Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/8313
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorCUNHA , Aislan Galdino da-
dc.date.accessioned2017-05-05T16:17:59Z-
dc.date.available2017-05-05T16:17:59Z-
dc.date.issued2015-08-11-
dc.identifier.citationCUNHA, Aislan Galdino da. Ecologia populacional do caranguejo Dissodactylus crinitichelis Moreira, 1901 (Crustacea: Decapoda) e seu hospedeiro Encope emarginata Leske, 1778 (Echinodermata: Clypeasteroidea) no litoral nordestino brasileiro. 2015. 98 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Zoologia.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8313-
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.publisherMuseu Paraense Emílio Goeldipt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectZoologiapt_BR
dc.subjectEcologia populacionalpt_BR
dc.subjectEcologia das populaçõespt_BR
dc.subjectCaranguejopt_BR
dc.subjectDissodactylus crinithichelispt_BR
dc.subjectCrustáceopt_BR
dc.subjectDecapodapt_BR
dc.subjectEncope emarginatapt_BR
dc.subjectBolacha-da-praia (Hospedeiro)pt_BR
dc.titleEcologia populacional do caranguejo Dissodactylus crinitichelis Moreira, 1901 (Crustacea: Decapoda) e seu hospedeiro Encope emarginata Leske, 1778 (Echinodermata: Clypeasteroidea) no litoral nordestino brasileiropt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Ciências Biológicaspt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.publisher.initialsMPEGpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA::ECOLOGIA DE ECOSSISTEMASpt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::OCEANOGRAFIApt_BR
dc.contributor.advisor1MONTAG, Luciano Fogaça de Assis-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4936237097107099pt_BR
dc.contributor.advisor-co1LEITÃO, Sigrid Neumann-
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3909059819593169pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8403338615566482pt_BR
dc.description.resumoEsta tese apresenta informações a respeito dos efeitos das variáveis ambientas sobre a ecologia populacional do caranguejo Dissodactylus crinithichelis e seu hospedeiro Encope emarginata e as influências que as bolachas-da-praia exercem sobre a população do caranguejo no litoral nordestino brasileiro. Foram realizadas amostragens biótica e abiótica, ao longo de nove praias que compõem o litoral pernambucano, que faz parte do Atlântico Sul-ocidental. A granulometria foi a variável abiótica com maior influência sobre as duas espécies. As bolacha-da-praia tendem a ocupar, com maior densidade, a costa norte de Pernambuco, sendo as fêmeas adultas a maioria da população. O período de recrutamento foi descrito para agosto e maio. Os indivíduos de bolacha-da-praia apresentaram maior densidade nas classes de comprimento intermediária, com destaque para os comprimentos de 10 à 12 cm. As bolachas-da-praia não apresentaram crescimento polifásico, com alometria negativa. Em relação aos parâmetros populacionais de D. crinitichelis, residindo nas bolachas-da-praia, não foi observado variação ao longo dos meses do ano. Os caranguejos também apresentaram maior densidade nas praias do litoral norte. Houve um domínio de machos nos meses do período de estiagem, enquanto que de fêmeas no período chuvoso. Foi observado recrutamento de indivíduos juvenis ao longo de todo ano, com um pico no mês de maio. A espécie apresentou elevada correlação entre os indivíduos juvenil, imaturo e macho adulto, com crescimento polifásico, com alometria positiva juvenis, imaturos e machos adultos, assim como para as fêmeas adultas, com maior evidenciamento da alometria positiva. Em relação da influência de E. emarginata sobre a população de D. crinitichelis, foi verificado que os caranguejos apresentam habitam com maior intensidade as bolachas-da-praia adultas, em suas classes intermediárias. No entanto, quando essas encontram-se ocupadas, as bolachas-da-praia imaturas podem ser ocupadas pelos caranguejos. Observou-se uma diminuição na densidade dos estágios subsequentes dos caranguejos, independente dos estágio de desenvolvimento da bolacha-da-praia. Foi observado uma maior abundância de caranguejos machos, nas classes de área da bolacha-da-praia. Desta forma, o presente trabalho contribui com informações sobre a biologia populacional de E. emarginata e D.crinitichelis, além de contribuir com papel que uma espécie exerce sobre a outra. Visto que, são espécies bioturbadoras da camada superficial do sedimento marinho, com função de manutenção da trofia nas praias arenosas, tanto para as espécies residentes como para as espécies visitantes. Sendo estas áreas como locais de manutenção das populações circunvizinhas de caranguejo D. crinitichelis como da bolacha-da-praia E. emarginata. E de relevante interesse a ecologia das populações, pesca subsistência da população ribeirinha e lazer da população humana.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Zoologiapt_BR
Appears in Collections:Teses em Zoologia (Doutorado) - PPGZOOL/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_EcologiaPopulacionalCaranguejo.pdf1,78 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons