Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9308
metadata.dc.type: Dissertação
Issue Date: 2010
metadata.dc.creator: ROSAS FILHO, Mário de Souza
metadata.dc.contributor.advisor1: SILVEIRA, Fernando Tobias
Title: Infecção humana por Leishmania (Leishmania) chagasi em área endêmica de leishmaniose visceral no estado do Pará, Brasil: uma abordagem epidemiológica, clínica e imunológica
Citation: ROSAS FILHO, Mário de Souza. Infecção humana por Leishmania (Leishmania) chagasi em área endêmica de leishmaniose visceral no estado do Pará, Brasil: uma abordagem epidemiológica, clínica e imunológica. 2010. 48 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal do Pará, Núcleo de Medicina Tropical, Belém, 2010. Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais.
metadata.dc.description.resumo: Foi realizado um estudo transeccional em um coorte de 946 indivíduos de ambos os sexos, acima de um ano de idade, residentes em área endêmica de leishmaniose visceral americana(LVA), no município de Barcarena, nordeste do Pará,Brasil.O objetivo deste estudo foi identificar indivíduos com a infecção sintomática e/ou assintomática causada pela Leishmania(L.) chagasi e estudar clinica e imunologicamente os dois tipos de infecção. Para o diagnóstico da infecção foi usado a reação de imunofluorescência indireta(RIFI) e a reação intradérmica de Montenegro(RIM), com amastigotas e antígenos de promastigotas de Leishmania(L.) chagasi , respectivamente. Os resultados foram marcados com + a ++++: Para a RIFI, os títulos sorológicos de 80-160 e de 320-640 foram dados de + a ++; em relação aos títulos de 1.280-2.560 e de 5.120-10.240 como +++ e ++++, respectivamente. Para a RIM, as reações exacerbadas (acima de 16mm) como ++++; as reações fortemente: positivas(13-15mm) como +++; moderadamente positivas (9-12mm) como ++, e fracamente positiva (5-8mm) como +. A análise da diferença entre os perfis clínico-imunológicos da infecção foi baseada no programa BioEstat 4.0 e os testes Quiquadrado e Binomial com confiança de 95%. Durante o estudo, 12 pessoas infectadas mostraram os títulos sorológicos elevados (1.280 a 10.240 IgG) com reações negativas de RIM: 5 crianças e 2 adultos desenvolveram LVA com títulos de RIFI do 2.560 (IgG) e RIM negativa. Foram detectadas 2 crianças e 3 adultos que desenvolveram infecções sub-clínicas com títulos de RIFI de 1.280 (IgG) e RIM negativa. Além disso, os dois testes permitiram a identificação de 5 perfis clínico-imunológicos diferentes entre os 231 casos da infecção diagnosticados, como se segue: 1. 77% com infecção assintomática(IA), com a RIM que varia de +/++++ e RIFI negativa; 2. 2% com infecção sintomática(IS = LVA) e 3. 1,3% com infecção sub-clínica oligossintomática (IOS), grupos com RIM negativa e RIFI que varia de +++/++++; 4. 9.9% com uma infecção sub-clínica resistente (ISR), mostrando RIM e RIFI com +/++, e 5. 9.8% com uma infecção inicial indeterminada (III), com RIM negativa e RIFI +/++. A respeito da evolução da infecção, a observação principal era que somente um único caso IS( =AVL) evoluiu do perfil III(infecção inicial indeterminada), de uma amostra de 23 casos, enquanto a maioria das infecções evoluíram aos perfis ISR(9 casos) ou ISO(5 casos), sendo que os últimos 8 casos permaneceram como perfil III.
Abstract: A transeccional study was carried out in a cohort of 946 individuals of both sexes, from one year old and upwards, living in endemic area of American visceral leishmaniasis (AVL), municipality of Barcarena, northeast Pará, Brazil. The major aim of this study was to identify individuals with the symptomatic and/or asymptomatic infection due to Leishmania (L.) chagasi, and to study the two types of infection, both clinically and immunologicall. For diagnosis of infection there were used the indirect fluorescent antibody test (IFAT) and the leishmanin skin test (LST) with amastigotes and promastigotes antigens of Leishmania (Leishmania) chagasi, respectively. Results were scored as + to ++++: for the IFAT, serological titres (IgG) of 80-160 and 320-640 were given + and ++, with those of 1.280-2.560 and 5.120- 10.240 as +++ and ++++ respectively. For the LST, exacerbated reactions (³16mm) were regarded as ++++, strongly positive (13-15mm) as +++, moderately positive (9- 12mm) as ++, and weakly positive (5-8mm) as +. Analysis of the difference among the clinical-immunological profiles of infection was based on the programme BioEstat 4.0 and the X2 and Binomial tests with confidence of 95%. During the study, 12 infected persons showed high serological titres (1.280 to 10.240 IgG) with negative LST reactions: 5 children and 2 adults developed of AVL with IFAT titres ³ 2.560 (IgG) and a negative LST, and 2 children and 3 adults developed subclinical infections with IFAT titre of 1.280 (IgG) and a negative LST. In addition, the two tests enabled the identification of 5 different clinical-immunological profiles within the total of 231 cases of infection diagnosed, as follows: 1. 77% with asymptomatic infection (AI), with LST ranging from +/++++ and a negative IFAT; 2. 2% with symptomatic infection (SI = AVL) and 3. 1.3% with subclinical oligosymptomatic infection (SOI), both groups with a negative LST and IFAT ranging from +++/++++; 4. 9.9% with a subclinical resistant infection (SRI), showing both LST and IFAT with +/++, and 5. 9.8% with an indeterminate initial infection (III), with a negative LST and IFAT +/++. Regarding evolution of infection, the major observation was that only a single case of SI (= AVL) evolved from the profile III (23 cases), from which most infections evolved to the profiles SRI (9 cases) or SOI (5 cases) while the lastly 8 cases remained as III.
Keywords: Leishmaniose visceral americana (LVA)
Infecção humana
Reação Intradérmica de Montenegro (IDRM)
Reação de Imunofluorescência Indireta (RIFI)
Doenças transmissíveis
Leishmania (L.) chagasi
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::SAUDE COLETIVA::EPIDEMIOLOGIA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Núcleo de Medicina Tropical
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Doenças Tropicais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Dissertações em Doenças Tropicais (Mestrado) - PPGDT/NMT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_InfeccaoHumanaLeishmania.pdf1,26 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons