Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9285
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 6-May-2011
metadata.dc.creator: CUNHA JUNIOR, Luiz Raimundo Campos da Silva e
metadata.dc.contributor.advisor1: RODRÍGUEZ BURBANO, Rommel Mario
Title: Análise citogenética de profissionais de serviços de radiologia clínica expostos à radiação ionizante na cidade de Belém, Pará, Brasil
metadata.dc.description.sponsorship: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
Citation: CUNHA JR, Luiz Raimundo Campos da Silva e. Análise citogenética de profissionais de serviços de radiologia clínica expostos à radiação ionizante na cidade de Belém, Pará, Brasil. 2011. 46 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências Biológicas, Belém, 2011. Programa de Pós-Graduação em que Neurociências e Biologia Celular.
metadata.dc.description.resumo: Agentes genotóxicos, químicos, físicos (p. ex. raios-x) ou biológicos podem induzir danos genéticos por exposição acidental, ocupacional ou ambiental. Estes agentes podem interferir no correto desenvolvimento celular conferindo grande risco ao desenvolvimento da carcinogênese. Apesar da atuação dos sistema de reparo, muitos danos causados por estes agentes podem levar à formação de aberrações cromossômicas (AC). As aberrações induzidas podem ser: [i] estáveis (referem-se a pequenos danos, translocações recíprocas e algumas aneuploidias, que não impedem a divisão e proliferação celular) e [ii] não-estáveis (referem-se a cromossomos dicêntricos e em anel, grandes deleções e fragmentos). Os últimos, normalmente, são letais à célula. Profissionais que trabalham manuseando aparelhos que produzem radiação X, como ampolas de raios-x, tomógrafos e cintilógrafos pertencem ao grupo de trabalhadores que se expõem à radiação ionizante diariamente. Colheu-se 10 ml de sangue periférico de cada indivíduo por punção venosa utilizando agulhas e seringas descartáveis previamente heparinizadas com Liquemine (Lab. Roche 5.000 UI/ml). Após a coleta, transferiu-se o sangue para tubos de ensaio estéreis, que foram mantidos em repouso por algumas horas à temperatura ambiente, para a sedimentação das hemácias e separação do plasma.Foi realizada a análise de linfócitos do sangue periférico, através de técnicas de cultura temporária de linfócito, segundo Moorhead et al. de 20 trabalhadores (4 mulheres e 16 homens) que lidam com radiação ionizante diariamente, com pelo menos 2 anos de experiência profissional, com intuito de investigar a presença de aberrações cromossômicas nestas células, fazendo uso desta ferramenta citogenética para avaliar e elucidar as consequências da convivência profissional com índices considerados baixos de radiação ionizante. A frequencia de AC avaliada no grupo de trabalhadores foi maior que no grupo controle (P = 0,008 e P=0,001, respectivamente). Estes resultados sugerem uma avaliação mais profunda no impacto da saude destes trabalhadores, utilizando de ferramentas moleculares mais específicas, bem como a conscientização dos mesmos para um cotidiano de proteção radiológica mais eficiente.
Keywords: Radiação ionizante
Mutação (Biologia)
Mutagênese
Carcicnogênese
Raios X
Trabalhadores
Aberrações cromossômicas
Biomonitoramento
Radiologia
Radioproteção
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA::MUTAGENESE
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Ciências Biológicas
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Neurociências e Biologia Celular
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Neurociências e Biologia Celular (Mestrado) - PPGNBC/ICB

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_AnaliseCitogeneticaProfissionais.pdf395,68 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons