Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/9150
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorBARBOSA, Marluce Sampaio Nobre-
dc.date.accessioned2017-10-06T14:53:43Z-
dc.date.available2017-10-06T14:53:43Z-
dc.date.issued2012-09-13-
dc.identifier.citationBARBOSA, Marluce Sampaio Nobre. Infecção por Helicobacter pylori: transmissão intradomiciliar e os fenótipos de grupos sanguíneos ABO e Lewis como marcadores de predisposição entre as famílias residentes as margens do Rio Tocantins, no município de Imperatriz – MA. 2012. 73 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Imperatriz, 2012. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.pt_BR
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9150-
dc.description.abstractThe present study aimed to analyze the relationship between infection by Helicobacter pylori in children and their parents through diagnostic laboratory and epidemiological information, helping to clarify the possible etiological factors of this infection. A descriptive and analytical cross-sectional was conducted, from March to June 2012. The study population included 48 families living on the river in areas of the river Tocantins, in the municipal of Imperatriz-Maranhão, registered and assisted by the family health team operating in that area. Form epidemiological applied and biological material collected from children under 12 years corresponded to samples of feces and saliva, while the parents or guardians and children from 12 years corresponded to samples of blood and saliva. Serum samples were screened for the presence of anti-H. pylori by immunoassays (ELISA) was used in saliva DOT-ELISA technique on nitrocellulose membranes for identifying phenotypes ABH and Lewis, feces were used for the detection of H. pylori antigens using immune chromatographic assay qualitatively. The overall prevalence of infection in children under 12 years was 69,23%, with onset before the first year of life. The prevalence of infection in mothers and fathers was 76.60% and 59.09% respectively; between infected mothers 77,27% of the children were also infected. The prevalence of infection by H. pylori, among the members of the families studied showed no associations with the phenotypes of blood groups ABO, Lewis and secretor status. Socioeconomic aspects are suggestive of interfamilial transmission that can be facilitated by poor environmental conditions, with lack of sanitation, hygiene and poverty.pt_BR
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal do Parápt_BR
dc.rightsAcesso Abertopt_BR
dc.subjectDoenças infectocontagiosaspt_BR
dc.subjectEpidemiologiapt_BR
dc.subjectSaúde públicapt_BR
dc.subjectSaúde da famíliapt_BR
dc.subjectHelicobacter pyloript_BR
dc.subjectGrupo sanguíneo Lewispt_BR
dc.subjectGrupo sanguíneo ABOpt_BR
dc.subjectPrevalênciapt_BR
dc.subjectImperatriz - MApt_BR
dc.subjectMaranhão - Estadopt_BR
dc.titleInfecção por Helicobacter pylori: transmissão intradomiciliar e os fenótipos de grupos sanguíneos ABO e Lewis como marcadores de predisposição entre as famílias residentes as margens do Rio Tocantins, no município de Imperatriz – MApt_BR
dc.typeDissertaçãopt_BR
dc.publisher.countryBrasilpt_BR
dc.publisher.departmentNúcleo de Medicina Tropicalpt_BR
dc.publisher.initialsUFPApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIApt_BR
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::SAUDE PUBLICApt_BR
dc.contributor.advisor1CORVELO, Tereza Cristina de Oliveira-
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7253864056606024pt_BR
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/2813122576690895pt_BR
dc.description.resumoO presente estudo teve como objetivo analisar a relação entre a infecção pela Helicobacter pylori em crianças e seus respectivos pais, mediante informações diagnósticas laboratoriais e epidemiológicas, contribuindo para esclarecer os possíveis fatores etiológicos desta infecção. Foi realizado um estudo descritivo e analítico do tipo transversal, nos períodos de março a junho de 2012. A população de estudo incluiu 48 famílias residentes às margens do rio Tocantins no município de Imperatriz-Maranhão, cadastradas e assistidas pela equipe de saúde da família Beira Rio. Foi aplicado formulário epidemiológico e coletado material biológico das crianças menores de 12 anos que corresponderam a amostras de fezes e saliva, enquanto que dos pais ou responsáveis e filhos a partir de 12 anos corresponderam a amostras de sangue e saliva. Nas amostras de soro foi pesquisada a presença de anticorpos IgG anti-H. pylori através de ensaios imunoenzimáticos (ELISA), na saliva foi utilizada a técnica de DOT-ELISA em membranas de nitrocelulose para identificação de fenótipos ABH e Lewis, as fezes foram usadas para a pesquisa de antígenos da H.pylori através de ensaio imunocromatográfico qualitativo. A prevalência global da infecção nas crianças menores de 12 anos foi de 69,23%, tendo início antes do primeiro ano de vida. A prevalência da infecção nas mães e nos pais foi de 76,60% e 59,09% respectivamente, entre as mães infectadas 77,27% dos filhos estavam também infectados. A prevalência da infecção pela H. pylori, entre os membros das famílias estudadas não mostrou associações com os fenótipos de grupos sanguíneos ABO, Lewis e estado secretor. Os aspectos socioeconômicos são sugestivos de que a transmissão intrafamiliar pode ser facilitada pelas precárias condições socioambientais, com ausência de saneamento, higiene e pobreza.pt_BR
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Doenças Tropicaispt_BR
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_InfeccaoHelicobacterpylori.pdf1,39 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons