Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8066
Compartilhar:
Type: Artigo de Periódico
Issue Date: Apr-2011
Authors: CARDOSO, Luís Fernando Cardoso e
SOUZA, Jaime Luiz Cunha de
Title: Viver, aprender e trabalhar: habitus e socialização de crianças em uma comunidade de pescadores da Amazônia
Other Titles: Living, learning and working: habitus and socialization of children in an Amazonian fishing community
Citation: CARDOSO, Luis Fernando Cardoso e; SOUZA, Jaime Luiz Cunha de. Viver, aprender e trabalhar: habitus e socialização de crianças em uma comunidade de pescadores da Amazônia. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, Belém, v. 6, n. 1, p. 165-177, jan./abr. 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1981-81222011000100010&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 03 abr. 2017. <http://dx.doi.org/10.1590/S1981-81222011000100010>.
Resumo: O texto tem por objeto de análise a comunidade rural Matá, localizada no baixo Amazonas, Pará, a aproximadamente 55 km da cidade de Óbidos. É uma abordagem etnográfica do cotidiano dos moradores, especialmente em suas atividades na pesca, focalizando, mais precisamente, a participação das crianças. Tomamos como referência o conceito de habitus, desenvolvido por Pierre Bourdieu, para demonstrar que as atividades desenvolvidas pelas crianças e pelos jovens dessa comunidade na pesca não têm o caráter aviltante, que geralmente está associado à ideia de trabalho infantil; ao contrário, a inserção das crianças no trabalho funciona como uma estratégia de socialização e de autorreprodução, indispensável para o fortalecimento dos laços familiares, para a construção da distinção entre a fase adulta e a meninice e para a aprendizagem das técnicas de lidar com os ecossistemas dos quais fazem parte.
Abstract: The article analyzes Matá, a rural community of the lower Amazon approximately 55 km from the town of Óbidos. Using an ethnographic approach to daily life, the article focuses especially on families involved in fishing activities and the nature of children’s participation. Using Pierre Bourdieu’s concept of habitus, the analysis suggests that the activities undertaken by children in the community are not demeaning or exploitative, such as typically associated with the idea of child labor. Rather the inclusion of children in adult work acts as a strategy of socialization and self-reproduction essential for strengthening family ties, constructing distinctions between adulthood and childhood, and learning about the ecosystems of their environment.
Keywords: Comunidades pesqueiras
Socialização
Crianças
Trabalho infantil
Pesca
metadata.dc.relation.ispartof: Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas
ISSN: 1981-8122
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Appears in Collections:Artigos Científicos - IFCH

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Artigo_ViverAprenderTrabalhar.pdf290.08 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons