Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/8812
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 16-Mar-2017
metadata.dc.creator: LOPES FILHO, Antônio Augusto do Canto
metadata.dc.contributor.advisor1: GUIMARÃES, Mayara Ribeiro
Title: Só as coisas rasteiras me celestam: o contemporâneo e as suas insignificâncias em Manoel de Barros
Citation: LOPES FILHO, Antônio Augusto do Canto. Só as coisas rasteiras me celestam: o contemporâneo e as suas insignificâncias em Manoel de Barros. 2017. 109 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Letras e Comunicação, Belém, 2017. Programa de Pós-Graduação em Letras.
metadata.dc.description.resumo: Esta dissertação tem por objetivo explorar, por meio de categorias de interpretação, as matérias poéticas na obra de Manoel de Barros. A pesquisa parte de uma discussão a respeito da crise de verso, um dos traços mais substanciais da Literatura Moderna, que, ao estudá-la revela as mudanças de perspectivas pelas quais a poesia tem passado desde os fins do século XIX até hoje. Em seguida, a utilização do prefixo des, tão recorrente nesse exercício poético, como construção autônoma das palavras: deslimites. Por fim, de que maneira os versos manoelinos inserem-se no contemporâneo; e a singular figura do ínfimo, enaltecedora das coisas do chão. O estudo construiu-se perante a indagação das questões, acima apresentadas, por meio das obras retiradas da edição de Poesia Completa (2013): Matéria de Poesia (1970), O Guardador de Águas (1989), O Livro das Ignorãças (1993), Livro Sobre Nada (1996) e Retrato do Artista Quando Coisa (1998); e é fundamentado, principalmente, com o aporte teórico de Marcos Siscar acerca da crise de verso ao questionar o estado da poesia brasileira contemporânea; de Alberto Pucheu no que se refere à descrição estabelecida por ele a Manoel de Barros: poeta-pensador, pois a origem é um argumento constante nessa poesia; de Maurice Blanchot quanto à morte da nomeação na Literatura e Giorgio Agamben a partir do questionamento do que é ser contemporâneo.
Abstract: This dissertation aims to explore, through categories of interpretation, poetic matters in the work of Manoel de Barros. The research begins with a discussion about crisis of the verse, one of the most substantial features of Modern Literature, which, in studying it, reveals the changing perspectives that poetry has passed from the end of 19th century to the present. Then, the use of the prefix des, so recurrent in this poetic exercise, as an autonomous construction of the words: deslimites. Finally, how the manoelinos verses fit into the contemporary; and the singular figure of the tiny, uplifting things from the ground. The study was constructed from the inquiry of the issues, above, through the works taken from the edition of Poesia Completa (2013): Matéria de Poesia (1970), O Guardador de Águas (1989), O Livro das Ignorãças (1993), Livro Sobre Nada (1996) e Retrato do Artista Quando Coisa (1998); and it is based, mainly, with the theoretical contribution of Marcos Siscar on the crisis of the verse when questioning the state of contemporary Brazilian poetry; Alberto Pucheu with the description established by him to Manoel de Barros: poet -thinker, because the origin is a constant argument in his poetry; Maurice Blanchot about the death of the nomination in Literature and Giorgio Agamben from the question of what is to be contemporary.
Keywords: Literatura moderna - Séx. XX - História e crítica
Estudos literários
Poesia brasileira
Barros, Manoel de, 1916 - 2014 - Crítica e interpretação
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRAS::LITERATURA BRASILEIRA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Letras e Comunicação
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Letras
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Letras (Mestrado) - PPGL/ILC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_CoisasRasteirasCelestam.pdf1,28 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons