Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7467
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 31-Aug-2015
Authors: ARNAUD, Fernanda Iracema Moura
First Advisor: GOMES, Vera Lúcia Batista
Title: A intervenção profissional do assistente social na saúde mental dos servidores públicos: um estudo nos tribunais eleitorais do Brasil
Citation: ARNAUD, Fernanda Iracema Moura. A intervenção profissional do assistente social na saúde mental dos servidores públicos: um estudo nos tribunais eleitorais do Brasil. 2015. 227 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Serviço Social.
Resumo: Esta dissertação é resultado da reflexão crítica e análise sobre a intervenção profissional do Assistente Social na saúde mental dos servidores públicos, no âmbito de sua atuação específica junto aos Tribunais Eleitorais brasileiros, dado que as situações de adoecimento mental e o risco à saúde/adoecimento mental dos mencionados servidores, nos referidos órgãos, foram evidenciados por sua frequência e pelos graves prejuízos causados nas condições de vida e de trabalho dos mesmos, com repercussões importantes também para a missão institucional. Nesse sentido, este estudo pretendeu analisar o processo de intervenção profissional do assistente social nestas situações, provocadas ou não pelo trabalho, tendo em vista as suas contribuições para a saúde mental dos referidos servidores. Adotou-se como referência metodológica da pesquisa a teoria marxista e seu método dialético, por considerar o sentido de completude perseguido pela teoria social crítica na busca da apropriação do movimento do real. Utilizou-se da pesquisa qualitativa, cujo instrumento de coleta de dados foram as entrevistas semi-estruturadas realizadas com 21 (vinte e um) sujeitos de três Tribunais Eleitorais, envolvendo: profissionais pertencentes à equipe de saúde (assistentes sociais, médicos e psicólogos); servidores e gestores de pessoal. Conclui-se com este estudo que a saúde mental do servidor público federal é uma área prenhe de tensionalidades que exige, além de uma abordagem clínica, uma intervenção política e social capaz de responder às inúmeras contradições que lhes são inerentes e que lhe atribuem um grau de complexidade elevado, o qual não pode ser compreendido sem uma reflexão substantiva sobre a relação objetividade-subjetividade, notadamente sobre as determinações sociais, políticas e econômicas presentes neste momento histórico marcado pela sociabilidade capitalista profundamente destrutiva da vida social que, mediatizada pelo trabalho alienado, atinge as pessoas, bloqueia o desenvolvimento humano com todo seu potencial de coisificação (desumanização). Dessa forma, constatou-se, neste estudo, que a intervenção profissional do assistente social, ainda que limitada por condicionantes estruturais, conjunturais e institucionais e por sua autonomia relativa, tem afirmado seu potencial de contribuir com a saúde mental dos servidores públicos dos Tribunais Eleitorais, notadamente no que se refere à leitura crítica da dinâmica institucional e implementação de estratégias criativas para o encaminhamento das demandas e necessidades de saúde identificadas, consubstanciadas no “olhar para o social”, no “acompanhamento social”, no apoio junto às famílias, na mediação realizada entre os sujeitos presentes neste espaço (servidor, administração, gestor e equipe de trabalho), na mobilização e articulação com as redes de proteção e de convivência dos sujeitos em sofrimento psíquico, o que proporciona a ampliação dos recursos de reabilitação, na perspectiva do acesso dos servidores aos seus direitos sociais. Em síntese, as respostas profissionais tem favorecido a melhoria das condições de saúde dos servidores e de suas famílias, contribuindo, igualmente, para o desenvolvimento da missão institucional dos Tribunais Eleitorais.
Abstract: This work is the result of critical reflection and analysis on the professional intervention of the social worker in the mental health of public servants, within its specific practice at Brazilian Electoral Courts, as the situations of mental illness and the risk to health / mental illness the servers mentioned, in those bodies, were evidenced by its frequency and the serious damage caused in the conditions of life and work of them with important consequences also for the institutional mission. Therefore, this study aimed to analyze the professional intervention process Social Worker in these situations, or not caused by work, considering their contributions to the mental health of such servers. It was adopted as a methodological research reference to Marxist theory and its dialectical method, considering the sense of completeness pursued by critical social theory in search of the real movement ownership. It used qualitative research, whose data collection instrument were semi-structured interviews with 21 (twenty-one) subject of three Electoral Courts, involving: health team to belonging professionals (social workers, doctors and psychologists); servers and personnel managers. It is concluded from this study that the mental health of federal public servant is a fraught area tensionalidades which requires, in addition to a clinical approach, a political and social intervention able to respond to numerous contradictions attached to them and give it a grade high complexity, which can not be understood without a substantive reflection on the relationship objectivity-subjectivity, especially on the social determinations, political and economic present at this historic moment marked by deeply destructive capitalist sociability social life, mediated by alienated labor, It reaches people, blocks human development to their full potential of objectification (dehumanization). Thus, it was found in this study that the professional intervention of social workers, albeit limited by structural, cyclical and institutional factors and their relative autonomy, has stated its potential to contribute to the mental health of civil servants of the Electoral Courts , notably with regard to critical reading of institutional and implementing creative strategies for routing demands and identified health needs, embodied the "look at the social" in "social accompaniment", in support to the families, in mediation held between the subjects present in this space (server, management, manager and work team), mobilization and coordination with safety nets and coexistence of individuals in psychological distress, which provides the expansion of rehabilitation resources with a view 'access servers to their social rights. In short, professional answers has favored the improvement of the health status of servers and their families, contributing also to the development of the institutional mission of the Electoral Courts.
Keywords: Doenças profissionais
Serviço social
Servidor público
Serviço público
Assistentes sociais
Saúde mental
Saúde do trabalhador
Brasil - País
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::SERVICO SOCIAL::SERVICO SOCIAL APLICADO::SERVICO SOCIAL DO TRABALHO
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências Sociais Aplicadas
Program: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
Appears in Collections:Dissertações em Serviço Social (Mestrado) - PPGSS/ICSA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_IntervencaoProfissionalAssistente.pdf1,25 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons