Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8119
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 28-Jan-2016
metadata.dc.creator: BARAÚNA, Fabíola Azevedo
metadata.dc.contributor.advisor1: PICANÇO, Gessiane Lobato
Title: Perfil comparativo-tipológico das consoantes nasais em línguas da família Tupí-Guaraní
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: BARAÚNA, Fabíola Azevedo. Perfil comparativo-tipológico das consoantes nasais em línguas da família Tupí-Guaraní. 2016. 86 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Letras e Comunicação, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em Letras.
metadata.dc.description.resumo: Este trabalho visa traçar um perfil comparativo-tipológico das variantes fonéticas de consoantes nasais em línguas pertencentes à família Tupí-Guaraní. Quanto à seleção das línguas analisadas, decidiu-se pela inclusão de línguas de diferentes ramos da família Tupí-Guaraní, considerando-se a classificação interna sugerida por Rodrigues e Cabral (2002), no intuito de aumentar a abrangência do campo de estudos tipológicos com relação às línguas Tupí. Foram escolhidas as línguas Parakanã e Tembé (Ramo IV), Wayampi (Ramo VIII), Asuriní do Xingu, Anambé e Araweté (Ramo V), que contam com gravações originais em áudio obtidas junto a falantes nativos; para os aspectos fonológicos, o estudo tomou como base as propostas já disponibilizadas para essas línguas. A pesquisa consiste na análise fonético-acústica das consoantes nasais de línguas Tupí; fazendo generalizações tipológicas sobre como estas consoantes se manifestam. Os resultados encontrados são discutidos à luz da fonologia articulatória (BROWMAN E GOLDSTEIN, 1989) que defendem a ideia de que as unidades lexicais podem ser descritas com base em gestos articulatórios coordenados tanto no espaço quanto no tempo, representados pelo que os autores denominam como gestural score. Têm-se ainda nos resultados uma comparação das nasais entre as línguas Tupí, evidenciando tendências e padrões existentes a partir da constatação das implementações fonéticas para as nasais das línguas apresentadas. Verificou-se que quando ocorre a oralização parcial nas consoantes nasais, as línguas Tupí-Guaraní pertencentes ao ramo IV manifestam uma tendência de apresentar pré-oralização das nasais, enquanto que as línguas pertencentes ao ramo V tendem a apresentar pós-oralização das nasais. Este resultado mostra-se como um argumento favorável à divisão dos ramos da família Tupí-Guaraní, proposta por Rodrigues (1986) e revisada por Rodrigues e Cabral (2002).
Abstract: This work aims to produce a comparative-typological profile of the phonetic variants of the nasal consonants in languages of the Tupí-Guaraní family. For the selection of the analyzed languages, it was decided to include different branches of the Tupí-Guaraní family, acording to the internal classification suggested by Rodrigues and Cabral (2002), in order to increase the comprehensiveness of typological studies regarding the Tupi languages. The Parakanã and Tembé (Branch IV), Wayampi (Branch VIII), Asuriní of Xingu, the Anambé and Araweté (Branch V) languages were chosen, all of which have original audio recordings obtained from native speakers; for the phonological aspects, the study was based on the proposals already available for these languages. The research consists of a phonetic-acoustic analysis of the nasal consonants of these Tupí languages, making typological generalizations about how these consonants are manifested. The results are discussed with the framework of articulatory phonology (BROWMAN AND GOLDSTEIN, 1989) who defend the idea that lexicals units can be described in terms of articulatory gestures coordinated both in space and in time, represented by what the authors call gestural score. Furthermore, this work includes a comparison of nasals in the selected Tupí languages, highlighting existing trends and patterns based on the description of the phonetic implementations of nasals in the selected languages. It was found that when there is partial oralization in the nasal consonants, the Tupí-Guaraní languages of branch IV have a tendency to introduce pre-oralization, while the languages of branch V tend to have post-oralization. This result shows up as an argument for division of the branches of the Tupi-Guarani family, proposed by Rodrigues (1986) and revised by Rodrigues and Cabral (2002).
Keywords: Linguística
Línguas indígenas
Consoantes nasais
Língua tupi-guarani - Fonética
Tipologia fonológica
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LINGUISTICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Letras e Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Letras
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Letras (Mestrado) - PPGL/ILC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_PerfilComparativoTipologico.pdf2,08 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons