Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9345
metadata.dc.type: Tese
Issue Date: 3-Nov-2015
metadata.dc.creator: FERREIRA, Denys José Xavier
metadata.dc.contributor.advisor1: RUIVO, Maria de Lourdes Pinheiro
Title: Inferências paleoambientais para o Nordeste da Amazônia Oriental a partir do estudo de registros fósseis e composição isotópica de carbono (d13C) e oxigênio (d18O) em rocha total de carbonatos da Formação Pirabas (PA), Mioceno Inferior
metadata.dc.description.sponsorship: FAPESPA - Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas
Citation: FERREIRA, Denys José Xavier. Inferências paleoambientais para o Nordeste da Amazônia Oriental a partir do estudo de registros fósseis e composição isotópica de carbono (d13C) e oxigênio (d18O) em rocha total de carbonatos da Formação Pirabas (PA), Mioceno Inferior. Orientadora: Maria de Lourdes Pinheiro Ruivo. 2015. 119 f Tese (Doutorado em Ciências Ambientais) - Instituto de Geociências, Universidade Federal do Pará, Belém, 2015. Disponível em: http://repositorio.ufpa.br:8080/jspui/handle/2011/9345. Acesso em:.
metadata.dc.description.resumo: O Mioceno Inferior (~23¿16 Ma.) do nordeste da Amazônia Oriental tem despertado interesse da comunidade científica durante décadas, pois pertence a uma Época geológica caracterizada por um período de transição para o mundo moderno, marcado por diversas mudanças climáticas e geológicas que permitiram o estabelecimento de uma rica fauna e flora. Nesse contexto, encontra-se a Formação Pirabas que é uma unidade do Mioceno Inferior caracterizada por grandes deposições de sedimentos carbonáticos e siliciclásticos, e considerada uma das mais significativas unidades paleontológicas do Cenozóico brasileiro. Muitos trabalhos foram realizados na Formação Pirabas nos últimos anos o que permitiu uma maior acurácia nas interpretações e reconstrução do que seria a paisagem miocênica dessa unidade. Embora tenham ocorrido esforços com relação à recuperação de informações paleoambientais para o nordeste da Amazônia Oriental, através da integração entre registros fósseis e dados sedimentológicos, estratigráficos e faciológicos, ainda há uma carência ao que se refere à recuperação de informações paleoambientais mais integradas e refinadas entre a paleocomunidade e o estudo geoquímico. Tal falta de informação, torna a Formação Pirabas uma importante elucidativa para os cenários pretéritos e a evolução dos ambientes da região, sendo de grande relevância para a compreensão dos impactos de eventos miocênicos globais no território brasileiro, em especial na costa norte do Atlântico. O objetivo principal desse trabalho, de caráter multidisciplinar, consiste em refinar as inferências paleoambientais da Formação Pirabas no que se refere à disposição espacial dos paleoambientes e à dinâmica do nível do mar no nordeste do estado do Pará. Para o estudo, três locais foram escolhidos em função da representatividade e logística: Ponta do Castelo (Ilha de Fortaleza), praia do Atalaia (Salinópolis) e Mina B-17 (Capanema). Os métodos utilizados na pesquisa foram análises de diversidade, dominância e similaridade da paleofauna, bem como Análise de Correspondência (AC), a partir de registros fósseis da Formação, para caracterização do paleoambiente; e a composição de isótopos estáveis de carbono (d13C) e oxigênio (d18O), em rocha total de carbonatos desta unidade, para a compreensão da dinâmica paleoambiental. Os resultados indicaram que: 1) a diversidade da paleofauna registrada para essas áreas da Formação Pirabas está estritamente ligada ao tipo de ambiente deposicional, em que Capanema e Salinópolis mostraram-se mais semelhantes por apresentar ambientes deposicionais mais restritos, como laguna e estuário, em relação à Ilha de Fortaleza que mostra melhor associação a depósito costeiro plataformal; 2) há relações de predominância entre os paleoambientes de acordo com a representatividade temporal de determinadas fácies dos respectivos ciclos deposicionais em cada área estudada à medida que se aproximava da linha de costa, durante a regressão marinha; 3) a localidade Ponta do Castelo está relacionada a um paleoambiente de predominância marinho/costeiro; praia do Atalaia à laguna com influência de estuário; e Mina B-17 à estuário e fluvial; 4) houve uma tendência ao empobrecimento dos isótopos de carbono (d13C) denotando a influência continental no litoral, durante a regressão marinha; 5) e uma inclinação ao enriquecimento dos isótopos de oxigênio (d18O), revelando influências dos efeitos de latitude e continentalização nas áreas, durante o recuo do mar. A partir dos resultados dessa pesquisa foi possível inferir a distribuição espacial dos paleoambientes de predominância (termo sugerindo neste trabalho) no nordeste da Amazônia Oriental, bem como refinar os métodos de inferência paleoambiental para a Formação Pirabas.
Abstract: The Lower Miocene (~23¿16 Ma.) from the Northeastern Eastern Amazon has aroused interest in the scientific community during many decades. It belongs to a geological Epoch characterized by a transition period to the modern world, and marked by many climatic and geological changes, that allowed the establishment of a rich fauna and flora. Within this context, Pirabas Formation is discussed. It is an Lower Miocene unit characterized by great carbonate and silicate sediment deposition, considered one of the most significant paleontological units from Brazilian Cenozoic. Many researches were developed on Pirabas Formation, which allowed the accuracy of reconstruction interpretation of its possible Miocene landscape. Even though there were efforts related to the recuperation of paleoenvironment information from Northeastern Eastern Amazon trough the integration among fossil and sediment data, as well as stratigraphic and facies information, there’s still a lack in researches related to the recuperation of integrated and refined information in paleoenvironment between paleocomunity and geochemical studies. This gap of studies illustrates Pirabas Formation as an important elucidative unit for past scenarios and regional environment evolution, as well as being of great relevance for the comprehension of impacts from global Miocene events in Brazilian territory, specially in northern Atlantic coast. The main objective of this work, of multidisciplinary approach, is to refine the paleoenvironment interferences in Pirabas Formation, related to space disposition of paleoenvironment and the dynamic of sea level in Northern Pará State. For the study, three areas were chosen due to its importance and logistic: Ponta do Castelo (Fortaleza Island), Atalaia Beach (Salinopólis City) and B-17 Mine (Capanema City). The methods used in this research were diversity analysis, dominance and similarity of paleofauna, as well as Correspondence Analysis (CA), from fossil data from Pirabas Formation in order to characterize the paleoenvironment; and the composition of stable carbon isotopes (δ13C) and oxygen (δ18O), in carbonate whole rocks from the studied unit, to comprehend the paleoenvironment dynamics. The results indicated: 1) the diversity of the registered paleofauna for the areas in Formação Pirabas is apparently related to the type of depositional environment, in which Capanema and Salinópolis are similar for presenting restricted depositional environment, such as lagoon and estuary, and Fortaleza Island indicated better association to the coastal shelf during marine regression; 2) there are predominancy relations between the paleoenvironment according to the temporal representativeness of some facies from the respective depositional cycles in each studied area, as the coast line approaches during marine regression. ; 3) Ponta do Castelo is related to a paleoenvironment of marine/coastal predominance; Atalaia Beach to lagoon with estuary influences; and B-17 Mine to estuary and fluvial; 4) there was a tendency to carbon isotopes (δ13C) impoverishment, indicating the continental influence in the coast during marine regression; 5) and propensity to oxygen isotopes (δ18O) enrichment, reveling influences of the latitude and continent formation effects in the areas during sea retrieve. Trough the results of this research it was possible to understand the space distribution of the paleoenvironment of predominancy (suggested term this work) in Northeastern Eastern Amazon, as well as refine the paleoenvironment interference methods to Pirabas Formation.
Keywords: Paleoecologia
Isótopos estáveis
Solos - Formação
Amazônia brasileira
metadata.dc.subject.cnpq: CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::PALEONTOLOGIA ESTRATIGRAFICA
CNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::GEOLOGIA::GEOQUIMICA
metadata.dc.publisher.country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
metadata.dc.publisher.initials: UFPA
metadata.dc.publisher.department: Instituto de Geociências
metadata.dc.publisher.program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Appears in Collections:Teses em Ciências Ambientais (Doutorado) - PPGCA/IG

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_InferenciasPaleoambientaisNordeste.pdf4,6 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons