Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7403
Compartilhar:
Type: Tese
Issue Date: 2011
Authors: ANDRADE, Fernanda Atanaena Gonçalves de
First Advisor: FERNANDES, Marcus Emanuel Barroncas
Title: Variabilidade morfométrica e molecular em Desmodus rotundus (Chiroptera, Phyllostomidae) de diferentes áreas de risco para raiva rural no estado do Pará, Brasil
Sponsor: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: ANDRADE, Fernanda Atanaena Gonçalves de. Variabilidade morfométrica e molecular em Desmodus rotundus (Chiroptera, Phyllostomidae) de diferentes áreas de risco para raiva rural no estado do Pará, Brasil. 2011. 163 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em Zoologia.
Resumo: O presente estudo objetivou testar a hipótese da heterogeneidade populacional morfológica e molecular em diversos grupos de Desmodus rotundus na Amazônia oriental, bem como descrever a relação desta heterogeneidade com processos e padrões de produção da Raiva em humanos e bovinos. Para tanto, um total de 776 exemplares de vampiro comum, de 72 localidades do Pará foram cedidos pelo Instituto Evandro Chagas (IEC - Ministério da Saúde/Belém), Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro/Belém) e Fundação de Vigilância em Saúde do estado do Amazonas (FVG/Manaus). Quanto a descrição espacial e temporal da Raiva em humanos e bovinos no Pará, ao longo de uma década (1999-2008), tais registros foram obtidos junto a Secretaria Executiva de Saúde Pública do Pará (SESPA). Do total de espécimes de D. rotundus, apenas os indivíduos adultos (329 machos e 315 fêmeas) foram submetidos a 39 medidas fenotípicas (16 externas e 23 cranianas). Na abordagem genética, 236 indivíduos (53% fêmeas e 47% machos) foram caracterizados por meio de 10 marcadores do tipo microssatélites. Já para a descrição de áreas de risco foram utilizadas feições ecológicas, biológicas, socioeconômicas e de cobertura e uso do solo, georreferenciadas geograficamente. Como um dos principais resultados das inferências fenotípicas foi observado que apenas as fêmeas de D. rotundus no Pará, mostraram tendências a formação de grupos que reúnem espécimes da porção mais ao norte do estado (Baixo Amazonas, Marajó e Nordeste), como sendo menos similares as do sudeste e sudoeste. No geral, fenotipicamente D. rotundus não mostrou elevada estruturação entre os grupos no Pará. A maior ocorrência de variabilidade observada para D. rotundus não foi entre os grupos geográficos. Segundo os dados de análise molecular de variância (AMOVA) ocorreram variações em 96% dos acontecimentos dentro de cada grupo. No geral, muitos grupos estudados do Pará ainda encontram-se sobre equilíbrio de Hardy-Weinberg, levando a crer na existência de uma única população caracteristicamente panmítica, contudo, com tendências à formação de três grandes grupos (Baixo Amazonas, Marajó e Nordeste). Para tal população, os padrões reprodutivos e adaptativos da espécie, garantiriam a alta equidade da riqueza alélica e os bons índices de diversidade genética de D. rotundus na Amazônia oriental, mesmo sob os efeitos da fragmentação de áreas, que se processa principalmente no lado leste no estado do Pará.
Abstract: At the present study the hypothesis of population morphological and molecular heterogeneity was tested in several groups of the common vampire bat Desmodus rotundus from oriental Amazonia as well the relationship among the environmental heterogeneity and the process and patterns of rabies outbreaks in human and bovine population was described. For this 776 individuals of common vampire bats from 72 different places of state of Pará were disposed by Instituto Evandro Chagas (IEC - Ministério da Saúde/Belém), Laboratório Nacional Agropecuário (Lanagro/Belém) and Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVG/Manaus). Data from 1999 to 2008 of rabies upon humans and bovines in Pará were disposed by the Secretaria Executiva de Saúde Pública do Pará (SESPA). For morphometric analysis, 39 phenotypic measures (16 bodies and 23 cranials) all adult individuals (329 males and 315 females) were obtained. For genetic analysis, 258 bats (47% males and 53% females) were characterized by 10 microsatelite markers. To describe the areas of rabies risk we used the ecological, biological and socioeconomic shapes of environment as well the soil using, all these geographically georeferenced. One of our results of phenotypic inferences suggest that vampires from Pará showed the tendency to group formation with individuals of the north region of state (Amazonas basin, Marajóand Northeastern regions), only as well they were less similar to bats from southern and southwestern regions. In general, D. rotundus did not show high phenotypically structure among the groups in Pará. The highest variability occurrence in D. rotundus, was not observed among geographic groups. According to molecular analysis of variance (AMOVA), 96% of them were found within each studied group. Our data showed that several of the groups studied in Pará are still under Hardy-Weinberg equilibrium, suggesting the existence of one single panmitic population of the common vampire bat in this North state, but with tendencies to the formation of three great groups (Amazon basin, Marajóand Northeast). To this panmitic population, the reproduction and adaptation patterns garanteed the high equity of allelic richness and good rates of genetic diversity in D. rotundus from oriental Amazon, even under the fragmentation effects in many areas of Pará state, mainly in the east side.
Keywords: Zoonoses
Desmodus rotundus
Variação genética
Raiva
Morcego
Pará - Estado
Amazônia Brasileira
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Museu Paraense Emílio Goeldi
Institution Acronym: UFPA
MPEG
Department: Instituto de Ciências Biológicas
Program: Programa de Pós-Graduação em Zoologia
Appears in Collections:Teses em Zoologia (Doutorado) - PPGZOOL/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_VariabilidadeMorfometricaMolecular.pdf4,73 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons