Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/7508
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 6-Nov-2015
Authors: OLIVEIRA, Aline do Nascimento de
First Advisor: MAIA, Cristiane do Socorro Ferraz
Title: Efeitos no comportamento motor após intoxicação subcrônica de metilmercúrio na presença de etanol (padrão binge) em ratas adolescentes à fase adulta
Other Titles: Effect on motor behavior after subchronic methylmercury poisoning in the presence of alcohol (binge pattern) in adolescents female rats until early adulthood
Sponsor: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: OLIVEIRA, Aline do Nascimento de. Efeitos no comportamento motor após intoxicação subcrônica de metilmercúrio na presença de etanol (padrão binge) em ratas adolescentes à fase adulta. 2015. 114 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto Ciências da Saúde, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas.
Resumo: A exposição ao metilmercúrio, através da ingestão de peixes contaminados, concomitante a ingestão abusiva de álcool, no padrão binge, é bastante comum nas comunidades garimpeiras de estração de ouro, principalmente na Amazônia. A associação entre esses dois neurotoxicantes é evidenciada também entre as mulheres adolescentes e gera a necessidade de se compreender seus efeitos sobre o Sistema Nervoso Central, principalmente na coordenação motora, equilíbrio e locomoção expontânea, uma vez que os estudos estão avançados somente nos efeitos das exposições de forma isolada. Portanto este trabalho tem por objetivo avaliar os efeitos no comportamento motor resultante da exposição subcrônica de metilmercúrio na presença de álcool, no padrão binge, em ratas no período da adolescência até início da fase adulta (37 a 72 dia pós-natal), através dos testes comportamentais motores do Campo Aberto, Pole Teste, Rotarod e Beam Walking Teste. Os testes ocorreram 24h após a última intoxicação das ratas que receberam metilmercúrio (0,04mg/kg/dia) durante 35 dias, concomitante com álcool (3g/kg/dia), sendo 3 dias consecutivos, 1 vez por semana (padrão binge) totalizando 5 binges.Os resultados demonstraram uma diminuição da locomoção espontânea no teste do Campo Aberto através dos parâmetros da distância total percorrida e número de levantamentos. No Pole Teste houve aumento do tempo de descida, ficando evidente a bradicinesia. No Rotarod houve diminuição na latência nas três primeiras exposições, assim como no Beam Walking Teste houve aumento na latência e número de escorregadas, principalmente nas vigas mais finas, demosntrando que a exposição subcrônica ao metilmercúrio na presença de álcool, no padrão binge, em ratas adolescentes foi capaz de produzir alterações comportamentais referentes à coordenação motora, equilíbrio, bem como na atividade locomotora espontânea.
Abstract: Exposure to methylmercury through the contaminated seafood diet, concomitant abusive alcohol intake, in binge pattern, is quite common in gold mining communities of gold extraction, especially in the Amazon. The association between these two neurotoxicantes is also evident among adolescent women and creates the need to understand its effects on the central nervous system, especially in motor coordination, balance and spontaneous locomotion, because the studies are advanced only for the effects of exposure in isolation. Therefore this study aims to evaluate the effects on motor behavior resulting of subchronic exposure to methylmercury in the presence of alcohol, in binge pattern, in adolescents female rats until early adulthood (37-72 postnatal day), through behavioral motors tests, like Open Field, Pole Test, Rotarod and Beam Walking Test. The testing occurred 24 hours after the last intoxication of rats, which received methylmercury (0.04 mg / kg / day) for 35 days, concomitant with alcohol (3g / kg / day), 3 intermittent days, 1 time per week (binge), totaling 5 binges. The results showed a decrease in spontaneous locomotion in Open Field test through the parameters of the total distance traveled and number of rearing. In the Pole test was increased fall time, evidencing the bradykinesia. In the Rotarod there was a decrease in latency in the first three exhibitions, as well as Beam Walking Test was increased latency and number of slips, especially in thinner beams, showing that subchronic exposure to methylmercury in the presence of alcohol, in the binge, in adolescent female rats was able to produce behavioral damages related to coordinating motor, balance and spontaneous locomotor activity.
Keywords: Metilmercúrio
Etanol
Álcool
Atividade motora
Comportamento motor
Rato como animal de laboratório
Intoxicação
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::FISIOLOGIA::FISIOLOGIA GERAL::NEUROFISIOLOGIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências da Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Farmacêuticas (Mestrado) - PPGCF/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EfeitosComportamentoMotor.pdf1.82 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons