Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8335
Tipo: doctoralThesis
Título: Regulação comportamental em caititus (Pecari tajacu): o efeito da estrutura social na função reprodutiva de fêmeas em cativeiro
Autor(es): SILVA, Suleima do Socorro Bastos da
Primeiro Orientador: GUIMARÃES, Diva Anelie de Araujo
Resumo: As falhas na fertilidade de fêmeas de caititus (Pecari tajacu) adultas criadas em cativeiro são um fator restritivo para a eficiência da produção e precisam ser melhor investigadas. Avaliar a função reprodutiva de fêmeas mantidas em sistema intensivo de criação foi o objetivo dessa pesquisa. Vinte fêmeas foram monitoradas em grupos familiares (controles), por 60 dias, e experimentais (fêmeas descendentes agrupadas com machos não aparentados e na ausência dos genitores), por mais 60 dias. As interações agonísticas, de submissão, amigáveis e sexuais foram filmadas três vezes na semana, a dominância social foi avaliada pelo método Elo-rating e a preferência social através da frequência de interações amigáveis. O sangue foi colhido para dosagem de progesterona plasmática por radioimunoensaio em fase sólida e a prenhez foi confirmada por exame ultrassonográfico. Em três dos quatro grupos controle os genitores mantiveram-se nos postos mais elevados da hierarquia enquanto na fase experimental, as fêmeas descendentes ocuparam os postos mais elevados. A frequência das interações amigáveis recebidas dependeu do sexo e da condição (H=142.991 p<0.01), sendo que as fêmeas genitoras receberam, em média, 2,21 vezes mais interações do que os outros indivíduos. Machos e fêmeas receberam frequências iguais nos grupos experimentais. O estro teve duração de 3,6 ± 1,0 dias com progesterona em 1,2 ± 0,6 ng/mL e maior frequência de cópulas no terço final desse período. As interações sexuais aumentaram no estro em fêmeas (P=0.0019) e machos (P <0.0009) que intensificaram sua frequência de inspeção olfativa. Cópulas foram registradas no início da prenhez. Todas as fêmeas pluríparas (mais pesadas, mais velhas e dominantes) apresentaram atividade reprodutiva (ciclicidade ou prenhez) enquanto sete nulíparas apresentaram períodos de anestro, curtos (16 dias) ou longos (60 dias) no grupo controle. No grupo experimental todas as nulíparas e a primípara copularam e 14 filhotes nasceram, porém, apenas cinco mantiveram-se após sete dias de vida. Demonstramos a presença da dominância dos genitores sobre os descendentes e de um mecanismo de inibição reprodutiva nos agrupamentos familiares. Sugerimos que as fêmeas nulíparas em idade reprodutiva sejam remanejadas do seu grupo de origem para grupos com machos não aparentados, garantindo o potencial reprodutivo da criação e o acesso à comida, espaço e outros recursos preferenciais geralmente priorizados por indivíduos dominantes.
Abstract: The failure in the fertility of adult female collared peccary (Pecari tajacu) bred in captivity are a restrictive factor for the efficiency of production and needs further investigation. Assess the reproductive function of females reared under intensive rearing system was the objective of this research. Twenty females were monitored in family groups (controls) for 60 days, and experimental groups (female descendants grouped with unrelated males and in the absence of parents), for more 60 days. The agonistic interactions, submission, friendly and sex were recorded three times a week, social dominance was assessed by Elo-rating method and the social preference by frequency of friendly interactions. Blood was collected for measurement of plasma progesterone by solid phase radioimmunoassay and pregnancy was confirmed by ultrasound examination. In three of the four control groups, the parents remained in the highest positions in the hierarchy while in the experimental group stage, the female descendants occupied the highest posts. The frequency of received friendly interactions depended on the sex and the condition (H = 142 991 p <0.01) whereas females mothers received, on average, 2.21 times more interactions than other individuals. Males and females received equal frequencies in the experimental groups. The estrus lasted 3.6 ± 1.0 days with progesterone at 1.2 ± 0.6 ng / mL and higher frequency of copulations in the final third of this period. Sexual interactions increased during estrus in females (P = 0.0019) and males (P <0.0009), which intensified their frequency of olfactory inspection. Copulations were recorded in the early pregnancy. All pluriparous females (heavier, older and dominant) showed reproductive activity (cyclicity or pregnancy) while seven nulliparous females had periods of anestrus, short (16 days) or long (60 days) in the control group. In the experimental group all nulliparous and primiparous mated and 14 pups were born, however, only five remained after seven days of life. We demonstrate the presence of the dominance of the parents on the progeny and a mechanism for reproductive inhibition in family groupings. We suggest that nulliparous females of reproductive age are relocated from their original group for groups with unrelated males, ensuring the reproductive potential of creation and access to food, space and other resources generally preferred prioritized by dominant individuals.
Agência de fomento: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
Palavras-chave: Caititu
Collared peccary
Animais selvagens em cativeiro
Reprodução animal
Pecari tajacu
Manejo reprodutivo
Cativeiro
Produção em cativeiro
Mamíferos silvestres
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::COMPORTAMENTO ANIMAL
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::FISIOLOGIA DOS GRUPOS RECENTES
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal do Pará
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária
Universidade Federal Rural da Amazônia
Sigla da Instituição: UFPA
EMBRAPA
UFRA
Instituto: Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural
Programa: Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal
Citação: SILVA, Suleima do Socorro Bastos da. Regulação comportamental em caititus (Pecari tajacu): o efeito da estrutura social na função reprodutiva de fêmeas em cativeiro. 2014. 88 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Ciências Agrárias e Desenvolvimento Rural, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Universidade Federal Rural da Amazônia, Belém, 2014. Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal.
Tipo de Acesso: Acesso Aberto
URI: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8335
Data do documento: 2-Mai-2014
Aparece nas coleções:Teses em Ciência Animal (Doutorado) - PPGCAN/NCADR

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tese_RegulacaoComportamentalCaititus.pdf1,14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons

Ferramentas do administrador