Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8671
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 14-Dec-2015
Authors: NASCIMENTO, Rodolfo Valentim Carvalho do
First Advisor: MATHIS, Adriana de Azevedo
Title: Trabalho precarizado e transtorno mental: a visão dos profissionais de um CAPS de Belém-PA
Citation: NASCIMENTO, Rodolfo Valentim Carvalho do. Trabalho precarizado e transtorno mental: a visão dos profissionais de um CAPS de Belém-PA. 2015. 188 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Sociais Aplicadas, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Serviço Social.
Resumo: O presente estudo é resultado de pesquisa de tipo qualitativa na forma de análise dos relatos verbais de dez profissionais de um CAPS de Belém do Pará, com o objetivo de analisar a visão que possuem da relação trabalho e transtorno mental, mais especificamente sobre os impactos das mudanças no mundo do trabalho na saúde mental de trabalhadores que fazem tratamento no CAPS, e que referem seus transtornos mentais como resultantes das condições precárias de trabalho. Como desdobramento desse objetivo primeiro, a pesquisa procurou analisar se as respostas institucionais iriam ao encontro das demandas dos usuários ou se restringiriam à medicalização/administração de sua condição de “doente mental”. Como referencial teórico-metodológico adotou-se a abordagem marxista, o que permitiu uma revisão histórica e teórica críticas das mediações que envolvem a relação objetividade-subjetividade, notadamente as determinações econômicas e sociais presentes na sociedade capitalista contemporânea marcada pela precarização do trabalho, incremento das desigualdades sociais e banalização do humano, decorrente da obtenção da mais-valia. A abordagem da relação saúde mental e trabalho, de Seligmann-Silva e de Dejours também foram de suma importância para uma análise o mais ampla possível dos dados coletados, sobretudo, os estudos dos efeitos danosos do processo de trabalho na subjetividade do trabalhador. A hipótese inicial da pesquisa, que se confirmou, era de que as mudanças no mundo do trabalhado, a partir da crise capitalista contemporânea, intensifica a precarização das relações de trabalho e, consequentemente, todas as dimensões da vida social, favorecendo o surgimento de transtornos mentais, e que tal fenômeno seria perceptível pelos profissionais do CAPS. Os elementos do universo do trabalho que impactaram a saúde mental foram: a falta de identificação com o trabalho, relações de trabalho competitivas, instalações precárias, intensificação do ritmo e da jornada de trabalho, ausência de tempo livre e aumento da vulnerabilidade social. Associados a estes elementos, a violência social desempenhou papel importante na produção dos transtornos mentais. A pesquisa revelou também que os efeitos deletérios da nova organização do trabalho sobre a saúde mental estenderam-se aos próprios profissionais do serviço, cujo elemento central é a extensão da jornada de trabalho. Já os dados sobre as respostas institucionais evidenciam uma tensão entre as ações que favorecem a maior autonomia dos usuários e as ações focalizadas na administração\medicalização de sua condição de “doente mental”, porém com hegemonia das primeiras.
Abstract: This study is the result of empirical research in the form of analysis of verbal reports of ten professionals of a CAPS Belém do Pará, in order to analyze the vision that have the relationship work and mental disorder, more specifically on the impact of changes the world of work in mental health workers who make treatment in CAPS and referring to their mental disorders as a result of poor working conditions and life. An outcome of this first objective the research sought to examine whether the institutional responses would meet the demands of users or restrict the medicalization/administration of their status as "mentally ill". As theoretical and methodological framework adopted the Marxist approach, which allowed a historical and theoretical review critical of mediations involving the relationship objectivity-subjectivity, in particular, the economic and social determinations present in contemporary capitalist sociability marked by job insecurity, increase social inequalities and trivialization of human from the obtaining of surplus value. The approach in mental health work and Seligmann-Silva and Dejours were also of paramount importance to an analysis of the widest possible data collected, in particular, studies of the harmful effects of the work process in the worker's subjectivity. The initial hypothesis of the research, which was confirmed, was that the changes in the working world, from the contemporary capitalist crisis, intensified the pace and working hours, precarious labor relations and consequently all dimensions of social life favoring the emergence of mental disorders and that such a phenomenon would be noticeable by the CAPS professionals. The elements of the world of work that impacted the mental health were: a lack of identification with work, competitive interpersonal relationships, poor facilities, stepping up the pace and working hours, lack of free time and social vulnerability. The survey also revealed that the deleterious effects of the new organization of work on mental health have shown extended to service professionals themselves, whose central element is the extension of the working day. Data on institutional responses show a tension between the actions favoring greater autonomy for users and actions focused on the administration \ medicalization of their status as "mentally ill", but with the hegemony of the first.
Keywords: Trabalho
Saúde mental
Subjetividade
Crise capitalista
Política de saúde mental
Serviço social
Centro de Atenção Psicossocial (CAPS)
Trabalho profissional do assistente social
Transtornos mentais
Transtornos psicóticos
Assistência em saúde mental
Relação trabalho-saúde mental
CNPq: CNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS
CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::TRATAMENTO E PREVENCAO PSICOLOGICA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências Sociais Aplicadas
Program: Programa de Pós-Graduação em Serviço Social
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Serviço Social (Mestrado) - PPGSS/ICSA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_TrabalhoPrecarizacaoTranstorno.pdf1,25 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons