Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9137
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2012
metadata.dc.creator: PIRES, Renata de Cássia Coêlho
metadata.dc.contributor.advisor1: CORVELO, Tereza Cristina de Oliveira
Title: Prevalência e aspectos epidemiológicos das enteroparasitoses e sua relação com o estado nutricional em crianças residentes no Bairro Beira Rio de Imperatriz, MA em 2011
Citation: PIRES, Renata de Cássia Coêlho. Prevalência e aspectos epidemiológicos das enteroparasitoses e sua relação com o estado nutricional em crianças residentes no Bairro Beira Rio de Imperatriz, MA em 2011. 2012. 70 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Imperatriz, 2012. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
metadata.dc.description.resumo: As parasitoses intestinais são consideradas um problema de saúde pública, que apesar de todos os avanços tecnológicos e da medicina, ainda são fortemente incidentes na atualidade, sendo capazes de desencadear consequências diversas aos seus portadores, especialmente em crianças, que se encontram em fase de crescimento e desenvolvimento e que podem ter este momento prejudicado através do retardo físico, mental e social. Assim, a presente pesquisa teve por objetivo conhecer a prevalência e os aspectos epidemiológicos das enteroparasitoses e sua relação com anemia e estado nutricional em crianças residentes no Bairro Beira-Rio, na faixa etária de 01 a 10 anos e que são acompanhadas pela Estratégia Saúde da Família do referido Bairro. Para tanto, foram analisados 102 prontuários referentes às crianças atendidas na Unidade Básica de Saúde (UBS), através do atendimento oferecido pela equipe de saúde no período de 2011 e que realizaram exame parasitológico de fezes, dosagem de hemoglobina e ferro sérico, além das medidas antropométricas. Foi encontrada uma prevalência de 60% para as enteroparasitoses, especialmente por Ascaris lumbricoides (20%); Giardia lamblia (14%) e Endolimax nana (14%). Quanto ao gênero e faixa etária não foram identificadas diferenças significativas na prevalência das parasitoses intestinais, no entanto, foi observada uma associação entre enteroparasitoses e anemia por ferro sérico, ao contrário da análise por hemoglobina. A avaliação nutricional demonstrou que (50,98%) das crianças estavam com estado nutricional adequado (eutrófico) e (34,31%) apresentaram alterações com baixo peso e risco nutricional, e destas, (57,14%) estavam parasitadas, o que alerta para a maior atenção para este público em razão de doenças e complicações que podem advir desta condição. Nos aspectos epidemiológicos houve uma significativa relação entre a baixa escolaridade materna e as parasitoses intestinais, assim como deficiência quanto ao tratamento da água consumida, o que reforça que medidas preventivas são essenciais para o controle deste agravo, pois além dos prejuízos a saúde, refletem as condições de vida a que a comunidade está exposta, como saneamento básico deficiente e má qualidade de vida, especialmente para as crianças.
Abstract: Intestinal parasites are considered a public health problem, that despite all the advances in technology and medicine, are still strongly incidents today, being able to trigger different consequences to their patients, especially in children, who are in growth phase and development and may have harmed this time delay through the physical, mental and social. Thus, this research aims to understand the prevalence and epidemiology of intestinal parasites and their relation to nutritional status in children living in the neighborhood Beira-Rio, aged 01-10 years, who are accompanied by the Family Health Strategy of that district. Therefore, we analyzed 102 records concerning children attending the Basic Health Unit (BHU), through the care offered by the health team in the period between 2011 and underwent stool testing, hemoglobin and serum iron, beyond measure anthropometric. A prevalence of 60% for intestinal parasites, particularly Ascaris lumbricoides (20%), Giardia lamblia (14%) and Endolimax nana (14%). Regarding sex was not identified significant differences in the prevalence, however, was observed an association between intestinal parasites and serum iron anemia, unlike the analysis of hemoglobin. Nutritional assessment showed that (50.98%) of the children were with adequate nutritional status (eutrophic) and (34.32%) had abnormal underweight and nutritional risk, and of these (57.14%) were parasitized, the alerting for greater attention to this audience because of diseases and complications that may result from this condition. In epidemiology there was a significant relationship between low education and intestinal parasites, as well as disability treatment of water consumed, which reinforces that preventive measures are essential to control the condition, as well as the damage to health, reflect conditions of life to which the community is exposed as inadequate sanitation and poor quality of life, especially for children.
Keywords: Doenças infecciosas e parasitárias
Epidemiologia
Nutrição infantil
Parasitose intestinal
Enteroparasitoses
Imperatriz - MA
Maranhão - Estado
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::MEDICINA::CLINICA MEDICA::DOENCAS INFECCIOSAS E PARASITARIAS
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Medicina Tropical
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_PrevalenciaAspectosEpidemiologicos.pdf661,82 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons