Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8545
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 27-Mar-2015
metadata.dc.creator: CARDOSO, Roseli Moraes
metadata.dc.contributor.advisor1: COSTA, Gilcilene Dias da
Title: Queria saber ler e escrever para mudar as faces das coisas”: uma leitura de situações educacionais na obra Chove nos Campos de Cachoeira, de Dalcídio Jurandir
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: CARDOSO, Roseli Moraes. Queria saber ler e escrever para mudar as faces das coisas”: uma leitura de situações educacionais na obra Chove nos Campos de Cachoeira, de Dalcídio Jurandir. 2015. 115 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Educação, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Educação.
metadata.dc.description.resumo: A escritura deste trabalho dissertativo situa-se nos interstícios entre Literatura e Educação, por meio de um estudo bibliográfico, de caráter descritivo-interpretativo, referente a situações educacionais vivenciadas pelo personagem Alfredo no romance Chove nos campos de Cachoeira (1941), de Dalcídio Jurandir. O trabalho vislumbra uma possibilidade de espreitar os modos vivenciais de uma educação amazônida presente nos rastros da literatura dalcidiana e no contexto de sua época, ouvindo os ecos dessa literatura nos itinerários da educação de Alfredo nos domínios de sua cultura, como convite para pensar a realidade educacional dos dias atuais. O texto dialoga com NIETZSCHE (2003), DELEUZE (1997), LARROSA (2001), ROSA DIAS (2010), GILCILENE COSTA (2012), FERNANDO FARIAS (2009), na perspectiva de uma educação como invenção. Em Chove nos campos de Cachoeira, a educação é um dos rios navegados pelo personagem Alfredo em sua aposta por mudança de vida e formação, uma mudança que não parte de um plano individual, pois o menino de Dalcídio perfaz o sofrido itinerário do seu povo. O pequeno marajoara alimenta o sonho do colégio Anglo-Brasileiro do Rio de Janeiro como desejo de outra educação e fuga das condições inerciais de sua realidade escolar. O ambiente da escola de Proença enseja os limites de uma dura e obsoleta realidade educacional amazônida, ainda existente nos dias atuais, marcada pelo descaso, silenciamento, abandono por parte do poder público, ausência de projetos educacionais que incentivem a permanência do aluno na escola. Condições que não apetecem o desejo de educação de Alfredo, que sonha partir de Cachoeira, da “pobre” e “diminuta” educação em seu lugarejo. Ressalta-se, no estudo, a grandiosidade literária de Dalcídio, com destaque para o valor estético da sua obra, e a grandiosidade política de sua postura quando denuncia, de forma sensível e poética, os inúmeros problemas que ainda hoje afligem o cenário de nossa Educação, como que conduzindo o leitor às veredas de suas paisagens culturais e mazelas sociais através de um olhar lírico.
Abstract: The writing of this argumentative work is located in the interstices between Literature and Education, through a bibliographic study , descriptive and interpretative character , referring to educational situations experienced by Alfredo character in the novel rains in Waterfall fields ( 1941) Dalcídio Jurandir . The work presents a chance to peek at the experiential modes of Amazonian education present in traces of dalcidiana literature and in the context of his time , listening to the echoes of this literature in Alfredo education itineraries in the fields of culture, as an invitation to thinkeducational reality of today. The text dialogues with Nietzsche (2003), Deleuze (1997), LARROSA (2001), Rosa Dias (2010), COSTA GILCILENE (2012), Fernando Farias (2009), with a view to education as invention. It rains in the waterfall fields, education is one of the rivers navigated by Alfredo character on your bet by change of life and training, a change that no part of an individual plan because the boy Dalcídio makes up the itinerary of his people suffered. The small marajoara feeds the Anglo-Brazilian college dream of Rio de Janeiro as other education and desire to escape from the inertial conditions of their school reality. The environment of the school Proenca inspires the limits of a hard and obsolete Amazonian educational reality still exists today, marked by indifference, silence, abandonment by the government, lack of educational projects that encourage students to remain in school. Conditions that do not appeal Alfredo education desire, dreaming from Waterfall, the "poor" and "small" education in his village. It is emphasized in the study, the literary greatness of Dalcídio, highlighting the aesthetic value of his work, and political greatness of your posture whendenounced in a sensitive and poetic way , the many problems that still plague the scenario of our education , as if leading the reader to ways of their cultural and social ills scenery through a lyrical looks.
Keywords: Educação e Literatura
Literatura paraense
Jurandir, Dalcídio, 1909-1979. Chove nos Campos de Cachoeira
Linguagem literária
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências da Educação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Educação
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Educação (Mestrado) - PPGED/ICED

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_QueriaSaberLer.pdf1,94 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons