Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7001
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 28-Aug-2009
metadata.dc.creator: WANZELER, Rodrigo de Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: CASTILO, Luís Heleno Montoril del
Title: Candunga: fissuras do presente ressignificando uma certa Amazônia e um certo nordeste no romance de Bruno de Menezes
Citation: WANZELER, Rodrigo de Souza. Candunga: fissuras do presente ressignificando uma certa Amazônia e um certo nordeste no romance de Bruno de Menezes. 2009. 115 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Letras e Comunicação, Belém, 2009. Programa de Pós-Graduação em Letras.
metadata.dc.description.resumo: Os estudos sobre a cultura vêm, desde a década de 60 do último século, tornando-se cada vez mais explorados como ferramenta de observação em diversas áreas. A cultura, neste sentido, é, então, muito mais complexificada por ela ser resultante de um contato entre diversos grupos sociais e, portanto, necessitar de um estudo aprofundado no que diz respeito à sua formação. A literatura, inserida neste contexto, reflete essa complexificação cultural. Nesse aspecto, utilizada como forma da história e da cultura, a literatura é uma rica fonte de informações que pode desvendar muitos mistérios acerca da formação cultural em diferentes níveis, do local ao global. A conjuntura de um maior contato intercultural atinge a região amazônica, sendo refletida, principalmente, por meio do aspecto migratório após os ápices da comercialização da borracha, o chamado boom da borracha, na região durante a segunda metade do século XIX e primeira metade do século XX. A literatura de Bruno de Menezes, em Candunga, faz referências a esta realidade ligada aos deslocamentos humanos, mais precisamente dando enfoque à Estrada de Ferro Belém-Bragança. Nesse sentido, nosso foco de estudo será a relação cultural estabelecida entre os migrantes nordestinos recém-chegados e o caboclo amazônico, este último representado no romance pela voz do narrador de Candunga, detentor de um discurso cultural em prol do homem amazônico da zona bragantina. Perceberemos que há um conflito identitário e cultural em partes várias de Candunga por conta da emergência das diferenças entre caboclos e nordestinos. Notaremos um discurso de afirmação, por meio do narrador, da cultura amazônica em detrimento da nordestina, agregando, inclusive, juízo de valor, em que a cultura do caboclo seria superior à cultura do migrante. No entanto, não se deixará de ressaltar a relação de hibridação, observando como se dá o processo de hibridação cultural existente no romance.
Abstract: Since the 60’s of the last century, the studies about culture become more explored like tool of observation in many areas. The culture, in this sense, is so complexified by it be a result of a contact between different social groups and, so, to necessity of a deep study about its formation. The literature, in this context, reflects this cultural complexity. In this aspect, the literature, used like history and culture forms, is a great reference of information that can expose many mysteries about the cultural formation in different levels, from local to global. The conjuncture of a biggest intercultural contact reaches the Amazon area, being reflected, mainly, by the migratory aspect after the top of commercialization of rubber, the called boom of rubber, during the second part of 19th century and the first part of 20th century. The Bruno de Menezes’ literature, in Candunga, makes references to this reality linked to humans displacements, more directly gives focus to Railroad Belém-Bragança. In this sense, our focus of study will be the relation established between migrants northeastern and the Amazon caboclos, this last represented by the voice of Candunga’s narrator, detainer of a cultural discourse favorable to Amazon man of bragantina zone. We’ll perceive that occurs a cultural and identity conflict in many parts of Candunga by the emergency of differences between caboclos and northeastern. We’ll note an affirmation discourse, by the narrator, of Amazon culture in detriment of northeastern culture. But, we’ll don’t forget to emphasize the cultural hybridization present in the Bruno de Menezes’s novel.
Keywords: Literatura brasileira - História e crítica
Ficção brasileira - Séc. XIX
Menezes, Bruno de, 1893-1963. Candunga - Crítica e interpretação
Hibridismo cultural
Estrada de Ferro Belém-Bragança - PA
Bragança - PA
Pará - Estado
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA BRASILEIRA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Letras e Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Letras
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Letras (Mestrado) - PPGL/ILC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_CandungaFissurasPresente.pdf1,59 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons