Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/7206
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorFREITAS, Hilda Rosa Moraes de-
dc.creatorSILVA, Simone Souza da Costa-
dc.creatorPONTES, Fernando Augusto Ramos-
dc.date.accessioned2017-01-03T16:06:37Z-
dc.date.available2017-01-03T16:06:37Z-
dc.date.issued2012-03-
dc.identifier.citationFREITAS, Hilda Rosa Moraes de; SILVA, Simone Souza da Costa; PONTES, Fernando Augusto Ramos. Percepção de conflito em uma família recasada constituída por um filho com paralisia cerebral. Revista Brasileira de Educação Especial, Marília, v. 18, n. 1, p. 155-172, mar. 2012. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbee/v18n1/a11v18n1.pdf>. Acesso em: 22 mar. 2016. <http://dx.doi.org/10.1590/S1413-65382012000100011>.pt_BR
dc.identifier.issn1413-6538pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7206-
dc.description.abstractThe increase in the number of separation/divorce has favored the emergence of new family structures. Thus, remarriage becomes a possibility for developing the family group which requires emotional, social and economic reorganization of the family, as well as greater flexibility to negotiate association, space, time and authority. The objective of this article was to describe the structure and dynamics of a stepfamily having a child with cerebral palsy, based on the members' representations of conflict situations. In this case study focused on a family, made up of three members: mother, son and stepfather. A semi-structured interview and the Family System Test (FAST) were applied. The FAST scores showed closeness in the mother-child dyad and distance in the stepfather-stepson dyad, with the hierarchy focused on the mother figure. As to the flexibility of boundaries, the couple's perception indicated rigid boundaries, both for the family and for parental systems, while the child's perception of the family system revealed diffused boundaries. Therefore, some factors highlighted in the literature and evident in this family such as differences in the couple's life cycle, short period of marriage, emotional baggage between mother and son, added to demands of child care, resources and biopsychological provisions, constituted a rigid standard with low flexibility, which made it difficult to include the stepfather in the group, resulting in less commitment to co-parenting in the care and education of the stepchild.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Pará-
dc.relation.ispartofRevista Brasileira de Educação Especialpt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectEducação especialpt_BR
dc.subjectParalisia cerebralpt_BR
dc.subjectConflito familiarpt_BR
dc.titlePercepção de conflito em uma família recasada constituída por um filho com paralisia cerebralpt_BR
dc.title.alternativePerception of conflict in a stepfamily with a child with cerebral palsypt_BR
dc.typeArtigo de Periódicopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.initialsUFPA-
dc.citation.volume18pt_BR
dc.citation.issue1pt_BR
dc.citation.spage155pt_BR
dc.citation.epage172pt_BR
dc.description.resumoO aumento no número de separação/divórcio favorece o surgimento de novas estruturas familiares. Nesse sentido, o recasamento desponta como uma possibilidade de ordenamento do grupo familiar, que impõe à nova família uma reorganização, sobretudo nas vidas afetiva, social e econômica, assim como maior flexibilidade para negociar questões de associação, espaço, autoridade e tempo. O objetivo deste artigo foi descrever a estrutura e a dinâmica de uma família recasada, na qual há uma criança com paralisia cerebral, a partir de suas representações acerca de situações de conflito. Neste estudo de caso, foi pesquisada uma família, constituída, por três membros, mãe, filho e padrasto; foram aplicados um roteiro de entrevista semiestruturado e o Family System Test (FAST). Os escores obtidos no FAST demonstraram proximidade na díade mãe-filho e distanciamento na díade padrasto-enteado, com a hierarquia concentrada na mãe; quanto à flexibilidade das fronteiras, a percepção do casal indicou fronteiras rígidas tanto no sistema familiar quanto no parental, diferenciando-se da percepção do filho sobre o sistema familiar com uma fronteira difusa. Portanto, alguns fatores destacados na literatura e presentes nessa família como: diferença no ciclo de vida do casal; pouco tempo de união; bagagem emocional entre mãe e filho, associados às demandas de cuidado da criança, seus recursos biopsicológicos e disposições; configuraram um padrão rígido, com baixa flexibilidade, o que dificulta a inserção do padrasto no grupo e, consequente, assunção de co-paternidade nos cuidados e criação do enteado.pt_BR
Appears in Collections:Artigos Científicos - NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_PercepcaoConflitoFamilia.pdf792,81 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons