Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8440
Compartilhar:
Type: Tese
Issue Date: 5-Dec-1997
Authors: BARP, Wilson José
First Advisor: ALMEIDA, Mauro William Barbosa de
Title: Fronteira da cidadania: cartografia da violência na Amazônia brasileira
Citation: BARP, Wilson José. Fronteira da cidadania: cartografia da violência na Amazônia brasileira. 1997. 327 f. Tese (Doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Campinas, 1997. Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais. Disponível em: <http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8440>. Acesso em:.
Resumo: A pesquisa propõe-se como desafio a análise das diferentes formas de violência exercidas pelos diversos agentes sociais envolvidos da dinâmica de dominação e legitimação do poder na Amazônia. Concentramos a análise na Amazônia Ocidental – e particularmente no estado do Acre, o qual, em um primeiro momento, baseou-se em uma economia extrativista e, posteriormente, sofreu profundas transformações ao ser reocupado pela economia agropecuária e madeireira e por atividades urbanas, ao mesmo tempo em que a terra passa a despertar crescente interesse na forma de reservas extrativistas, parques florestais e áreas indígenas, sendo reivindicada juridicamente pelo Estado, instituições não-governamentais, proprietários e supostos proprietários. Para balizar a pesquisa – hipótese principal - a fronteira aparece como solução para transferir os excedentes populacionais. No caso da Amazônia brasileira, a ocupação da fronteira está associada a práticas da violência para determinar o controle da terra e dos recursos naturais, durante o processo de ocupação da terra por novos grupos populacionais. A fronteira amazônica foi tradicionalmente também o local de práticas de violência associadas ao controle do trabalho, ao monopólio da terra e do comércio – poder político local. Assim, a violência aponta para poder, dominação e legitimação. Mas a violência como instrumento não é privilégio da classe dominante para oprimir os dominados. Esta última, também lança mão deste instrumento para resolver suas pendências internas, ou para contrapor-se à violência da classe dominante, o que nos remete a refletir a violência como um elemento mais amplo da sociedade.
Keywords: Violência
Massacre
Posse da terra
Meio ambiente
Conflito social
Amazônia brasileira
CNPq: CNPQ::OUTROS::CIENCIAS SOCIAIS
Country: Brasil
Publisher: Universidade Estadual de Campinas
Institution Acronym: UNICAMP
Department: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas – IFCH/UNICAMP
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais – PPGCS/UNICAMP
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
metadata.dc.source.uri: http://repositorio.unicamp.br/handle/REPOSIP/280744
Appears in Collections:Teses em Ciências Sociais (Doutorado) - PPGCS/UNICAMP

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_FronteiraCidadaniaCartografia.pdf8,12 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons