plantio puro (Schizolobium parahyba var. amazonicum e Khaya ivorensis), consórcio de espécies florestais (S. parahyba var. amazonicum e Khaya ivorensis), sistema agroflorestal (S. parahyba var. amazonicum e Musa sp). Aos 40 meses de idade, em plantio homogêneo, Schizolobium parahyba var. amazonicum mostrou maior crescimento silvicultural (altura e diâmetro) no espaçamento 4 m x 3 m e Khaya ivorensis no espaçamento 4 m x 4 m. No entanto, o paricá apresentou melhor desempenho em sistema de consórcio e sistema agroflorestal. O melhor desempenho de K. ivorensis foi no consórcio de espécies. Entre os sistemas de plantio estudados (SAF e misto de espécies), a deposição de biomassa foi maior no sistema de consórcio de espécies com 3.737,5 kg ha-1, sendo que, a maior contribuição de material vegetal foi do paricá. Foi evidenciada correlação negativa entre a deposição de serapilheira e a precipitação pluviométrica para o paricá, e positiva para K. ivorensis. Os resultados obtidos mostraram que o modelo florestal de consórcio de espécies mostrou-se promissor e pode ser uma alternativa para recuperação de áreas alteradas, de modo a oferecer diferentes opções de madeira e ao mesmo tempo, agregar fatores positivos em relação a produção de biomassa e aspectos físico-químicos do solo.
Abstract: The deforestation in the Brazilian Amazonia has already altered about 750 million hectares and of this total, 20% are found with some level of degradation. The reincorporation to the productive process of the areas altered with the reforestation of tropical species of commercial value, it is an alternative to minimize the environmental impacts, with ecological benefits, increase of the wood offer and decrease of the pressure on the remaining natural forests. However, one of the great difficulties for the reforestation is the lack of scientific knowledge on the growth of native and exotic species. This work had as objective evaluates the efficiency of different systems of plantings with native and exotic forest species for recovery of altered land. The work was accomplished in Dom Eliseu city, state of the Pará, in three systems of land use: pure planting (Schizolobium parahyba var. amazonicum and Khaya ivorensis), mix of two forests species (S. parahyba var. amazonicum and K. ivorensis) and agroforestry system (S. amazonicum and Musa sp). To The forty months of age, in planting pure, S. parahyba var. amazonicum showed larger growth in height and dbh in the spacing 4 m x 3 m and K. ivorensis in the spacing 4 m x 4 m. However, the S. parahyba var. amazonicum presented better performance in the system mixed planting and agroforest system. The best performance of K. ivorensis was in the mixed system of species. Among the planting systems studied (mix of species and agroforest system), the litterfall was more in the mix of species with 3.737,5 kg ha-1, and the largest contribution of biomass was of the S. parahyba var. amazonicum. The largest biomass reduction was observed in the agroforest systems. Was evidence correlation negative between litterfall and rainfall to S. parahyba var. amazonicum and positive for K. ivorensis. The obtained results showed that the forest model of consortium of species was shown promising and it can be an alternative for recovery of altered areas, in way to offer different wood options and at the same time, to join positive factors in relation to biomass production and physicchemistry aspects of the soil.
Keywords: Biomassa
Precipitação (Meteorologia)
Recuperação do meio ambiente
Uso do solo
Modelos florestais
Dom Eliseu - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::METEOROLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Museu Paraense Emílio Goeldi
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
MPEG
EMBRAPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Ambientais (Mestrado) - PPGCA/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ComportamentoSilviculturalDinamica.pdf3,66 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons