Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9565
Compartilhar:
Type: Dissertação
Issue Date: 30-Aug-2016
Authors: PIMENTEL, Gustavo Martinez
First Advisor: SILVA, Christian Nunes da
First Co-Advisor: LOPES, Luis Otávio do Canto
Title: Monitoramento das paisagens de Paragominas: uma abordagem geossistêmica
Citation: PIMENTEL, Gustavo Martinez. Monitoramento das paisagens de Paragominas: uma abordagem geossistêmica. 2016. 96 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Pará, Núcleo de Meio Ambiente, Belém, 2016. Programa de Pós-Graduação em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia. Disponível em: <http://repositorio.ufpa.br/jspui/handle/2011/9565>. Acesso em:.
Resumo: Na Amazônia, monitorar e prever dinâmicas de uso da terra, não ocorrem de maneira simples; a ocupação nessa região, iniciada a partir da abertura da BR-010 é baseada no desmatamento e inserção de pastagens para criação bovina, não proporcionou este gradiente de produtividade como em outras partes do país. Um grande exemplo é Paragominas/Pará, que mantinha na época a exploração florestal como principal atividade econômica. O município vivenciou a mudança de paradigma em 2008, fruto de uma ação conjunta entre sociedade civil, capital privado e instituições públicas; conseguiu se reciclar e reestruturar sua economia com atividades mais sustentáveis. Apesar do avanço, muito ainda pode ser feito para obter melhores produtividades e uso adequado dos recursos naturais no território. Dessa forma, entende-se que o território é o espaço onde são tomadas as decisões e onde a política se materializa, tendo influência direta sobre a gestão dos recursos naturais. Para isso, é importante identificar os elementos que compõem a paisagem, dentre eles a geomorfologia que se destaca por determinar os demais elementos, tais como: vegetação, solo, fauna, etc. Assim, considerando a base teórica e os SIGs como suporte, montou-se uma base de dados geográficos com informações primárias, secundárias e dados secundários adaptados. Esta base foi inserida em um sistema de grade celulares para as análises. A partir desta grade foi possível distinguir doze geofácies para Paragominas. A partir delas, afere-se que para o município de Paragominas, em sua maioria, apresentam áreas de Floresta com 10.788,74 km² (55,78%) e quando se trata de uso da terra, as pastagens somam 2.789,11 km² (14,47). No que concerne à taxa de estabilidade, as florestas se destacam com o maior percentual, cerca de 70%; os usos da terra apresentam valores intermediários (50%) e as Capoeiras Baixa e Alta apresentam os menores índices de estabilidade (15%). Quanto à dinâmica de evolução do uso da terra nas geofácies, a pecuária é a atividade que mais desmatou a floresta em Paragominas, com taxas de desmatamento que variam de 5% até 15% de cada geofácie. Na classe Agricultura, a dinâmica ocorre na conversão de pastagens para plantio de grãos, com valores fortemente concentrados nas áreas de Platôs, com taxas de conversão variando de 8% até 25%. Quanto a processos de regeneração de floresta, as geofácies de Depressão, Planícies e Vales apresentam maiores taxas dessas geofácies, entre 5% e 20%. Em contrapartida, as classes com maior regeneração florestal não apresentaram padrões entre as geofácies. Em uma análise geral, o estudo demonstrou que ocorreram as dinâmicas de inserção da agricultura mecanizada próximas às rodovias e que a pecuária ainda é vetor de desmatamento no município. Já a Plantação Florestal está em processo de consolidação na região e não é muito representativo em área. Com a base de dados foi possível definir os limites das geofácies e a partir delas verificar a dinâmica do uso da terra existente em Paragominas, reflexo das mesmas dinâmicas de uso da terra (transição agrícola, desmatamento, degradação florestal, dentre outras) que estão ocorrendo na Amazônia.
Abstract: In the Amazon, to monitor and predict land use dynamics, do not occur simply. The occupation in this region, starting from the opening of the BR-010 hayway and based on deforestation and insertion of pastures for cattle rearing, did not provide this productivity gradient as in other parts of the country. A great example is Paragominas/Pará held at the time the logging as the main economic activity, the city experienced a paradigm shift in 2008, the result of a joint action between civil society, private capital and public institutions, managed to recycle and restructure its economy more sustainable activities. Despite progress, much can still be done for better productivity and proper use of natural resources in the territory. Thus, it is understood that the territory is the space where decisions and where politics materializes are taken, with direct influence on the management of natural resources. Therefore, it’s important to identify the elements of the landscape, including the geomorphology, which stands for determining other elements, such as vegetation, soil, fauna, etc.). Thus, considering the theoretical basis and the GIS as a support, it was mounted one geographic database with primary information, secondary and adapted secondary data. This base was inserted into a cell grid system for analysis. From this grid it was possible to distinguish twelve geofacies to Paragominas. From them, it assesses that in the municipality of Paragominas, in most cases, have forest areas with 10,788.74 square kilometers (55.78%) and when it comes to land use, pastures totaling 2789.11 square kilometers (14.47%). Regarding the rate stability, forests stand out with the highest percentage, about 70%, land uses the present intermediate values ​​(50%) and the Low and High “Capoeiras Baixa e Alta” have the lowest levels of stability (15%). As the dynamics of the evolution of land use in geofacies, livestock is the activity that most deforested the forest in Paragominas, with deforestation rates ranging from 5% to 15% of each geofacie. Agriculture in class, the dynamic occurs in the conversion of grasslands for planting beans, with values ​​strongly concentrated in the areas of Plateaus, with conversion rates ranging from 8% to 25%. As for forest regeneration processes, geofacies Depression, Plains and Valleys have higher rates of these geofacies between 5% and 20%. In contrast, classes more forest regeneration showed no patterns among geofacies. In an overview, the study showed that the insertion occurred dynamics of mechanized agriculture next to highways and livestock is still deforesting vector in the municipality. Already the Forest Plantation this consolidation process in the region and is not very representative area. With the database was possible to define the limits of geofacies and from them verify the dynamics of using existing land in Paragominas, reflecting the same land use dynamics (agricultural transition, deforestation, forest degradation, among others) that are occurring in the Amazon.
Keywords: Geomorfologia
Sistemas de informação geográfica
Paisagens
Solo - Uso
Paragominas (PA)
Concentration Area: GESTÃO DOS RECURSOS NATURAIS E DESENVOLVIMENTO LOCAL
Research Line: GESTÃO AMBIENTAL
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIA
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal do Pará
Institution Acronym: UFPA
Department: Núcleo de Meio Ambiente
Program: Programa de Pós-Graduação em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia
metadata.dc.rights: Acesso Aberto
Source: 1 CD-ROM
Appears in Collections:Dissertações em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local na Amazônia (Mestrado) - PPGEDAM/NUMA

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_MonitoramentoPaisagensParagominas.pdf3,96 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons