Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/8989
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 26-Jul-2017
metadata.dc.creator: REIS, Deyvson Diego de Lima
metadata.dc.contributor.advisor1: YAMADA, Elizabeth Sumi
metadata.dc.contributor.advisor-co1: BURBANO, Rommel Mario Rodríguez
Title: Polimorfismos gênicos do tipo indel: o papel da vulnerabilidade genética no desenvolvimento da neuroinflamação e na fisiopatologia do Transtorno Depressivo Maior
Other Titles: Indel polymorphisms: the role of genetic vulnerability in the development of neuroinflammation and pathophysiology of Major Depressive Disorder
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: REIS, Deyvson Diego de Lima. Polimorfismos gênicos do tipo INDEL: o papel da vulnerabilidade genética no desenvolvimento da neuroinflamação e na fisiopatologia do Transtorno Depressivo Maior. 2017. 80 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2017. Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular.
metadata.dc.description.resumo: A fisiopatologia da depressão ainda permanece não totalmente compreendida. E apesar das contribuições da hipótese monoaminérgica para a compreensão de parte dos aspectos neurobiológicos desse transtorno, surgiram estudos com o objetivo de investigar o papel da neuroinflamação, dos polimorfismos em genes que influenciam a atividade inflamatória e as funções dos receptores monoaminérgicos no desenvolvimento do transtorno depressivo maior (TDM). Contudo, são poucas as pesquisas que analisaram o papel de vias inflamatórias upstream (como o papel dos genes NFKB1 e PAR1, capazes de influenciar a transcrição gênica de citocinas pró-inflamatórias) e do polimorfismo do gene codificante do receptor alfa 2 adrenérgico (gene ADRA2B) em indivíduos com o diagnóstico de depressão. Portanto, o objetivo deste estudo foi analisar o papel dos polimorfismos do tipo INDEL dos genes NFKB1 (rs28362491), PAR1 (rs11267092) e ADRA2B (rs34667759) no desenvolvimento do transtorno depressivo maior. Doze pacientes com diagnóstico de TDM e 145 controles saudáveis tiveram amostras de sangue coletadas e os polimorfismos dos 3 genes foram genotipados por uma única reação multiplex. Os produtos do PCR multiplex foram separados por eletroforese capilar e os dados analisadas no software GeneMapper 3.7 (Applied Biosystems). Esta pesquisa encontrou uma associação estatisticamente significante entre a variável depressão e os portadores do genótipo Del/Del do gene ADRA2B (p = 0,002): esses indivíduos apresentaram uma chance 6,41 vezes maior de desenvolver depressão quando comparados aos portadores dos genótipos Del/Ins e Ins/Ins. Não houve significância estatística entre os polimorfismos INDEL dos genes NFKB1 e PAR1 e o fenótipo depressivo. Nossos resultados sugerem que o marcador INDEL do gene ADRA2B (rs34667759), especificamente o alelo deleção, seja um possível biomarcador genético de vulnerabilidade para o desenvolvimento do TDM.
Abstract: The pathophysiology of depression still remains not fully understood. And despite the contributions of the monoaminergic hypothesis to the understanding of neurobiological aspects of this disorder, studies have been carried out to investigate the role of neuroinflammation, polymorphisms in genes that influence inflammatory activity and monoaminergic receptor functions in the development of major depressive disorder (MDD). However, few studies have analyzed the role of upstream inflammatory pathways (such as the role of NFKB1 and PAR1 genes, which are capable of influencing transcription of proinflammatory cytokines) and of the alpha 2 adrenergic receptor encoding gene's polymorphism (ADRA2B gene) in individuals diagnosed with depression. Therefore, the objective of this study was to analyze the role of the INDEL type polymorphisms of NFKB1 (rs28362491), PAR1 (rs11267092) e ADRA2B (rs34667759) genes in the development of major depressive disorder. Twelve patients diagnosed with MDD and 145 healthy controls had blood samples collected and the INDEL polymorphisms of these 3 genes were genotyped by a single multiplex reaction. The multiplex PCR products were separated by capillary electrophoresis and the data analyzed in GeneMapper 3.7 software (Applied Biosystems). This research found a statistically significant association between depression and Del/Del genotype of the ADRA2B gene (p = 0.002): these individuals presented a 6.41 times greater chance of developing depression when compared to Del/Ins and Ins/Ins genotypes. There was no statistical significance between the INDEL polymorphisms of NFKB1 and PAR1 genes and depressive phenotype. Our results suggest that the INDEL marker of the ADRA2B gene (rs34667759), specifically the deletion allele, is a possible genetic biomarker of vulnerability for the development of MDD.
Keywords: Neuroinflamação
Fisiopatologia
Polimorfismo (Genética)
Transtorno Depressivo Maior (TDM)
Polimorfismo Indel
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA::GENETICA HUMANA E MEDICA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::PSIQUIATRIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Neurociências e Biologia Celular (Mestrado) - PPGNBC/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_PolimorfismosGenicosTipo.pdf1,93 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons