Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/9021
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorMACIEL, Jonathas da Silva-
dc.date.accessioned2017-08-23T13:21:47Z-
dc.date.available2017-08-23T13:21:47Z-
dc.date.issued2016-04-22-
dc.identifier.citationMACIEL, Jonathas da Silva. Structural constraints for image-based inversion methods. 2016. 82 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Geociências, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em Geofísica.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9021-
dc.description.abstractThis thesis presents two methodologies of structural regularization for Wave-Equation Migration Velocity Analysis and Joint Migration Inversion: cross-gradient regularization and filtering with morphological operators. In Wave-Equation Migration Velocity Analysis, the cross-gradient regularization aims to constrain the velocity contrasts with the reflectivity map by parallelization of the velocity gradient vector and the image gradient vector. We propose a version with cross-gradient of the objective functions: Differential Semblance, Stack Power and Partial Stack Power. We combine the Partial Stack Power with its version of cross-gradient, in order to gradually increase the resolution of the velocity model without compromising the adjustment of the long wavelengths of the velocity model. In Joint Migration Inversion, we propose to apply morphological operators of erosion and dilation in the preconditioning of the velocity model in each iteration. Operators use the reflectivity map to mark the regions with the same value of physical property. They homogenize the geological layer and accentuate the velocity contrast at the edges. Structural constraints do not only reduce the ambiguity in estimating a velocity model, but also make the migration/inversion methods more stable, reducing artifacts, delineating geologically plausible solutions, and accelerating the convergence of the objective function.pt_BR
dc.description.sponsorshipCAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiorpt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectGeofísicapt_BR
dc.subjectEquação de onda - Modelos matemáticospt_BR
dc.subjectMétodo de análise de velocidadept_BR
dc.subjectProcessamento de imagens - Morfologiapt_BR
dc.subjectImagem migradapt_BR
dc.titleStructural constraints for image-based inversion methodspt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentInstituto de Geociênciaspt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOFISICA::SISMOLOGIApt_BR
dc.contributor.advisor1COSTA, Jessé Carvalho-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7294174204296739pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4325844766479748pt_BR
dc.description.resumoEsta tese apresenta duas metodologias de regularização estrutural para os métodos de análise de velocidade com migração e inversão conjunta com migração: regularização gradiente cruzado e filtragem com operadores morfológicos. Na análise de velocidade com migração, a regularização de gradiente cruzado tem como objetivo vincular os contrates de velocidade com o mapa de refletividade, através da paralelização dos vetores gradiente de velocidade com os vetores gradiente da imagem. Propõe-se uma versão com gradiente cruzado das funções objeto de minimização: Differential Semblance, Stack Power e Partial Stack Power. Combina-se a função Partial Stack Power com sua versão de gradiente cruzados, com o objetivo de aumentar gradativamente a resolução do modelo de velocidade, sem comprometer o ajuste das componentes de longo comprimento de onda do modelo de velocidade. Na inversão conjunta com migração propõe-se aplicar os operadores morfológicos de erosão e dilatação, no pré-condicionamento do modelo de velocidade em cada iteração. Os operadores usam o mapa de refletividade para delimitar as regiões com mesmo valor de propriedade física. Eles homogenizam a camada geológica e acentuam o contraste de velocidade nas bordas. Os vínculos estruturais não apenas irão reduzir a ambiguidade na estimativa do modelo de velocidade, mas tornará os métodos de inversão com migração mais estáveis, reduzindo artefatos, delineando soluções geologicamente plausíveis e acelerando a convergência da função objeto de minimização.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Geofísicapt_BR
Appears in Collections:Teses em Geofísica (Doutorado) - CPGF/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_StructuralconstraintsImage.pdf20,56 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons