Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9445
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 18-Dec-2015
Authors: ARNILLAS, Elyan Andrade Pueyo
First Advisor: SILVA JÚNIOR, José Otávio Carréra
First Co-Advisor: VIEIRA, José Luiz
Title: Obtenção e caracterização de formulação fitoterápica contendo extrato e tintura padronizados de arnica montana l e aesculus hippocastanum l
Citation: ARNILLAS, Elyan Andrade Pueyo. Obtenção e caracterização de formulação fitoterápica contendo extrato e tintura padronizados de arnica montana l e aesculus hippocastanum l. 2015. 135 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Instituto de Ciências da Saúde, Belém, 2015. Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. Disponível em: <http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9445>. Acesso em:.
Resumo: Devido a grande difusão e utilização de plantas medicinais, as indústrias vêm fabricando produtos a base de espécies vegetais, como extratos e tinturas, que são utilizados principalmente por farmácia com manipulação. No entanto, são questionáveis a garantia para a grande maioria destes produtos, quanto à sua eficácia, segurança e qualidade, podendo trazer riscos à saúde do usuário. Assim, torna-se importante a realização do controle de qualidade para produtos fitoterápicos, de acordo com a legislação vigente. A formulação que deu origem à pesquisa é um gel de carbopol contendo tintura de Arnica montana L e extrato de Aesculus hippocastanum L. O presente estudo objetivou a obtenção e caracterização da formulação citada e validar o emprego de metodologias da tecnologia farmacêutica por meio da realização da padronização do extrato de Aesculus hippocastanum L e da tintura de Arnica montana L, Para a avaliação físioquímica foram realizados: O controle microbiológico, a caracterização organolépticas, determinação de pH, densidade, resíduo seco, perda por dessecação, determinação do teor de sólidos, comportamento reológico, concentração, liofilização e prospecção química dos insumos vegetais . Para a análise fitoquímica foi realizada Cromatografia em Camada Delgada da tintura de Arnica (CCD) e Cromatografia Em Camada Delgada Comparativa (CCDC) do extrato de Aesculus, Infravermelho e Análise Térmica tanto dos extratos como da formulação. Para as caracterizações físico-química e validação dos Laudos de Análise dos fornecedores das duas espécies vegetais os resultados encontram-se dentro dos parâmetros estabelecidos pela Farmacopéia Brasileira Vª Ed. O controle micróbiológico foi para comprovar a ausência de microorganismos patogênicos, os resultados indicaram ausência de mico-organismos, pois a contaminação microbiana dos insumos pode alterar a estabilidade do produto final e ainda caracterizar risco de infecção ao usuário. A prospecção química das espécies vegetais, foi para identificar metabólitos secundários relevantes, no caso do A. hippocastanum indicou a presença de saponinas, representada pela escina que é a responsável pela atividade farmacológica, foi um indício importante para a certificação da autenticidade da matéria prima em estudo. A viscosidade dos insumos vegetais e da formulação foram determinadas através do Reômetro de Brookfield, os extratos apresentaram comportamento de fluído Newtoniano e a formulação apresentou um comportamento pseudo plástico. O resultado da Cromatografia em Camada Delgada (CCD), auxiliou na identificação da amostra e possíveis adulterações que poderiam ter ocorrido, assim como a CCDC serviu para demonstrar a seletividade do método, pois identificou a presença da escina, substância responsável pela ação farmacológica da Castanha da índia. Na validação da tintura de Arnica montana L., por CLAE foi detectado a presença da rutina na amostra in natura com o tempo de retenção 10,84 min. As análises de infravermelho realizadas nas espécies vegetais, foram obserdas bandas que podem indicar a presença dos principais marcadores químicos, no caso da arnica indicou à presença da rutina, e a presença da escina no extrato de castanha da índia. Na análise térmica TG/DTA, podemos dizer que o primeiro evento de decomposição para as amostras ocorreu até 150º C, que corresponde a perda de massa, os valores obtidos foram 6,5 e 8 % para à castanha da índia e arnica respectivamente. Todos os resultados foram de relevância para a caracterização e controle de qualidade, servindo de parâmetro para à padronização do extrato e da tintura, as informações obtidas serviu também para a certificação de um dos fornecedores de extratos e tinturas para as farmácias de manipulação em Belém.
Abstract: Because of the wide dissemination and use of medicinal plants, industries are producing products based on plant species, such as extracts and tinctures, which are mainly used by pharmacy with handling. However, it is questionable collateral for the vast majority of these products as to their efficacy, safety and quality, and may bring risks to the user's health. So, it is important to perform quality control for herbal products, according to current legislation. The formulation that gave rise to the research is a carbopol gel containing Arnica montana L dye and Aesculus hippocastanum L extract. The present study aimed at obtaining and characterization of said formulation and validate the use of methods of pharmaceutical technology by performing the standardization of Aesculus hippocastanum L extract and Arnica montana L dye, to the physio-chemical evaluation were performed: microbiological control, organo-leptical characterization, determination of pH, density, dry, loss on drying, determine the level solids, rheological behavior, concentration, lyophilization and chemical prospecting of plant inputs. For the phytochemical analysis was performed Thin Layer Chromatography of Arnica tincture (TLC) and Thin Layer Chromatography In Comparative (TLCC) Aesculus extract, Infrared and Thermal Analysis of both extracts as the formulation. For physicochemical characterization and validation of analysis Reports of the two plant species suppliers the results are within the parameters established by the Brazilian Pharmacopoeia Fifth Ed. The microbiologic control was to prove the absence of pathogenic microorganisms, the results indicated microorganisms absence of, for microbial contamination of the inputs can change the stability of the final product and further characterize risk of infection to the user. The chemical prospecting of plant species, was to identify relevant secondary metabolites, in the case of A. hippocastanum indicated the presence of saponins, represented by escin which is responsible for the pharmacological activity, was an important clue to the certification of the authenticity of the raw material in study. The viscosity of vegetable raw materials and formulation were determined by the rheometer of Brookfield, the extracts showed fluid behavior and Newtonian formulation showed a pseudo plastic behavior. The result of the Thin Layer Chromatography (TLC), assisted in the identification of the sample and possible tampering that could have occurred as well as the TLCC served to demonstrate the selectivity of the method as identified the presence of aescin, substance responsible for pharmacological activity Chestnut from India. In the validation of Arnica montana L. dye, it was detected by HPLC the presence of the rutin in the sample in nature with retention time 10.84 min. The infrared analyzes the plant species were observerd bands that may indicate the presence of the major chemical markers in the case Arnica indicated the presence of the rutin and escin in the presence of horse chestnut extract. In the thermal analysis TG / DTA, we can say that the first decomposition event occurred for the samples to 150 ° C, corresponding to weight loss, the values were 6.5 and 8% for the chestnut and arnica respectively. All results were significant for the characterization and quality control, used as benchmark for the standardization of the extract and tincture, the information obtained was also used for the certification of suppliers of extracts and tinctures for drugstores in Belém.
Keywords: Arnica montana
Aesculus hippocastanum
Plantas medicinais
Controle de qualidade
Concentration Area: FÁRMACOS E MEDICAMENTOS
Research Line: DESENVOLVIMENTO E AVALIAÇÃO DE MEDICAMENTOS NATURAIS E SINTÉTICOS
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Instituto de Ciências da Saúde
Program: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Ciências Farmacêuticas (Mestrado) - PPGCF/ICS

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_ObtencaoCaracterizacaoFormulacao.pdf2,94 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons