Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/9099
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 2014
metadata.dc.creator: SANTOS, Marcio Clementino de Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: SOUZA, Givago da Silva
Title: Análise da variabilidade da frequência cardíaca em pacientes hansenianos: análise linear, simbólica e de complexidade
metadata.dc.description.sponsorship: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
Citation: SANTOS, Marcio Clementino de Souza. Análise da variabilidade da frequência cardíaca em pacientes hansenianos: análise linear, simbólica e de complexidade. 2014. 104 f. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2014. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
metadata.dc.description.resumo: Objetivo: O propósito deste estudo foi avaliar a variabilidade da frequência cardíaca (VFC) em pacientes com história clínica de hanseníase multibacilar, a partir de dinâmicas de análise linear e não linear. Material e Métodos: Trata-se de um estudo quantitativo experimental não randomizado, com 42 voluntários de ambos os sexos, divididos em 2 grupos de 21. O 1˚ grupo (GH), com 21 portadores de hanseníase, com idade de 39,14 ± 10,58 anos e 2˚ grupo (GC), com 21 sujeitos saudáveis com idade de 36,24 ± 12,64 anos. A captação da FC foi realizada por um cardiofrequencímetro Polar RS800 CX, por um período de 15 min na posição supino e 15 min na posição sentada. A análise da VFC foi realizada pelo domínio da frequência a partir dos índices espectrais de alta frequência (AFun), baixa frequência (BFun) em unidades normalizadas e razão BF/AF. A análise não linear da VFC foi calculada pela análise simbólica (índices 0V%, 1V%, 2LV% e 2ULV%), entropia de shannon (ES) e índice de complexidade normalizado (ICN). Resultados: Na análise espectral da VFC o GH apresentou maiores valores (p<0,05) de BFun e menores valores (p<0,05) de AFun em relação ao GC, na posição supino. Ambos os grupos apresentaram maiores valores (p<0,05) de AFun e menores valores (p<0,05) de BFun na posição supino em relação a posição sentada. Não houve alteração da razão BF/AF na comparação entre os grupos e entre as posições avaliadas. Na análise simbólica o GH apresentou maiores valores (p<0,05) do índice 0V% e menores valores (p<0,05) dos índices 2LV% e 2ULV% em relação ao GC, em ambas posições avaliadas. O índice 1V% foi maior (p<0,05) no GH em relação ao GC apenas comparando a posição sentada. O GC apresentou menores valores (p<0,05) do índice 0V% e maiores valores (p<0,05) do índice 2ULV% na posição supino em relação a posição sentada. O GH apresentou maiores valores (p<0,05) do índice 2ULV% na posição supino em relação a posição sentada. Na analise de complexidade o GH apresentou menores valores (p<0,05) da ES e ICN em relação ao GC, na posição supino. Não houve diferenças entre os grupos na ES e ICN analisados na posição sentada. O GC apresentou maiores valores (p<0,05) da ES e ICN na posição supino em relação a posição sentada. Conclusão: O GH apresentou maior modulação simpática e menor modulação vagal em relação ao GC, indicando menor VFC e modulação cardíaca com baixa complexidade. Na reposta a mudança postural, os grupos apresentaram maior modulação vagal na posição supino, evidenciando maior VFC nesta condição. A análise da VFC por dinâmicas lineares e não lineares se mostrou um método sensível e promissor para investigação da disfunção autonômica em pacientes portadores de hanseníase multibacilar.
Abstract: Objective: the purpose of this study was to evaluate the heart rate variability (HRV) in patients with multibacillary leprosy clinic history, from dynamic linear and nonlinear analysis. Materials and methods: this is an experimental not randomized, quantitative study with 42 volunteers of both genres, divided into 2 groups of 21. The first group (LG), with 21 leprosy patients, aged 39.14 ±10.58 years, and the second group (CG), with 21 healthy subjects aged 36.24 ± 12.64 years. HR capture was performed by a heart monitor Polar RS800 CX, for a period of 15 min in the supine and 15 min in a sitting position. Analysis of HRV was performed by frequency domain from high frequency spectral indices (HFun), low frequency (LFun) in standard units and reason BF/AF. The nonlinear analysis of HRV was calculated by symbolic analysis (0V indexes%, 1V%, wholesale% and 2ULV%) shannon entropy (SE) and normalized complexity index (NCI). Results: In the spectral analysis of HRV LG presented higher values (p<0.05) of LFun and smaller values (p<0.05) of HFun compared to CG, on bench press position. Both groups showed higher values (p<0.05) of HFun and smaller values (p<0.05) of LFun in supine position in relation to a sitting position. There was no change of reason LF/HF in the comparison between groups and between positions evaluated. Symbolic analysis LG presented higher values (p<0.05) of 0V index% and smaller values (p<0.05) of the 2LV% and 2ULV% index in relation to the CG, in both positions evaluated. The index 1V% was higher (p<0.05) in the LG in relation to the CG just comparing to a sitting position. The CG presented minors values (p<0.05) of 0V index% and higher values (p<0.05) 2ULV% index supine position in relation to a sitting position. The LG presented higher values (p<0.05) 2ULV% index supine position in relation to a sitting position. On the complexity analysis LG presented minors values (p<0.05) of SE and ICN with respect to CG, on bench press position. There were no differences between the groups in SE and NCI analyzed in a sitting position. The CG presented higher values (p<0.05) of ES and ICN on bench press position in relation to a sitting position. Conclusion: The LG present greater sympathetic modulation and less vagal modulation in relation to the CG, indicating less HRV and cardiac modulation with low complexity. In response to postural change, both groups showed increased vagal modulation on position supine, evidencing greater HRV in this condition. Analysis of HRV by linear and non-linear dynamics proved to be a sensitive method and promising for investigation of autonomic dysfunction in patients with multibacillary leprosy.
Keywords: Doença infectocontagiosa
Cardiologia
Hanseníase multibacilar
Frequência cardíaca
Disfunção autonômica cardíaca
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::CARDIOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Medicina Tropical
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Teses em Doenças Tropicais (Doutorado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_AnaliseVariabilidadeFrequencia.pdf2,95 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons