Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9041
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 23-Sep-2016
metadata.dc.creator: MONTEIRO, André Luiz Viard Walsh
metadata.dc.contributor.advisor1: GOUVEIA JUNIOR, Amauri
Title: Desempenho do Guppy (Poecilia reticulata) em modelos de ansiedade: campo aberto, preferência claro-escuro e labirinto em cruz com rampa
Other Titles: Guppy’s (Poecilia reticulata) performance in anxiety models: open field, light-dark preference and plus-maze with ramp
metadata.dc.description.sponsorship: CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
Citation: MONTEIRO, André Luiz Viard Walsh. Desempenho do Guppy (Poecilia reticulata) em modelos de ansiedade: campo aberto, preferência claro-escuro e labirinto em cruz com rampa. 2016. 85 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento.
metadata.dc.description.resumo: O uso de modelos animais em pesquisa experimental nas últimas décadas tem se mostrado mais diversificado do que o modelo clássico através do uso de roedores ou primatas. Isso se dá principalmente pelos avanços nos estudos moleculares, morfológicos e funcionais que revelaram uma grande homologia entre os vertebrados. Nesta perspectiva, o peixe Zebrafish (Danio rerio) tem se mostrado como o animal não-mamífero com maior ascensão como animal de estudo em ciências biológicas nas últimas décadas. Entretanto, outras espécies de peixes também se mostram promissoras como alternativas de uso como modelo animal. Este estudo utilizou o Guppy (Poecilia reticulata) como modelo para pesquisa em comportamento através de diferentes abordagens experimentais. No estudo I, guppies foram expostos e reexpostos em diferentes turnos (manhã, tarde, noite e madrugada) nos testes de campo aberto e preferência claro-escuro. Os resultados encontrados mostram que em ambos os testes, machos e fêmeas apresentam diferenças comportamentais, sendo sensíveis a reexposição, com capacidade de aprendizagem e controle do ciclo circadiano. No estudo II, foi desenvolvido um labirinto em cruz com rampa no qual se verificou a sensibilidade da espécie ao aparato, o perfil de resposta mediante reexposição e o efeito de drogas. Os resultados revelaram sensibilidade ao aparato para uma altura de coluna d’água de 8cm e 5 minutos de sessão e diferenças entre os sexos e aprendizagem por habituação ao longo das reexposições. O estudo farmacológico indica que neste aparato a espécie é sensível a drogas ansiolíticas e ansiogênicas. Ao final, pode-se concluir que o Guppy apresenta comportamento similar e respostas as drogas compatível com os dados descritos para Zebrafish. Tais similaridades reforçam o uso de peixes como uma alternativa ao uso de mamíferos na experimentação animal.
Abstract: The use of animal models in experimental research in the last decades has shown to be more diversified than the classical model through the use of rodent or primate. This is mainly by advances in molecular, morphological and functional studies that revealed a big homology between the vertebrates. On this perspective, the Zebrafish (Danio rerio) has shown to be the non-mammal animal with biggest ascension as a study model in biological sciences in the latest decades. However, other species of fish also show to be promising as alternatives of use as animal model. This study used Guppy (Poecilia reticulata) as model for the research in behavior through different experimental approaches. In study I, guppies were exposed and re-exposed in different shifts (morning, afternoon, evening and night) in the open field test and light-dark preference. The found results show that in both tests, male and female present behavioral differences, being sensitive to re-exposure, with capacity of learning e controlling of the circadian cycle. In study II, was developed a plus-maze with ramp where it was verified the sensibility of the specie to the apparatus, the profile of response upon re-exposure and the drug effect. The results revealed sensibility to the apparatus with a height of water column at 8 cm and 5 minutes of session and differences between sex and learning by habituation along the re-expositions. The pharmacological study indicates that in this apparatus, the specie is sensitive to anxiolytic and anxiogenic drugs. Finally, we can conclude that Guppy presents similar behavior and drug responses compatible with the data described to the Zebrafish. These similarities reinforce the use of fishes as an alternative to the use of mammals in animal experimentation.
Keywords: Comportamento animal
Peixe
Ansiedade
Ciclo circadiano
Memória
Aprendizagem
Medo
Guppy (Peixe)
Poecilia reticulata
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA::PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ZOOLOGIA::COMPORTAMENTO ANIMAL
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Teoria e Pesquisa do Comportamento
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Teses em Teoria e Pesquisa do Comportamento (Doutorado) - PPGTPC/NTPC

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DesempenhoGuppyPoecilia.pdf3,92 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons