Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9146
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2014
metadata.dc.creator: BAÍA, Sandra Suely da Veiga
metadata.dc.contributor.advisor1: CRUZ, Ana Cecília Ribeiro
Title: Estudo das relações entre as variáveis ambientais e a incidência de dengue nos municípios de Santarém, Tucuruí e Bragança ( Pará ), no período de janeiro/2007 a julho de 2011
Citation: BAIA, Sandra Suely da Veiga. Estudo das relações entre as variáveis ambientais e a incidência de dengue nos municípios de Santarém, Tucuruí e Bragança ( Pará ), no período de janeiro/2007 a julho de 2011. 2014. 80 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2014. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
metadata.dc.description.resumo: A Dengue é uma das doenças com maior incidência no Brasil, sendo considerada um problema de Saúde Publica, e está amplamente distribuída nos países Tropicais, onde as condições ambientais, favorecem a proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. Este estudo teve como objetivos: Determinar o perfil demográfico (gênero, idade), dos casos de dengue, nos municípios do Estado do Pará: Santarém, Tucuruí e Bragança; Verificar a influência das modificações ambientais (desmatamento), com a ocorrência de dengue nos municípios estudados, e correlacionar as alterações climáticas de cada área estudada, com o processo de endemização do vírus dengue. Trata-se de um estudo do tipo ecológico, epidemiológico, dentro de uma pesquisa retrospectiva e descritiva. O período de estudo compreendeu entre janeiro de 2007 a julho de 2011. Foram utilizados dados referentes à ocorrência da doença, do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAM), com o registro de 7.871 notificações de dengue, da Secretaria do Estado de Saúde Pública do Pará (SESPA), além de dados ambientais e climatológicos, dos Institutos de Meio ambiente do Estado do Pará. Na análise dos dados, foi evidenciado, que a faixa etária mais acometida por dengue foi a de 21 a 30 anos, fato que está relacionado a prejuízo social e econômico ao país, considerando que nesta faixa etária, encontram-se as pessoas mais ativas economicamente. Pelo estudo foi obtido também, que os pacientes acometidos por dengue, têm em média 29,38 anos. O estudo apontou que no gênero feminino, houve uma maior incidência dos casos de dengue., isto já esperado, pois alguns estudiosos, relacionam ao fato da mulher permanecer mais tempo em casa, e é nos domicílios onde ocorre comumente a transmissão da doença No que tange a incidência da dengue,, Santarém apresentou o maior número de casos. Com relação a este dado, convém ressaltar que o referido município, tem o triplo do número de habitantes dos outros dois municípios estudados. Quanto a variável desmatamento, foi contabilizado que Santarém, apresentou a maior área desflorestada em todos os anos de estudo, fato este, que pode ser atribuído também, em parte, ao desflorestamento para o cultivo da soja. Quanto aos fatores climáticos, foi constatado, que os períodos de maior índice de chuvas, correspondeu aos primeiros meses do ano (janeiro a maio), e também neste período houve uma maior incidência da doença, possivelmente pelo maior índice pluviométrico. Quanto aos fatores insolação e temperatura mínima, foi verificado que, não houve relação direta das variáveis, com o aumento dos casos de dengue. Com relação a temperatura máxima, Santarém apresentou correlação forte entre as variáveis , já os demais municípios estudados, apresentaram correlação negativa, no período de estudo.
Abstract: Dengue is a disease with a higher incidence in Brazil, is considered a public health problem and is widely distributed in tropical countries, where environmental conditions favor the proliferation of the Aedes aegypti mosquito that transmits dengue. This study aimed to: determine the demographic profile (gender, age) of dengue cases in the municipalities of Pará: Santarém, Tucuruí and Bragança; investigate the influence of environmental change (deforestation), with the occurrence of dengue in cities studied, and correlate climate change in each area studied, with the process of dengue virus endemicity. This is a study of the ecological, epidemiological type within a retrospective and descriptive study. The study period comprises from January 2007 to July 2011. We used data regarding the incidence of the disease, the Notifiable Diseases Information System ( SINAM ), with the record of 7,871 notifications of dengue, the Department of Public Health of the State of Pará ( SESPA ), as well as environmental and climatological data, Institutes of the environment of the State of Pará in the data analysis, it was evident that the age group most affected by dengue was 21-30 years, which is related to social and economic damage to the country, considering that this band age, are the most economically active people. The study was also obtained, patients suffering from dengue, have on average 29.38 years. The study found that in females, there was a higher incidence of dengue cases. This is expected, as some scholars relate to the fact that women stay at home more, and is commonly occurs in households where disease transmission In regarding the incidence of dengue, Gauteng had the highest number of cases. With regard to this information, it should be emphasized that the municipality has triple the number of inhabitants of the other two municipalities. As for deforestation variable, which was accounted for Santarem, had the highest deforested area in all years of study this fact, which can also be attributed in part to deforestation for soy cultivation. Regarding climatic factors, it was found that the periods of highest rainfall, corresponded to the first months of the year (January to May), and also in this period there was a higher incidence of the disease, possibly due to increased rainfall. As for factors insolation and minimum temperature, it was found that there was no direct relationship between the variables with the increase of dengue cases. With respect to maximum temperature, Gauteng showed a strong correlation between the variables, since the other cities studied showed negative correlation in the study period.
Keywords: Doença infecciosa
Saúde pública
Epidemiologia
Dengue
Aedes aegypti
Tucuruí - PA
Bragança - PA
Santarém - PA
Pará - Estado
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Medicina Tropical
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_EstudoRelacoesVariaveis.pdf9,99 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons