Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/7989
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 18-Oct-2016
metadata.dc.creator: FERNANDES, Luanna de Melo Pereira
metadata.dc.contributor.advisor1: MAIA, Cristiane do Socorro Ferraz
Title: Caracterização dos efeitos comportamentais, teciduais e bioquímicos da administração intermitente e episódica de EtOH em ratas da adolescência à fase adulta
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: FERNANDES, Luanna de Melo Pereira. Caracterização dos efeitos comportamentais, teciduais e bioquímicos da administração intermitente e episódica de EtOH em ratas da adolescência à fase adulta. 2016. 144 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular.
metadata.dc.description.resumo: O consumo do etanol (EtOH) tem aumentado principalmente no púbico feminino adolescente. A ingestão de EtOH na forma intermitente e episódica possui frequência de consumo em torno de 3 vezes por semana. Os efeitos tóxicos dessa forma de consumo são especialmente perigosos em detrimento ao consumo contínuo de EtOH devido às altas doses ingeridas seguidas de abstinência, acarretando maiores alterações no sistema nervoso central (SNC) em maturação em pouco tempo de consumo. Considerando a relevância epidemiológica e as consequências nocivas do EtOH sobre o balanço oxidativo, produção hormonal e de neurotrofina no SNC em maturação, o objetivo deste estudo foi investigar as respostas comportamentais, teciduais e bioquímicas derivadas do consumo intermitente e episódico de EtOH em ratas na fase de adolescência à idade adulta. Ratos Wistar fêmeas adolescentes (n=80) receberam, por gavagem, água destilada ou EtOH (3 g/kg/dia) durante 3 dias consecutivos por semana. Os animais foram avaliados sete horas e meia após o último dia de administração em 1, 4 e 8 semanas de episódios de binge drinking (37, 58 e 86 DPN, respectivamente), além disso, foi adicionado um período de 14 dias de abstinência após 8 BD (100 DPN) a fim de avaliar a habilidade do SNC em reverter danos gerados sobre ele. A bateria de testes comportamentais foi constituída de atividade locomotora espontânea, reconhecimento de objetos, labirinto em cruz elevado, pole test, beam walking e rotarod. Os animais foram sacrificados e as amostras de sangue coletadas para avaliação dos níveis de corticosterona, de malondialdeído, atividade da catalase, atividade da superóxido-dismutase e conteúdo de glutationa. Por conseguinte, o hipocampo foi dissecado para quantificação do imunoconteúdo de BDNF. A administração de EtOH alcançou concentração sanguínea média de 197,4 mg/dL e no período de 7,5 horas após a última administração de EtOH em binge agudo, a concentração sanguínea foi de 0,7 mg/dL. Dessa forma, os animais realizaram os ensaios comportamentais pós-consumo de EtOH, não sob efeito da droga. O consumo de EtOH em binge não alterou o ganho de peso dos animais da adolescência à vida adulta, no entanto, reduziu a atividade locomotora exploratória, prejuízo na coordenação motora, equilíbrio e aprendizado motor associado à bradicinesia, assim como, prejuízo no processo mnemônico e aumento do comportamento relacionado à ansiedade. Estes prejuízos foram acompanhados de elevação hormonal de corticosterona, redução dos níveis de BDNF hipocampal e desequilíbrio no balanço oxidativo sistêmico. Dessa forma, foi possível identificar que os prejuízos encontrados sobre o comportamento semelhante à ansiedade, memória de curta duração, bradicinesia e atividade locomotora espontânea apareceram desde o pós-consumo de EtOH por três dias consecutivos, no entanto, não apresentaram recuperação nem piora do dano após repetidos episódios. Em contrapartida, houve recuperação da memória de curta duração na tarefa de reconhecimento do objeto associado ao retorno dos níveis normais de BDNF na idade adulta. Além disso, demonstrou piora no aprendizado motor na fase adulto jovem seguido de recuperação gradual e parcial após período prolongado de retirada da droga, mesmo assim, o prejuízo da coordenação motora e equilíbrio permaneceram na fase adulta.
Abstract: The consumption of ethanol (EtOH) is enhanced particularly in adolescent female pubic. The EtOH intake and intermittent episodic own consumption rate around 3 times per week. The toxic effects of this kind of consumption is especially dangerous over the continuous consumption of EtOH followed due to the high dietary intakes of abstinence, causing major changes in the central nervous system (CNS) maturing in a short time consumption. Considering the epidemiological relevance and the harmful effects of EtOH on the oxidative balance, hormone production and neurotrophin CNS maturing, the aim of this study was to investigate the behavioural, tissue and biochemical responses derived from intermittent and episodic consumption of EtOH in rats in phase from adolescence to adulthood. Wistar female adolescents (n = 80) received by gavage, distilled water or EtOH (3 g/kg/day) for 3 consecutive days per week. The animals were assessed seven and a half hours after the last administration day 1, 4 and 8 weeks of episodes of binge drinking (37, 58 and 86 DPN, respectively), besides, a period of 14 days of abstinence was added after BD 8 (100 DPN) to evaluate the ability to reverse the CNS damage generated on it. The battery of behavioural tests consisted of spontaneous locomotor activity, object recognition, elevated plus maze, test pole, walking beam and rotarod. The animals were sacrificed and blood samples collected for evaluation of corticosterone levels of malondialdehyde, catalase activity, the activity of superoxide dismutase and glutathione content. Therefore, the hippocampus was dissected to quantify the immunocontent BDNF. The administration of EtOH reached average peak blood concentration of 197.4 mg / dL and the period of 7.5 hours after the last administration EtOH in acute binge blood concentration was 0.7 mg / dL. Thus, the animals underwent behavioural tests post-consumer EtOH, not under the drug effect. Consumption of EtOH in binge did not affect weight gain of adolescent animals into adulthood, however, reduced the exploratory locomotor activity, impaired motor coordination, balance and motor learning associated with bradykinesia, as well as loss in the mnemonic process and increased anxiety-like behaviour. These losses were accompanied by hormonal elevation of corticosterone, reduced hippocampal BDNF levels and systemic imbalance in the oxidative balance. Thus, it was possible to identify that the damage found on the similar behaviour to anxiety, short-term memory, bradykinesia and spontaneous locomotor activity appeared from EtOH post-consumption for three consecutive days, however, they showed no recovery or worsening of damage after repeated episodes. In contrast, there was recovery of short-term memory in object recognition task associated with the return of normal levels of BDNF in adulthood. Moreover, it showed worsening in motor learning in young adult phase followed by gradual and partial recovery after prolonged period of drug withdrawal, yet the loss of motor coordination and balance remained in adulthood.
Keywords: Adolescentes
Álcool
Capacidade motora
Memória
Atividade motora
Etanol
Memória de curta duração
Rato como animal de laboratório
Intoxicação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::FISIOLOGIA::FISIOLOGIA GERAL::NEUROFISIOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Teses em Neurociências e Biologia Celular (Doutorado) - PPGNBC/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_CaracterizacaoEfeitosComportamentais.pdf4,47 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons