Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7790
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 6-Jul-2015
metadata.dc.creator: LEANDRO, Leonardo Milanez de Lima
metadata.dc.contributor.advisor1: SILVA, Fábio Carlos da
metadata.dc.contributor.advisor-co1: MARCONDES, Renato Leite
Title: Crédito hipotecário no Brasil: uma análise comparativa entre as praças de Belém e São Paulo (1870 – 1930)
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: LEANDRO, Leonardo Milanez de Lima. Crédito hipotecário no Brasil: uma análise comparativa entre as praças de Belém e São Paulo (1870 – 1930). 2015. 187 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Altos Estudos Amazônicos, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido.
metadata.dc.description.resumo: A extração de borracha nativa e a cafeicultura, nos anos finais do século XIX e iniciais do século XX, constituíram na base econômica das regiões Norte e Sudeste do Brasil. Em tais regiões, o avanço do capitalismo mundial pôs em contato aquelas economias regionais aos centros industrializados, requerendo delas, borracha e café. Os trajetos percorridos pelas respectivas economias as colocaram como as principais fontes de acumulação privada e arrecadação pública. Belém e São Paulo se tornaram, naquele período, polos fundamentais do capitalismo brasileiro. Eram as principais praças daquelas economias. Contudo, quando o fornecimento de borracha às economias industrializadas passou a ser disputado pelas plantações de borracha da Ásia tropical, uma grave crise fez com que a região amazônica não conseguisse se manter como um dos polos do capitalismo brasileiro, como havia ocorrido entre os anos de 1888 e 1917. A região Sudeste, ao contrário, manteve-se expressivamente dinâmica, confirmando seu posto de principal centro da economia brasileira. Sabe-se que capitais de origem estrangeira foram as principais fontes de financiamento dessas economias. Por outro lado, as dinâmicas de produção de borracha e café, a partir dos seus padrões internos de acumulação, deram origem a poupanças internas, que puderam ser negociadas em um mercado de crédito privado, dinamizando as economias regionais. Considerando que diversos estudos apontaram e analisaram a participação do capital estrangeiro nessas economias, esta tese aborda um tema ainda não tratado pela historiografia econômica: a análise comparativa da participação das poupanças internas no financiamento das atividades e da vida econômica e social de Belém e São Paulo. Ao abordar a história das economias da borracha e do café a partir da análise documental das características dos mercados de crédito hipotecário de suas principais praças, e das mudanças institucionais aí observadas, buscou-se trazer à discussão novos elementos que auxiliem no entendimento dos trajetos diferenciados tomados por aquelas economias, que fez com que São Paulo emergisse como centro e Belém como polo de região periférica do capitalismo brasileiro.
Abstract: The rubber extraction and coffee, in the final of the nineteenth and early twentieth century, formed the economic base of the North and Southeast of Brazil. In such regions, the advancement of world capitalism put those regional economies in contact with industrialized centers, which required rubber and coffee. The paths the respective economies placed them as the main sources of private fortune accumulation as well as taxes arrecadations. Belem and Sao Paulo became, at that time, fundamental poles of brazilian capitalism, being the main centers of those economies. However, when the source of rubber to industrialized economies began to shift to the tropical Asian rubber plantations, a serious crisis caused the Amazon region could not remain as one of the poles of brazilian capitalism, as had occurred between the years 1888 and 1917. The Southeast region, in contrast, remained significantly dynamic, confirming his post main center of the brazilian economy. It is known that foreign sources of capital were the main sources of financing of these economies. On the other hand, rubber and coffee production dynamics, from their internal accumulation patterns have given rise to domestic savings, which could be traded on a private credit market, boosting regional economies. Whereas various studies have indicated and analyzed the participation of foreign capital in these economies, this thesis deals a topic not yet addressed by the economic historiography: a comparative analysis of the role of domestic savings in financing activities and the economic and social life of Belem and Sao Paulo. In addressing the history of the indian rubber and coffee economies from the documental analysis of the characteristics of mortgage markets of its main squares, and institutional changes observed there, the aim was to bring the discussion new elements that help in understanding the different paths taken for those economies that made Sao Paulo emerged as the center and Belem as pole of a peripheral region of brazilian capitalism.
Keywords: Borracha
Café
Crédito agrícola
Economia agrícola
Mercado hipotecário
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIA::TEORIA ECONOMICA::HISTORIA ECONOMICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Altos Estudos Amazônicos
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Teses em Desenvolvimento Sustentável do Trópico Úmido (Doutorado) - PPGDSTU/NAEA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_CreditoHipotecarioBrasil.pdf1,3 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons