Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7213
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 12-Jun-2015
Authors: OLIVEIRA, Marcus Vinicius Cunha
First Advisor: HENRIQUE, Márcio Couto
Title: A estrada para o “progresso”: política, cultura e natureza em Bragança, Pará (1970-1996)
Other Titles: The road to the “progress”: politcs, culture and nature in Bragança, Pará
Citation: OLIVEIRA, Marcus Vinicius Cunha. A estrada para o “progresso”: política, cultura e natureza em Bragança, Pará (1970-1996). 2015. 167 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia.
Resumo: Este trabalho estuda a construção da estrada Bragança-Ajuruteua, PA-458, no Pará, Brasil, no período de 1970-1996. A rodovia, que aterrou 26 km de manguezal, provocou alterações no meio ambiente e, consequentemente, à vida de vários indivíduos que vivem dos recursos naturais desse ecossistema. O trabalho tem como objetivo compreender as permanências e as mudanças provocadas pela rodovia na relação homem/natureza e as diversas interpretações dos homens sobre esse espaço por meio da análise de discursos políticos, reportagens da imprensa escrita, fotografias, literatura local, etnografia e relatos orais de mariscadores de caranguejo, sujeitos profundamente envolvidos com o manguezal. A partir disso, constatou-se que o desenvolvimento pensado pelas autoridades políticas e pela elite local, com a exploração turística da praia de Ajuruteua, foi projetado com uma visão de natureza separada da cultura, uma natureza utilitária e contemplativa que negligenciou as comunidades locais e as condições de preservação do ecossistema. Porém, mesmo diante disso, sujeitos que tiveram suas vidas impactadas pelo empreendimento “fabricaram” estratégias para se adaptar a nova realidade e usaram a rodovia a favor da sua vida cotidiana.
Abstract: This paper studies the construction of Bragança-Ajuruteua road, PA-458, Para, Brazil, in the period of 1970-1996. The highway, which covered 26 km of mangrove, caused changes to the environment and consequently the lives of several individuals who live from the natural resources of this ecosystem. The study aims to understand the permanence and the changes caused by the highway in the relationship man / nature, and the many interpretations of the men on this space, through the analysis of political speeches, news reports, photographs, local literature, ethnography, and oral reports of the people who works with crabs, these people are deeply involved with the mangrove. From this, it was found that the development thought by the political authorities and the local elite, with the tourist operation of Ajuruteua Beach, was designed with a nature vision separated from culture, a utilitarian and contemplative nature that neglected local communities and the preservation conditions of the ecosystem. However, even before that, people whose lives were impacted by the project, "created" strategies to adapt to new realities, and they used the road in favor of their daily life.
Keywords: Turismo
Estrada de Ferro de Bragança
Bragança - PA
Praia de Ajuruteua - PA
Pará - Estado
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::HISTORIA::HISTORIA DO BRASIL
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-Graduação em História Social da Amazônia
Appears in Collections:Dissertações em História (Mestrado) - PPHIST/IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EstradaProgressoPolitica.pdf3.94 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons