Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9078
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 28-Jun-2016
metadata.dc.creator: PONTES, Ana Rosa Botelho
metadata.dc.contributor.advisor1: ISHIKAWA, Edna Aoba Yassui
Title: Uso de técnica de biologia molecular para detecção do Mycobacterium leprae, em combinação com a avaliação dermatoneurológica, no diagnóstico precoce dos contatos intradomiciliares de hanseníase
metadata.dc.description.sponsorship: CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
Citation: PONTES, Ana Rosa Botelho. Uso de técnica de biologia molecular para detecção do Mycobacterium leprae, em combinação com a avaliação dermatoneurológica, no diagnóstico precoce dos contatos intradomiciliares de hanseníase. 2016. 91 f. Tese (Doutorado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
metadata.dc.description.resumo: O propósito deste estudo foi aplicar a técnica da biologia molecular em amostra de secreção nasal de contatos intradomiciliares de portadores de hanseníase, em combinação com a avalição dermatoneurológica, na melhoria do diagnóstico precoce da hanseníase. O estudo foi realizado em unidades municipais de saúde de Belém-PA, no período de fevereiro de 2013 a abril de 2015. A amostra foi constituída de 154 contatos intradomiciliares e 58 casos índices de hanseníase, totalizando 212 sujeitos. A coleta de dados se deu por meio de ficha epidemiológica, avaliação dermatoneurológica e exame da cicatriz de BCG. Foi coletada uma amostra de secreção nasal de cada sujeito para a PCR. Nos casos índices, a PCR positiva prevaleceu na faixa etária de 40-59 anos (35,0%); na forma MB (80,0%); casos com 7 a 9 lesões de pele (35,0%) e com ausência de nervos espessados (40,0%). Todos os casos índices positivos para a PCR evidenciaram sinais e sintomas de hanseníase (34,5%) e a maioria não possuía cicatriz de BCG (65,0 %). Entre os contatos, a PCR positiva incidiu no sexo feminino (63,9 %); na faixa etária de 20 a 39 anos (44,4 %); renda familiar de um salário mínimo (47,2 %); ocupação de estudante (33,3 %) e no ensino médio completo (36,1 %). A maior evidência de positividade da PCR nos casos índices e contatos foi na forma multibacilar, respectivamente (37,2 % e 25,6 %). Comprova-se uma concordância altamente significante entre os sinais e sintomas clínicos com a PCR na secreção nasal dos contatos multibacilares, indicando que se estes vierem a adoecer há maior probabilidade de reproduzirem a mesma forma operacional dos casos índices. O maior percentual de PCR positiva foi nos contatos com ausência de cicatriz de BCG (25,8 %). A associação entre os sinais e sintomas e a PCR indica que os contatos com PCR positivo têm 07 vezes mais chance de apresentar sinais e sintomas de hanseníase. Ao estimar o risco potencial para o desenvolvimento da hanseníase nos contatos identificou-se 22 (14,3%) em risco intermediário e 06 (3,9 0%) no alto risco. Cento e quarenta e quatro (144) contatos referiram convívio diário com o caso índice (93,5 %) e destes 36 (25,0 %) foram positivos para a PCR. Verifica-se que com a evolução do tratamento dos casos índices há redução da positividade da PCR, em ambas as formas operacionais. Na correlação entre a PCR e o grau de incapacidade dos casos índices, o grau 1 foi mais prevalente (55,0 %). A detecção do DNA do M. leprae na secreção nasal de contatos intradomiciliares, por PCR, em associação com a avaliação dermatoneurológica eleva a efetividade do diagnóstico precoce na hanseníase, contribuindo com o controle da doença na comunidade.
Abstract: The purpose of this study was to apply the technique of molecular biology in nasal secretion sample from household contacts of leprosy patients, in combination with dermatological and neurological assessments, improving the early diagnosis of leprosy. The study was conducted in health municipal units of Belém-PA, from February 2013 to April 2015. The sample consisted of 154 household contacts and 58 index cases of leprosy, totaling 212 subjects. Data collection was through epidemiological record, dermatologic and neurological evaluations and BCG scar examination. A nasal secretion sample from each subject for the PCR was collected. In index cases, positive PCR was in the age group of 40-59 years (35.0%), in multibacillary (MB) form (80,0%); cases with 7 to 9 skin lesions (35.0%) and with no enlarged nerves (40.0%). All positive index PCR cases show signs and symptoms of leprosy (34.5%) and most do not have BCG scar (65.0%). Among the contacts, positive PCR prevailed in females (63.9%); in the age group 20-39 years (44.4%); family income of a minimum wage (47.2%); student occupation (33.3%) and completed high school (36.1%). The strongest evidence of positive PCR in index cases and contacts was in multibacillary, respectively (37.2% and 25.6%). Proves to be a highly significant correlation between clinical signs and symptoms with PCR in nasal secretion of multibacillary contacts, indicating that if they get sick are more likely to reproduce the same operating way of index cases. The highest percentage of positive PCR was in contact with the absence of BCG scar (25.8%). The association between the signs, symptoms and PCR indicates that contacts with positive PCR have 07 times more likely to show signs and symptoms of leprosy. In estimating the potential risk for the development of leprosy in contacts, we identified 22 (14.3%) at intermediate risk and 06 (3.9% 0) at high risk. One hundred and forty-four (144) contacts said that they have daily contact with the index case (93.5%) and of these 36 (25.0%) were positive for PCR. The treatment of index cases led to a reduction of PCR positivity in both modes of operation. The correlation between PCR and the degree of disability of the index cases, grade 1 was more prevalent (55.0%). M. leprae DNA detection in the nasal secretion of household contacts for PCR, in association with dermatological and neurological assessments, raises the effectiveness of early diagnosis of leprosy, contributing to the control of the disease in the community.
Keywords: Doenças tropicais
Biologia molecular
Reação em cadeia de polimerase
Hanseníase - Diagnóstico
Mycobacterium leprae
Secreção nasal
Contatos intradomiciliares
Avaliação dermatoneurológica
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM::ENFERMAGEM DE SAUDE PUBLICA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEM::ENFERMAGEM DE DOENCAS CONTAGIOSAS
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Medicina Tropical
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Teses em Doenças Tropicais (Doutorado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_UsoTecnicaBiologia.pdf2,23 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons