Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/7670
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorSANTOS, Keila Andréa Cardoso dos-
dc.date.accessioned2017-02-14T14:09:20Z-
dc.date.available2017-02-14T14:09:20Z-
dc.date.issued2012-
dc.identifier.citationSANTOS, Keila Andrea Cardoso dos. Os portais, o baú, o cavalo e o farol: a espetacularidade da festa de São Cosme e São Damião no terreiro de Mina Dois Irmãos. Orientadora: Giselle Guilhon Antunes Camargo. 2012. 106 f. Dissertação (Mestrado em Artes) - Programa de Pós-Graduação em Artes, Instituto de Ciências da Arte, Universidade Federal do Pará, Belém, 2012. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7670. Acesso em:.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7670-
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.source1 CD-ROMpt_BR
dc.subjectEtnocenologiapt_BR
dc.subjectFestivaispt_BR
dc.subjectProcissões religiosaspt_BR
dc.subjectFesta de São Cosme e Damiãopt_BR
dc.subjectEspetacularidadept_BR
dc.subjectTradição afro-religiosapt_BR
dc.subjectBelém - PApt_BR
dc.subjectPará - Estadopt_BR
dc.titleOs Portais, o baú, o cavalo e o farol: a espetacularidade na festa de São Cosme e São Damião no Terreiro de Mina dois Irmãospt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências da Artept_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTESpt_BR
dc.contributor.advisor1CAMARGO, Giselle Guilhon Antunes-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2551648142775344pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/2723290493985528pt_BR
dc.description.resumoA festa dedicada a São Cosme e a São Damião, comemorada no dia 27 de setembro, em Belém do Pará, acontece de acordo com preceitos provenientes de uma tradição afro-religiosa constituída de ritos, crenças e narrativas míticas, que permeiam o imaginário dos adeptos e devotos dos santos gêmeos. É o axé dos terreiros de Mina e do “povo de santo” (ou “povo santo”), da consonância dos corpos, das vozes várias, tudo dilatado, fruído, líquido, inebriante e, ao mesmo tempo, híbrido, sincretizado, transculturalizado. É uma festa! O Tambor de Mina é uma manifestação afro-indígena praticada no estado do Pará, na qual são cultuados voduns, orixás, caboclos, encantados, nobres, reis, rainhas e erês. Nesse universo ritualístico, insere-se o centenário Terreiro de Mina Dois Irmãos, no qual é pesquisada a espetacularidade – noção epistemológica fundamental da Etnocenologia, ciência que estuda as Práticas e os Comportamentos Humanos Espetaculares Organizados (PCHEO) – da Festa de São Cosme e São Damião e do comportamento de alguns erês. A espetacularidade designa um tipo de interação humana, eventual ou habitual mais extraordinária, que incide de maneira particular no modo de ser, de se comportar e de se apresentar de forma distinta do dia a dia, em determinadas manifestações da cultura. O trabalho apresenta descrição e reflexão sobre os diversos momentos da festa, suas personagens, ações e interação, inclusive com o público de convidados.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Artespt_BR
dc.description.resumenLa fiesta dedicada a San Cosme y San Damián, celebrada en el día 27 de septiembre, en Belém do Pará, sucede de acuerdo con algunos preceptos provenientes de una tradición afro-religiosa formada de ritos, creencias y narrativas míticas, que permean el imaginario de los adeptos y devotos de los santos gemelos. Es el axé de los terreiros de la Mina y del “pueblo de santo” (o “pueblo santo”), de la consonancia de los cuerpos, de las voces múltiples, todo dilatado, fruido, líquido, edificante y, al mismo tiempo, híbrido, sincretizado, transculturalizado. Es una fiesta! El Tambor de Mina es una manifestación afro-indígena practicada en el estado del Pará, en la cual son adorados, voduns, orixás, caboclos, encantados, nobles, reis, reinas y erês. En este universo ritualista, insertase el centenario Terreiro de Mina Dois Irmãos, en el cual se ha pesquisado la espetacularidad – noción epistemológica fundamental de la Etnoescenología, ciencia que estudia las prácticas y comportamientos humanos espetaculares organizados (PCHEO) – de la fiesta de San Cosme y San Damián y de lo comportamiento de algunos erês. La especularidad designa un tipo de interacción humana, eventual o habitual más extraordinaria, que incide de manera particular en el modo de ser, de comportarse y de presentarse de forma distinta del día a día, en determinadas manifestaciones de la cultura.pt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Artes (Mestrado) - PPGARTES/ICA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_PortaisBauCavalo.pdf3,97 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons