Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8044
metadata.dc.type: Artigo de Periódico
Issue Date: Apr-2015
metadata.dc.creator: SANTOS, Benedito de Sales
FACUNDES, Sidney da Silva
Title: Observações sobre os correlatos acústicos do acento em Apurinã (Aruák): estudo de um caso
Other Titles: Observations about acoustic correlates of stress in Apurinã (Arawak): a case study
Citation: SANTOS, Benedito de Sales; FACUNDES, Sidney da Silva. Observações sobre os correlatos acústicos do acento em Apurinã (Aruák): estudo de um caso. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, Belém, v. 10, n. 1, p. 159-167, jan/abr. 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222015000100159&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 29 mar. 2017. <http://dx.doi.org/10.1590/1981-81222015000100008>.
metadata.dc.description.resumo: O presente artigo investiga a duração como possível correlato acústico do acento em Apurinã, levando-se em consideração as hipóteses levantadas por outros autores. Neste trabalho, investiga-se a duração de vogais em sílabas acentuadas, com acento secundário e sem acento, posto ser um possível correlato acústico que marca o acento em Apurinã, como sugerem outros trabalhos e estudos que afirmam ser esse um correlato recorrente nas línguas do mundo. O objetivo é verificar essas hipóteses, revendo os trabalhos anteriores sobre a língua e analisando novos dados, de modo a produzir resultados com base em informações independentes daquelas investigadas até então. Os resultados sugerem uma correlação apenas entre duração e acento primário e levantam questões sobre a sua natureza fonética, assim como uma questão relevante para a fonologia teórica sobre sílabas com vogais nasais que se comportam como sílabas pesadas ou bimoraicas.
Abstract: This article investigates the hypothesis of duration being an acoustic correlate of stress in Apurinã, taking into account the results given by other authors. Cross-linguistic studies have suggested such a correlation. In this study duration is investigated in unstressed syllables, and in ones bearing primary and secondary stress. The article reviews previous work on Apurinã stress and then presents and analyzes new data. These results suggest a correlation between duration and primary stress only, and raise questions about the phonetic nature of such a correlation. The results also raise a theoretical question in phonology, namely the status of syllables with nasal vowels, which seem to behave like heavy or bimoraic syllables.
Keywords: Acentuação
Linguagem e línguas
Fonética
Fonologia
Apurinã
Series/Report no.: Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas
ISSN: 2178-2547
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Artigos Científicos - ILC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_ObservacoesSobreCorrelatos.pdf742,74 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons