Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/7183
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorCASTRO, Rodrigo Baia-
dc.date.accessioned2016-12-20T12:10:26Z-
dc.date.available2016-12-20T12:10:26Z-
dc.date.issued2014-02-27-
dc.identifier.citationCASTRO, Rodrigo Baia. Consistência e uso das informações sobre ameaça no processo participativo de indicação de áreas prioritárias para a conservação da Amazônia. 2014. 26 f. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, 2014. Programa de Pós Graduação em Zoologia.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7183-
dc.description.abstractDespite academic progress, planning for conservation has failed in performing actions that prioritize biodiversity conservation. New strategies have been proposed to increase the effectiveness of conservation plans, including the realization of decision-making processes with broad participation, facilitate social acceptance of the shares. This article analyzes how information about the threats were used in the decision-making for indicating priority areas for the conservation of the Amazon, in the coordination of the Brazilian Government in 2006 process. First we verified the consistency of information on threats attributed to new areas indicated, and then assess whether the existence, levels and types of threats defined by the participants influenced the indication areas for conservation. The results show that there have been some successes in recognition of threats, but also some inconsistencies, especially in assigned levels and types of low intensity threats such as fishing. The decision making process is also not fully used this information for the indication of areas for conservation. The lack of information about the motivations of these inconsistencies leave no doubt as to the presence of political opportunism, but point out that the participatory process should be allocated a larger effort to combine the participatory decision support systems process in order to generate a priority order more quantitative and less dependent on the individual selection of the participants, to reflect more directly to actual emergency deployment.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.publisherMuseu Paraense Emílio Goeldipt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEcologiapt_BR
dc.subjectEcossistemapt_BR
dc.subjectBiodiversidadept_BR
dc.subjectConservação da naturezapt_BR
dc.subjectAmazônia brasileirapt_BR
dc.titleConsistência e uso das informações sobre ameaça no processo participativo de indicação de áreas prioritárias para a conservação da Amazôniapt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências Biológicaspt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.publisher.initialsMPEGpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMASpt_BR
dc.contributor.advisor1ALBERNAZ, Ana Luisa Kerti Mangabeira-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1220240487835422pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0991035138941126pt_BR
dc.description.resumoApesar dos avanços acadêmicos, o planejamento para a conservação tem falhado na execução de ações que priorizem a preservação da biodiversidade. Novas estratégias têm sido propostas para o aumento da efetividade de planos de conservação, entre as quais a realização de processos decisórios com ampla participação, que facilitariam a aceitação social das ações. Este artigo analisa como as informações a respeito das ameaças foram utilizadas no processo de tomada de decisão para a indicação das áreas prioritárias para a conservação da Amazônia, no processo coordenado pelo Governo Brasileiro em 2006. Primeiramente foi verificada a consistência das informações sobre ameaças atribuídas às novas áreas indicadas, para depois avaliar se a existência, níveis e tipos de ameaças definidos pelos participantes influenciaram na indicação de áreas para conservação. Os resultados mostram que houve alguns acertos no reconhecimento das ameaças, mas também algumas incoerências, principalmente nos níveis atribuídos e para os tipos de ameaças de menor intensidade, como a pesca. O processo decisório também não aproveitou integralmente estas informações para a indicação de áreas para a conservação. A inexistência de informações sobre as motivações dessas incoerências deixam dúvida quanto à presença do oportunismo político, mas apontam que no processo participativo deve ser alocado um maior esforço para aliar o processo participativo aos sistemas de suporte à decisão, de forma a gerar uma ordem de prioridades mais quantitativa e menos dependente da seleção individual dos participantes, de forma a refletir mais diretamente às reais urgências de implantação.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Zoologiapt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Zoologia (Mestrado) - PPGZOOL/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ConsistenciaUsoInformacoes.pdf863,36 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons