Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/7225
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Issue Date: Aug-2015
metadata.dc.creator: VIEIRA JUNIOR, Antonio Otaviano
MARTINS, Roberta Sauaia
Title: Epidemia de sarampo e trabalho escravo no Grão-Pará (1748-1778)
Other Titles: Measles epidemic and slave work in Grão-Pará (1748-1778)
Epidemia de sarampión y trabajo esclavo en el Gran Pará (1748-1778)
Citation: VIEIRA JUNIOR, Antonio Otaviano; MARTINS, Roberta Sauaia. Epidemia de sarampo e trabalho escravo no Grão-Pará (1748-1778). Revista Brasileira de Estudos de População, Rio de janeiro, v. 32, n. 2, p. 293-311, ago. 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbepop/v32n2/0102-3098-rbepop-32-2-0293.pdf>. Acesso em: 05 jan. 2017. <http://dx.doi.org/10.1590/S0102-30982015000000017>.
metadata.dc.description.resumo: O artigo apresenta o impacto populacional provocado pela epidemia de sarampo (1748-1750) na capitania do Grão-Pará e sua relação com o processo de inserção da mão de obra escrava africana. A análise é fundamentada na documentação produzida no século XVIII, levantada em diferentes arquivos brasileiros e portugueses, incluindo correspondências oficiais, crônicas, memórias, mapas populacionais e listagens de mortos pela epidemia. A documentação serial foi posta em base de dados, construída a partir das 80 listagens de mortos pelo sarampo, o que permitiu uma análise do impacto demográfico da epidemia. Concomitantemente, a contagem populacional das vilas e povoações da capitania, do terceiro quartel do século XVIII, compôs uma segunda base de dados e auxiliou na compreensão da distribuição interna de escravos africanos. O ponto de interseção entre as bases de dados é formado pelo conjunto da documentação histórica administrativa, que trata dos efeitos da epidemia e das possibilidades de solução da crise de mão de obra - ocasionada pela alta mortalidade de indígenas. O estudo procura mostrar não apenas a mortalidade causada pelo sarampo, mas também a construção de uma política para a inserção de escravos africanos na região. Para tanto abordam-se a epidemia em Belém, a importância do trabalho indígena para os colonos, o número de mortos e a distribuição da mortalidade considerando espaço e sazonalidade (meses e anos). Também se discutem a luta entre projetos para sanar a demanda de mão de obra, gerada pela alta mortalidade do sarampo, e a política de inserção de escravos africanos para combater a carência de trabalhadores, bem como a distribuição desses escravos na capitania.
Abstract: The paper discusses the population impact of the measles epidemic (1748-1750) in Grão-Pará (a captaincy of the Portuguese Empire, now northern Brazil) and its relation to the process of insertion of African slave labor. The analysis is based on the documentation produced in the 18th century, including official correspondence, essays, memoirs, population maps and lists of those killed by the epidemic. The serial documentation was entered into a database, created from 80 lists of those killed by measles, which allowed an analysis of the demographic impact of the disease. Concomitantly, the population count of the captaincy’s towns and villages from the third quarter of the 18th century composed a second database and facilitated understanding of the internal distribution of African slaves. The point of intersection between the databases is the set of historical administrative documents, which addresses the effects of the epidemic and the possible solutions to the labor crisis - caused by the high mortality of indigenous peoples. The study shows not just measles mortality, but also the construction of a policy for the insertion of African slaves in the region. As such, the text is divided into two parts: the first deals with the epidemic itself, its presence in the city Belém, the importance of indigenous labor for the colonists, the number of deaths and the distribution of mortality in terms of space and seasonality (months and years). The second part discusses the fundamental struggle between projects that addressed the demand for labor, the policy of insertion of African slaves as a means to combat the high mortality of measles, and the distribution of these slaves in the captaincy.
Keywords: Epidemia de sarampo
Impacto demográfico da epidemia
Mão de obra escrava
Amazônia
Grão-Pará
Series/Report no.: Revista Brasileira de Estudos de População
ISSN: 0102-3098
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Artigos Científicos - IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_EpidemiaSarampoTrabalho.pdf141,48 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons